domingo, 26 de fevereiro de 2017

[COTIDIANO] - Sem Compromisso vem vendendo emoção...

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Régis Santos, Alessandro Lira e Thaís Fernanda

Manaus/AM - Continuo aprendendo da Vida, ainda que aos 47 anos...

Planejei, desde outubro de 2016, desfilar, pela primeira vez, no Sambódromo de Manaus/AM. Tudo corria bem, até surgir um impedimento, ou quase impedimento. Resolvi arriscar e encarar o desfile. Fui tomado por uma ansiedade boa, confesso. Parte pelo temor de sentir algo na avenida: ou o incômodo que venho tratando desde janeiro me deixar fora de combate no meio do sonho, ou a emoção de finalmente defender a Escola de Samba que adoro desde 1983, com Hotel Cassina, me causar um piriri na passarela. Tudo besteira. Correu tudo bem e curti cada segundo, apesar de não ter noção de quanto tempo passei enganando, fingindo ser um grande passista!

No início, eu ia só, pois aprendi, em 2016, que nossos Planos dizem respeito somente a nós. E que quanto menos você propagar suas metas, mais fácil de atingi-las, por mais difícil que ela seja. Quando minha Mãe, Ledice Benarrós de Mesquita, soube que iria estrear, deixou escapar: "mas tu nem falou nada. Vou querer ir. Dá um jeito de conseguir Fantasia para mim também". E pedido de Mãe não se discute, se cumpre!

Chegamos cedo. Na verdade fomos os primeiros de nossa Ala, do Índio, no Enredo Eu Tenho Prá Vender... Quem Quer Comprar? De repente os conhecidos começaram a chegar... Primeiro, o casal Régis Santos e Lídia Lopes, incentivadores da minha estreia, já esperados. Daqui a pouco, Jofre, Gleice e o filho Pedro Henrique, amigos de longa data e uma grata surpresa. E os que não conhecíamos, logo se tornaram nossos amigos, como um bom enredo de Carnaval.
A sensação de desfilar é indescritível. A emoção e satisfação só aumenta, quando o desfile é por sua Escola de Samba amada. O sentimento é mais intenso ainda quando você alia os dois fatores em sua primeira vez... Obrigado especialmente ao Presidente da Sem Compromisso, Getúlio Lobo, e a sua esposa (Primeira Dama), Lívia Lobo por permitirem que eu experimentasse tantas sensações e emoções no Sábado Gordo de Carnaval (26/02).

Ano que vem quero mais, em dose dupla. Vou repetir a Sem Compromisso. E escolher a segunda Escola de acordo com o Enredo a ser defendido. Já está decidido. Que Deus permita que isso se realize. E, com certeza, já sem o incômodo que me persegue... E, também com certeza, com minha Mãe ao meu lado, de novo.
Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[BOM DIA MUSICAL] - E Por Falar Em Saudade..., GRES Caprichosos de Pilares, do Rio de Janeiro/RJ - 1985

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Em 1985 o Brasil ainda era somente Tri-Campeão Mundial de Futebol. Dois anos antes, a Taça Jules Rimet, conquistada de forma definitiva em 1970 no México foi roubada no Rio de Janeiro, derretida, e vendida como ouro [embora para mim, a Jules Rimet tenha se perdido mesmo em 1966, na Inglaterra. Mas os ingleses, malandros mais que os brasileiros, inventaram uma história mirabolante e, literalmente, todo o Mundo acreditou. Menos eu, é claro]. No Brasil, o Botafogo/RJ carregava a sina de não ser Campeão há 17 (desde 1968), jejum que ainda durou mais três anos, só sendo quebrado em 1989.

