sábado, 25 de março de 2017

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2017] - Nacional/AM vence de virada, de novo

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antonio Assis/Site Oficial da FAF
http://fafamazonas.com.br


Manaus/AM - Em partida principal da rodada dupla da noite desta terça-feira (21/03), Holanda/AM e Nacional/AM fizeram um jogo eletrizante com duas viradas - o Nacional/AM saiu na frente; o Holanda/AM virou o placar; e o Nacional/AM retomou o marcador, virando de novo. Foi a segunda vitória do Mais Querido, em duas rodadas - as duas vitórias virando o placar adverso.

O Nacional/AM entrou em campo com três alterações, com relação ao jogo anterior, com um sistema defensivo praticamente novo: saiu o goleiro Érick Rocha e estrou Alexandre Azize; Peter, que entrou no intervalo contra o Manaus FC/AM, ganhou a titularidade na lateral-direita e Thiago Bastos, que começou a partida de estreia na direita e passou para a esquerda no segundo tempo, veio de novo na função, no lugar de Jefferson Teles. O Holanda/AM teve duas alterações: Ney, no miolo da zaga, no lugar de Edirley, que passou para a função de volante, sua verdadeira posição, em razão da suspensão de Anderson Palheta; e Paulo Rossíneo no lugar de Max Miller, como segundo volante.

O Nacional/AM começou melhor e com 9 minutos de jogo já estava ganhando, gol de Alan Bahia, cobrando falta no canto esquerdo de Douglas. Marinho, aos 15 minutos, quase empatou, após cruzamento da direta. O Holanda/AM criou duas chances seguidas, aos 25 e aos 28 minutos. Na primeira, o cruzamento veio de novo da direita a e zaga nacionalina aliviou para escanteio. Na segunda, o goleiro Alexandre Azize saiu com o pé para tirar o perigo e, no rebote, Paulo Rossíneo pegou de primeira, para nova defesa de Alexandre Azize. O Nacional/AM respondeu imediatamente, em rápido ataque e tabela entre Júnior Bolt e Jefferson Araújo, que bateu mal, em cima do goleiro Douglas. No minuto seguinte, Jussan cruzou da direita e Peter quase marcou contra, na tentativa de corte. O jogo era lá e cá e aos 31 minutos Júnior Bolt cruzou da esquerda e Ney cortou providencialmente, antes da conclusão de Jefferson Araújo.

Alexandre Azize deu outro susto na torcida nacionalina aos 34 minutos, quando pegou e depois largou um cruzamento aéreo. Na sequência, Júnior Bolt puxou contra-ataque, entra na área e ao tentar driblar o goleiro Douglas, acaba desarmado, perdendo grande chance de ampliar o placar. Jefferson Araújo subiu de cabeça, com estilo, aos 35 minutos, após cruzamento da esquerda, obrigando Douglas a realizar grande defesa. Sete minutos depois, Júnior Bolt fez boa jogada pela esquerda e cruzou perigosamente para trás, com a zaga laranja aliviando o perigo. O Holanda/AM terminou o primeiro tempo pressionando e aos 44 minutos Marinho recebeu e bateu forte, com a bola desviando e saindo para escanteio. No terceiro escanteio, após cabeçada no travessão, Marinho aproveitou o rebote e empatou a partida.


Empolgado com o empate, o Holanda/AM voltou dominando os minutos iniciais do segundo tempo. Antes do primeiro minuto se completar, Antony pegou de fora da área com Alexandre Azize jogando para escanteio. Aos 4 minutos, em uma saída de bola errada do Nacional/AM, Marinho arriscou de longe, tentando surpreender, mas para fora. No minuto seguinte, depois de um cruzamento da direita, Sidnei encheu o pé, com grande perigo. Arthur Bernandes mexeu duas vezes no times. Aos 7 minutos trocou Romário por Diego Soares e aos 11 minutos tirou Iuri e colocou Hugo em campo. Mas o Holanda/AM continuou melhor e aos 22 minutos, em jogada pela esquerda, Marinho quase marcou, de carrinho, em cruzamento rasante na área. Aos 22 minutos o Nacional/AM fez sua terceira e última alteração, com Jackie Chan entrando no lugar de Alan Bahia.