Em 1985, o tabu da virgindade (feminina, é claro) era tema de discussão avançada, não causando mais tanto espanto. E, engatinhando ainda no Processo de Redemocratização, o Brasil teve que engolir mais uma eleição indireta, pelo Congresso Nacional, que elegeu Tancredo Neves, numa corrida contra Paulo Maluf (!!!), embora o clamor do povo brasileiro fosse votar para Presidente da República, direito suspenso logo após a vitória popular de Jânio Quadros, em 1961, mais especificamente em 1964, em razão do Golpe Militar que levou as Forças Armadas ao Poder.

Tudo isso teria como se misturar num Samba Enredo? Difícil de imaginar, né?

Mas a Caprichosos de Pilares premiou o público brasileiro com tal proeza, movida com muita irreverência. A fórmula deu ainda mais certo graças a grande empatia de Carlinhos de Pilares, que deu um toque especial ao Samba Enredo, cantado em todo o Brasil até os dias atuais, embora os temas todos fossem perdendo consistência histórica. A força de E Por Falar Em Saudade... é tão grande que tornou a Caprichosos de Pilares em nova Queridinha do Brasil, e foi revivida na Marquês de Sapucaí em 2010, com o mesmo entusiasmo de 15 anos atrás.

Então, e por falar em saudade, neste Domingo Gordo de Carnaval (26/02), o Blog do Teófilo deseja muita boas lembranças e alegrias, revivendo este divertido Samba Enredo, composto por Almir de Araújo, Balinha, Marquinho Lessa, Hércules e Carlinhos de Pilares.

BOM DIA, COLOMBINAS E PIERRÔS !!!

Escute a música em: https://www.letras.mus.br/caprichosos-de-pilares-rj/472989/

Onde andam vocês, ô ô ô, antigos carnavais? Os sambistas imortais, bordados de poesia

Oh! Saudade, ô
Meu carnaval é você
Caprichosamente
Vamos reviver, vamos reviver...
"Saudadeando" o que sumiu no dia-a-dia
Na fantasia de um eterno folião
O bonde
O amolador de facas
O leite sem água
A gasolina barata
Aquela Seleção Nacional
E derreteram a taça na maior cara-de-pau

Bota, bota, bota fogo nisso (bis)
A virgindade já levou sumiço

(Quero votar!)
Diretamente, o povo escolhia o presidente
Se comia mais feijão
Vovó botava a poupança no colchão
Hoje está tudo mudado
Tem muita gente no lugar errado

Onde andam vocês, ô ô ô
Antigos carnavais?
Os sambistas imortais
Bordados de poesia
Velhos tempos que não voltam mais
E no progresso da folia...

Tem bumbum de fora pra chuchu (bis)
Qualquer dia é todo mundo nu...


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sábado, 25 de fevereiro de 2017

[COTIDIANO] - E eu, que não gosto de cachorro, me apaixonei pela Branquinha !!!

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Serginho Benarrós

Manaus/AM - O clima é de Carnaval. Mas um bolero cai é bem...

Não podia deixar acabar Fevereiro sem escrever algo com a tag COTIDIANO. Daí que depois de quase 60 dias de trabalho intenso chega o Carnaval e eu, mesmo à beira do estaleiro, decidi (não com tanta convicção) que vou aproveitar sim o Carnaval 2017, como eu planejei desde outubro de 2016.

Deixei o Raul Carlos na Bandinha do Jardim dos Eucaliptos, onde ele a Scarlett Syssi e a Maria Cecília abriram oficialmente as Folias Momescas da Família Caldas de Mesquita. De lá, segui para a Buriti, na Cidade Nova. Encontrei minha Mãe confortavelmente instalada em sua Cama de Rainha, debaixo das cobertas imperais, curtindo o friozinho da noite de sexta-feira (24/02). Quinze minutos de conversa boa e revelei a ela meus segredos: "Mãe, tô precisando mesmo é tomar umas!!!". A velhinha deu um pulo da cama e em 37 segundos já estava pronta, me esperando...

Fazia tempo que queria ir no Boteco do Frank, na Avenida Bacuri, pertinho da Buriti. Fomos lá, onde, na Mesa do Bar, ainda na primeira gelada, confidenciei outro segredo para minha Mãezona: "Depois que eu voltei a beber, ainda não tomei umas com o Tio Sérgio". Tal e qual Fada Madrinha, minha Mãe logo acionou o irmão dela e em questão de pouquíssimos minutos já estávamos chegando no Núcleo 8...

Se tem uma coisa que eu gosto tanto quanto Família, Fast Clube/AM e Boa Música é ver gente dançando. Aqueles que sabem dançar, é claro. Amo ver gente deslizando pelos salões, com coreografias, ritmos e sintonias perfeitas. Olho sempre para os pés, sem esconder minha enorme inveja... Vibro com os movimentos mais ousados, com os giros sincronizados, com o entrosamento do casal. Aplaudo com os olhos !!!

E na noite desta sexta-feira (24/02) acabei conduzido ao Divina Gula, no Núcleo 8 (foto da postagem), onde os talentos amazonenses Sérgio Aurélio e Cintia Benfica soltavam seus vozeirões, enquanto os casais, literalmente, bailavam nos espaços permitidos entre as mesas. Ôh coisa linda de se ver... Teve ainda a participação especial de um cliente, o Neto, que cantou Lady Laura numa versão bem própria dele, bolerão, bolerão !!! Imaginem a cena: eu, tomando uma gelada com minha Mãe, embalado por um bolerão Lady Laura. Ôh coisa linda de se ouvir e sentir...

Estava no meu segundo copo quando uma cadela branca, muito bem a propósito batizada pelo Tio Sérgio de Branquinha, ergue sua pata esquerda e dá dois toques na minha coxa direita, protegida pela bermuda jeans. E eu, que não gosto de cachorro, impulsivamente faço um carinho na cabeça dela, que repete seu gesto... Aí os amigos do titio, que já estavam fechando a primeira grade de litrão, me explicam: "ela está pedindo comida". Nem acreditei. Mas entrei no embalo. Primeiro batata frita (foto abaixo). Depois farofa. Incrementei com um pedaço daqueles sebos que sempre vêm disfarçados de carne nos espetinhos do famoso churrasquinho da esquina, que eu teimo em chamar de Espetinho da Búfalos.
E assim foi a noite inteira. Patinha esquerda da Branquinha na minha coxa direita... Quando eu a ignorava (sim, fiz isso algumas vezes, pois o rito repetia-se a noite inteira), ela insistia, tocando-em duas ou três vezes. Depois, a rapaziada da mesa me passou outro segredo: quando você direciona o copo de cerveja para a Branquinha, ela vira o rosto, recusando a oferta. Melhor que cadela adestrada. Daí que eu, que nunca gostei de cachorro, nem tampouco de qualquer animal de estimação, me apaixonei pela Branquinha.

Continuo aprendendo da Vida, ainda que aos 47 anos...

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[BOM DIA MUSICAL] - Hotel Cassina, GRES Sem Compromisso, de Manaus/AM - 1983

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - O Carnaval Amazonense de 1983 será lembrado para sempre, por um Samba de Enredo Divinal... Na minha opinião, o Melhor Samba de Enredo de Todos os Tempos entre todas as Escolas de Samba do Brasil. Neste Sábado Gordo, o Bom Dia Musical Carnavalesco, do Blog do Teófilo apresenta a Romântica e Histórica Hotel Cassina, da Sem Compromisso.

A primorosa e inigualável letra é do falecido poeta amazonense Aníbal Beça, em parceria com Rinaldo Buzaglo. Numa atitude vanguardista, Aroldo Melodia foi importado do Rio de Janeiro para defender o Samba de Enredo no Desfile, ainda na avenida Djalma Batista.

BOM DIA, CORONÉIS E COCOTTES !!!