Ioran fez boa jogada pela esquerda, aos 24 minutos, e ganhou escanteio. Marinho, de cabeça, marcou o segundo gol do Holanda/AM, aos 25 minutos, virando o placar. Mas, nem deu tempo de comemorar e, aos 28 minutos, Thiago Bastos cruzou da esquerda e Jefferson Araújo, também de cabeça, empatou. No lance seguinte, Jefferson Araújo foi lançado em profundidade e Douglas saiu bem do gol, cortando de cabeça. O Nacional/AM melhorou muito após o empate e, aos 31 minutos, Thiago Bastos limpou seu marcador e bateu com perigo, à direita de Douglas.

Aos 33 minutos, Thiago Bastos cruzou da esquerda, o zagueiro Chicão furou e Júnior Bolt marcou, mas em completo impedimento. Aos 41 minutos, Jackie Chan cruzou da esquerda, a bola atravessou todo a área até chegar a Peter, na direita, que bateu direto, com desvio na zaga. No minuto seguinte, Hugo cobrou falta com força e Douglas encaixou, no meio do gol. Douglas fez espetacular defesa aos 43 minutos, quando Jefferson foi lançado em velocidade, ficou cara a cara com o goleiro e bateu, perdendo. Aos 48 minutos, o zagueiro Jefferson Siqueira desceu pela esquerda e cruzou na medida para o xará Araújo, que dominou e bateu com força e frieza, para decretar a segunda virada do jogo, a segunda vitória do Nacional/AM na competição, a segunda por virada.

Ficha Técnica:
Holanda/AM 2-3 Nacional/AM
Terça-feira, 21 de março de 2017, às 21 horas (de Manaus/AM)
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Campeonato Amazonense 2017
Segunda Rodada da Primeira Fase
Principal de Manaus FC/AM 0-2 Rio Negro/AM
Árbitro: Fred Rafael Lopez Fernandez/AM
Assistente 1: Marleudo Nunes de Lima/AM
Assistente 2: Anne Kesy Gomes de Sá/AM
4º Árbitro: Reginaldo Vasconcelos Noronha/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Renda: R$ 7.260,00
Público pagante: 598 (678 presentes)
Cartões amarelos: Antony 13 minutos do primeiro tempo. Sidney 30, Hugo 35, Ney 37 e Kelvi 38 minutos do segundo tempo.
Gols: Alan Bahia 9 e Marinho 45 minutos do primeiro tempo. Marinho 25, Jefferson Araújo 28 e Jefferson Araújo 48 minutos do segundo tempo.
Holanda/AM: Douglas; Jussan (Pedrinho 46/2º), Chicão, Ney e Sidney; Edirley, Antony, Paulo Rossíneo (Max Miller 18/2º) e Kelvi; Marinho e Ioran. Treinador: Sidney Bento.
Suplentes: Neto, Paulista, Erivélton, Max Miller, João Lucas, Denner, Pedrinho e Niedson.
Nacional/AM: Alexandre Azize; Peter, Vágner, Jefferson Siqueira e Thiago Bastos; Alan Bahia (Jackie Chan 22/2º), Iuri (Hugo 11/2º), Alexsandro e Romário (Diego Soares 7/2º); Jefferson Araújo e Júnior Bolt. Treinador: Arthur Bernardes.
Suplentes: Érick Rocha, Victor, Cristian, Jefferson Teles, Hugo, Lucas Bueno, Bruno Potiguar, Diego Soares e Jackie Chan.


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 24 de março de 2017

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2017] - Rio Negro/AM vence de novo e mantém liderança da Primeira Fase

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antonio Assis/Site Oficial da FAF
http://fafamazonas.com.br

Manaus/AM - No papel, dois elencos fortes, entre os melhores do Campeonato Amazonense 2017. O Rio Negro/AM, comandado por Aderbal Lana, defendendo a liderança da competição; o Manaus FC/AM, com Igor Cearense à frente, em busca da recuperação, após perder na partida de estreia. Assim começou a rodada dupla da noite desta terça-feira (21/03), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM.

Com predominância de jogadas a partir de bolas paradas, o jogo foi pegado e sem tantas emoções no primeiro tempo. Superior em alguns momentos, o Rio Negro/AM sempre esteve mais perto de abrir o marcador. Aos 12 minutos, Rodrigo Ítalo cobrou falta na área, o goleiro Jonathan saiu mal e a zaga do Manaus FC/AM tirou o perigo que rondava. Em outra cobrança de falta de Rodrigo Ítalo, agora aos 19 minutos, novo perigo contra a meta de Jonathan, mas dessa vez a bola desviou na barreira e saiu em escanteio.

Próximo do fim do tempo regulamentar, aos 44 minutos, Leonardo lançou Arthur mas, no meio do caminho, Juninho tocou com a mão na bola, em pênalti para o Galo da Praça da Saudade. Arthur foi o encarregado da cobrança e, aos 44 minutos, colocou no canto esquerdo do goleiro adversário, que foi para o lado oposto, decretando a vitória parcial por 1-0, ao final da primeira etapa.

Na eminência de perder seu segundo jogo consecutivo, Igor Cearense mexeu duas vezes, no intervalo, colocando Thiaguinho na vaga de Juninho e Jonas no lugar de Neto. Porém, o Rio Negro/AM voltou melhor e aos 6 minutos, em cobrança de escanteio pelo lado direito, Jonathan fez grande defesa após cabeçada de Rafael Vitor. Aos 12 minutos, após tabela entre Rafael Paulista, Arthur e Leonardo, Rafael Paulista foi desarmado por Deurick na hora da conclusão final.

Nem deu tempo do Manaus FC/AM assimilar as mudanças e Arthur marcou de novo, aproveitando cruzamento de Wágner Diniz, da direita. No tudo ou nada, Igor Cearense tirou o lateral-direito Átila, fazendo entrar em campo o atacante Hamilton. Em ataque rápido, aos 25 minutos, Rodrigo Ítalo lançou Leonardo na direita, que avançou, entrou na área e cruzou buscando Arthur, mas errado. Quatro minutos depois, Wágner Diniz cruzou com perigo, mas Arthur não alcançou, chegando atrasado na bola.

Leonardo desperdiçou a chance de ampliar, logo em seguida, ao receber cruzamento da direita e, frente à frente com Jonathan, concluir para defesa do goleiro. Aos 38 minutos, Adrianinho trabalhou pela direita, convergiu para o meio e tocou para Jonas, que adiantou demais a bola, proporcionando defesa de Jairo, com os pés. Mais cinco minutos de tempo decorrido e Thiaguinho desceu pela esquerda, cruzando rasante, com a bola passando por toda a extensão da área rionegrina. Deurick ainda levou perigo, em cobrança de falta aos 45 minutos, que Jairo espalmou para escanteio.
Final de jogo, mais uma vitória do Rio Negro/AM, mais uma vez pelo clássico placar de 2-0, garantindo ao time Barriga-Preta a liderança da Primeira Fase do Campeonato Amazonense 2017. Na próxima rodada, a terceira, no sábado (25/03), o Rio Negro enfrenta o Holanda, no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, enquanto o Manaus FC/AM fará o duelo dos últimos colocados, contra o São Raimundo/AM, no Estádio Ismael Benigno, a Colina, ambos os jogos em Manaus/AM.

Ficha Técnica:
Manaus FC/AM 0-2 Rio Negro/AM
Terça-feira, 21 de março de 2017, às 19 horas (de Manaus/AM)
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Campeonato Amazonense 2017
Segunda Rodada da Primeira Fase
Preliminar de Holanda/AM 2-3 Nacional/AM
Árbitro: Edmar Campos da Encarnação/AM
Assistente 1: Eliane Nogueira dos Santos/AM
Assistente 2: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
4º Árbitro: Halbert Luis Morais Mahia/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Renda: R$ 7.260,00
Público pagante: 598 (678 presentes)
Cartões amarelos: Juninho 11 e Wágner Diniz 13 minutos do primeiro tempo. Arthur 8, Rafael Vitor 9 e Thiago Amazonense 17 minutos do segundo tempo.
Gols: Arthur (pênalti) 44 minutos do primeiro tempo. Arthur 14 minutos do segundo tempo.
Manaus FC/AM: Jonathan; Átila (Hamilton 16/2º), Ediglê, Deurick e Matheus Iton; Juninho (Thiaguinho, no intervalo), Igor, Thiago Amazonense e Neto (Jonas, no intervalo); Adrianinho e Wesley Napão. Treinador: Igor Cearense.
Suplentes: Júnior, Ricardinho, Gabriel, Élton, Thiaguinho, Túlio, Hamilton, Claudinei, Jonas, Sarkis, Purá e Lucas Santos.
Rio Negro/AM: Jairo; Wágner Diniz, Erick, Rafael Vitor e Charles; Rafael Paulista, Delciney, Marcelo e Rodrigo Ítalo; Leonardo (Elkson 47/2º) e Arthur (Batista 31/2º). Treinador: Aderbal Lana.
Suplentes: Pedro Vinícius, Brendo, Batista, Cristiano, Thiago Verçosa, Paulinho, Elskon e Patrick.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2017] - Penarol/AM vence São Raimundo/AM em Itacoatiara/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Marcos Mendonça/Site Oficial do Penarol/AM
http://www.penarol.com.br

Manaus/AM - Dois times derrotados na rodada inicial do Campeonato Amazonense 2017 abriram a segunda rodada, na tarde desta terça-feira (21/03), no Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM. E a partida foi decidida ainda no primeiro tempo, com o Penarol/AM marcando dois gols, que garantiram a primeira vitória do time na competição, e os primeiros três pontos conquistados. Roger, aos 16 minutos, e o artilheiro Rodrigo Marajó, aos 35 minutos, foram os autores dos gols. As novidades apresentadas não foram suficientes para evitar que o São Raimundo/AM acumulasse a segunda derrota em dois jogos.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado (25/03). O Penarol/AM vai a Manacapuru/AM, enfrentar o Princesa do Solimões/AM, no Estádio Gilberto Mestrinho, no Derby do Interior. O São Raimundo/AM tenta a reabilitação em Manaus/AM, no Estádio Ismael Benigno, contra o Manaus FC/AM.

Ficha Técnica:
Penarol/AM 2-0 São Raimundo/AM
Quarta-feira, 21 de março de 2017, às 16 horas (de Manaus/AM)
Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM
Campeonato Amazonense 2017
Segunda Rodada da Primeira Fase
Árbitro: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assistente 1: Noélia Chaves da Paixão/AM
Assistente 2: Francisco Souza da Silva Filho/AM
4º Árbitro: João Batista Cunha de Brito/AM
Delegado: Lázaro D'Ângelo Pinheiro/AM
Renda: R$ 4.540,00
Público pagante: 454 (494 presentes)
Cartões amarelos: Valdeci 3, Carlinho 5 e Kitó 14 minutos do segundo tempo.
Gols: Roger 16 e Rodrigo Marajó 35 minutos do primeiro tempo.
Penarol/AM: Paulo Roberto; Jamesson, Samir, Preto Marabá, Marlon e Edicleber; Alex Piauí, Kitó (Léo Silva 27/2º) e Cleiton; Rodrigo Marajó e Roger (Ronni 33/2º). Treinador: Humberto Santos.
Suplentes: Ray, Júnior, Jorginho, Léo Silva, Gigue, Alex Silva, Roniel e Ronni.
São Raimundo/AM: Mazon; Adson (Alexandre 14/2º), Greg, Everton e Renan; Valdeci, Marquinho, Róbson e Elivélton; Dentinho (Carlinho 37/1º) e Bahiano (Saropa, no intervalo). Treinador: Lúcio Braga.
Suplentes: Jonatha, Iranildo, Carlinho, Felipe, Saropa, Caniggia, Élson Bala e Alexandre.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quarta-feira, 22 de março de 2017

[BOM DIA MUSICAL] - Planeta Água, com Guilherme Arantes

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Em 1981, por ocasião do Festival MPB/Shell de Música, promovido pela Rede Globo, Guilherme Arantes apresentou ao Brasil a incrível Planeta Água, que ficou em segundo lugar, perdendo para Purpurina, interpretada por Lucinha Lins. Neste Dia Mundial da Água, o Bom Dia Musical do Blog do Teófilo relembra esse inesquecível sucesso, que conquista e cativa gerações a gerações.

Escute a música em https://www.youtube.com/watch?v=j7CzrqfIHgk

Gotas de água da chuva, alegre arco-íris sobre a plantação. Gotas de água da chuva, tão tristes, são lágrimas na inundação

Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre um profundo grotão
Água que faz inocente riacho
E deságua na corrente do ribeirão

Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população

Águas que caem das pedras
No véu das cascatas, ronco de trovão
E depois dormem tranquilas
No leito dos lagos
No leito dos lagos

Água dos igarapés
Onde Iara, a mãe d'água
É misteriosa canção
Água que o sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão

Gotas de água da chuva
Alegre arco-íris sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes, são lágrimas na inundação

Águas que movem moinhos
São as mesmas águas que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra

Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água

Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre um profundo grotão
Água que faz inocente riacho
E deságua na corrente do ribeirão

Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população

Águas que movem moinhos
São as mesmas águas que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra
Pro fundo da terra

Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água

Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água
Terra! Planeta Água


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 21 de março de 2017

[COPA VERDE 2017] - Goleado em Macapá/AP, Fast Clube/AM é eliminado pelo Santos/AP

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Dominado e apático, o Fast Clube/AM foi goleado na partida de volta da Copa Verde, no Estádio Milton de Souza Correia, o Zerão, em Macapá/AP, sendo eliminado da competição. O Santos/AP garantiu a vaga praticamente no primeiro tempo, quando fez três gols, comandado por Balão Marabá. No segundo tempo ainda marcou o quarto, com Edinho Canutama descontando no final da partida, em cobrança de pênalti. Na próxima fase o Santos/AP encara o Clube do Remo/PA.

O Santos/SP entrou em campo cheio de atitude e disposto a decidir a vaga ainda nos primeiros minutos. Aos 8 minutos, Balão Marabá fez lançamento milimétrico para Diego Vasconcelos, na direita, que cruzou na área fastiana, com a zaga amazonense cortando parcialmente. No rebote, Fabinho pegou de primeira, acertando o canto esquerdo de Naylson, abrindo o marcador. Quatro minutos depois, o lance praticamente se repetiu, com Balão Marabá lançando Diego Vasconcelos, que cruzou para Luciano ajeitar para Fabinho, mas desta vez o atacante perdeu, com Naylson defendendo.

Aos 17 minutos o Fast Clube/AM passou novo susto, em cobrança de falta de Balão Marabá na área que Bruno cabeceou com perigo, embora estivesse em posição de impedimento, assinalada pelo árbitro paraense Andrey da Silva e Silva. A pressão e o domínio total do Santos/AP continuava e aos 19 minutos Luciano se livrou da marcação e bateu forte, de fora da área, com Naylson se esticando todo para fazer boa defesa, mandando a escanteio. Na cobrança de Balão Marabá, Bruno cabeceou para nova defesa de Naylson a escanteio. O Santos/AP teve mais três escanteios sequenciados e assim, no quinto tiro de canto, Dedé marcou, mas foi anulado, por falta do zagueiro.

O segundo gol acabou acontecendo de fato aos 29 minutos, depois que Balão Marabá cobrou falta da direita e Dedé praticamente se abaixou para marcar, de cabeça. A primeira chegada ofensiva do Fast Clube/AM aconteceu aos 32 minutos, em contra-ataque, que exigiu defesa difícil de Axel. O goleiro do time amapaense voltou a trabalhar aos 39 minutos, em cobrança de falta. Mas o Santos/AP estava mesmo impossível e aos 40 minutos, Luciano recebeu cara a cara contra Naylson e bateu rasante, no canto esquerdo rasteiro, marcando o terceiro. Na comemoração, ao tirar a camisa, Luciano levou cartão amarelo. E cinco minutos depois, antes mesmo do intervalo, foi substituído por Renatinho.

Dominado e com uma desvantagem enorme, o Fast Clube/AM voltou para o segundo tempo com duas alterações: Edinho Canutama no lugar de André Luiz e Bianor na vaga de Robinho. Com 30 segundos, Axel precisou fazer difícil defesa, saindo do gol de forma arrojada. Aos dois minutos, Edinho Canutama cabeceou com perigo, com a bola desviando na zaga e saindo em escanteio. Porém, logo o Santos/AP retomou o controle da partida. Aos 8 minutos, Balão Marabá e Bruno tabelaram e evoluíram bem, mas Jari apareceu impedido, estragando o bom ataque. No minuto seguinte, Fabinho quase marcou mais um, acertando o travessão de Naylson. Emerson Tavares no lugar de Rodrigo foi a última substituição de João Carlos Cavalo, ainda aos 10 minutos do segundo tempo.

Fabinho arriscou de fora da área, aos 12 minutos, e Naylson mandou a escanteio. No contra-ataque, aos 15 minutos, o Fast Clube/AM ameaçou de novo, com Axel salvando e mandando a escanteio. Aos 22 minutos, a torcida do Santos/AP abriu uma faixa na arquibancada com os seguintes dizeres: Copa Verde - Santos/AP versus Remo/PA. Cinco minutos depois, uma frase do treinador Perereca causou ira e revolta no banco de reservas do Fast Clube/AM: "vamos logo matar esses porcos...". O treinador