Escute a música em: https://www.youtube.com/watch?v=WYiXiEI2DBs

Paris das Selvas, mon amour, très jolie. Com vinte mil réis, as cocottes dizem oui, voilà mon chéri

Eu embarquei no tempo,
voltando ao passado
Dos idos e dos feitos,
que não voltam mais...
Aí eu cantei,
cantei,
aí eu cantei,
recordar é viver,
em doce parêmia,
o Hotel Cassina,
da Manaus Boemia

Paris das Selvas
Mon amour, très jolie
Com vinte mil réis
As cocottes dizem oui,
voilà mon chéri
(diz aí, diz aí, diz aí...)

Paris das Selvas
(assim dá certo,
assim dá certo...)
Mon amour, très jolie
(Beleza, beleza, beleza)
Com vinte mil réis
As cocottes dizem oui,
voilà mon chéri

(E nesta saga...)
Nesta saga aventureira,
Coronel de Barranco,
mandava e desmandava
Quando voltava da Selva,
no Cassina se hospedava.

(Hotel Cassina...)
Hotel Cassina,
da Roleta e do Bacará,
onde os boêmios jogavam,
Sem Compromisso,
de perder ou ganhar...

Roda roleta, roda da façanha
redemoinho da sorte
hoje quem paga é quem ganha
(eu falei...)
Roda roleta, roda da façanha
redemoinho da sorte
hoje quem paga é quem ganha

(Eu disse saudando...)
Saudando o Século XX
O Cassina fez seu réveillon
Manaus, borbulhava com brinde
com champagne Chandon,
cantando assim:
Salve, Salve o Ano Novo
e o Século XX, que já vem chegando
(Ó salve, salve).
Salve, Salve o Ano Novo
e o Século XX, que já vem chegando

(Olha eu voltei no tempo!!!)


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

[FISICULTURISMO] - Daniely Castilho representa o Amazonas no Arnold Classic Pro

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Divulgação

Manaus/AM - A amazonense Daniely Castilho, 33 anos, será a única representante do Norte do País no Arnold Classic Pro (Arnold Festival Sports 2017), em Ohio, nos Estados Unidos, uma das competições mais importantes do Fisiculturismo mundial. Do Brasil, apenas mais dois competidores de São Paulo irão fazer parte do evento que acontece de 3 a 5 de março, na terra do presidente Donald Trump. O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), apoia a atleta.

Campeã Brasileira em 2015 e recentemente quinta colocada na IFBB (International Federation of BodyBuilding and Fitness), a amazonense figura entre as atletas mais importantes do país na categoria profissional. Convidada para a competição por conta dos últimos resultados, Daniely se preparou intensamente para subir no pódio, um total de oito meses seguidos, tempo recorde de preparação durante toda a carreira da atleta.

“Fui convidada para o Arnold depois de ter sido a quinta colocada em Porto Rico, ano passado, onde foi minha primeira competição profissional. Para o Arnold Classic Profissional, apenas os atletas destaques são convidados e fui uma das poucas do País a ter este privilégio, que encarei com muita dedicação. Estou treinando há mais de oito meses e normalmente o prazo de preparação é de três. Está sendo bem mais cansativo, estou treinando em turnos e focando no que preciso melhorar, nas minhas deficiências. Já tenho a experiência da competição anteriormente e agora é torcer para tudo dar certo”, comentou a atleta, que deixa Manaus/AM no próximo domingo (26/02).

Ao lado das melhores Fisiculturistas do mundo, a amazonense já vem estudando as adversárias para conquistar um bom resultado pela categoria Womens Physique. O foco do atleta, inclusive, é conquistar a vaga para o Mr. Olympia, que acontece ano que vem, e é considerado o mais importante evento de fisiculturismo do planeta.

“Minha categoria é a mais concorrida da competição, com 41 adversárias. Consegui evoluir bem nos treinamentos e meu físico respondeu no que a gente precisava pelo tempo que venho me preparando. Estou bem confiante, já olhei o nível das adversárias, e vou mais experiente dessa vez, e bem mais segura. Este evento é uma verdadeira vitrine, e sou a primeira da região a ser convidada para o Profissional e vou cumprir essa honraria”, destacou.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita



[BOM DIA MUSICAL] - Bum bum, paticumbum, prugurundum, GRES Império Serrano, do Rio de Janeiro - 1982

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - No segundo dia do Bom Dia Musical Carnavalesco, o Blog do Teófilo relembra a quase mitológica Bum Bum, paticumbum, prugurundum, da simpática Império Serrano, que valeu à Escola de Samba de Madureira o Título de 1982. Até hoje, o refrão bum bum paticumbum prugurundum, o nosso samba minha gente é isso aí. Bum bum paticumbum prugurundum, contagiando a Marquês de Sapucaí é cantado com facildiade, por foliões e foliãs de todas as idades.

BOM DIA, FOLIÕES E FOLIÃS !!!

Escute a música em: https://www.youtube.com/watch?v=HsR3vUb9Mug

Vem meu amor, manda a tristeza embora. É carnaval, é folia, neste dia ninguém chora

Enfeitei meu coração
De confete e serpentina
Minha mente se fez menina
Num mundo de recordação
Abracei a Coroa Imperial
Fiz meu carnaval
Extravasando toda minha emoção

Oh! Praça Onze, tu és imortal
Teus braços embalaram o samba
A tua apoteose é triunfal

De uma barrica se fez uma cuíca
De outra barrica um surdo de marcação
Com reco-reco, pandeiro e tamborim
E lindas baianas
O samba ficou assim

E passo a passo no compasso
O samba cresceu...
Na Candelária construiu seu apogeu
As burrinhas que imagem, para os olhos um prazer
Pedem passagem pros moleques de Debret
As Africanas, que quadro original
Yemanjá, Yemanjá enriquecendo o visual
(Vem meu amor)

Vem meu amor
Manda a tristeza embora
É carnaval, é folia
Neste dia ninguém chora

Super escolas de samba S/A
Super-alegorias
Escondendo gente bamba
Que covardia!

Bum bum paticumbum prugurundum
O nosso samba minha gente é isso aí

Bum bum paticumbum prugurundum
Contagiando a Marquês de Sapucaí


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

[BOM DIA MUSICAL] - É Hoje, GRES União da Ilha do Governador, do Rio de Janeiro - 1982

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - A partir desta quinta-feira (23/02) e até a quarta-feira de Cinzas (01/03), o Bom Dia Musical do Blog do Teófilo entra em ritmo de festa, folia e carnaval, revivendo sete Sambas de Enredo Históricos, de Escolas de Samba do Amazonas e do Rio de Janeiro, no período de 1982 a 1986.

Para abrir, o Samba de Enredo da GRES União da Ilha do Governador de 1982, É Hoje, que Caetano Veloso fez questão de gravar em seu LP Uns, de 1983.

BOM DIA, FOLIÕES E FOLIÃS !!!

Escute a música em: https://www.youtube.com/watch?v=-wUhWUGojn4

É hoje o dia da alegria e a tristeza nem pode pensar em chegar. Diga espelho meu, se há na avenida alguém mais feliz que eu?

A minha alegria atravessou o mar
E ancorou na passarela
Fez um desembarque fascinante
No maior show da Terra
Será que eu serei
o dono desta festa?
Um Rei, no meio de uma gente tão modesta

Eu vim descendo a serra
Cheio de euforia para desfilar
O mundo inteiro espera
Hoje é dia do riso chorar

Levei o meu samba
Pra mãe-de-santo rezar
Contra o mau olhado
Carrego o meu Patuá

Acredito ser o mais valente
Nesta luta do rochedo com o mar
(E com o mar)

É hoje o dia da alegria e a tristeza
Nem pode pensar em chegar

Diga espelho meu
Se há na avenida
Alguém mais feliz que eu?


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita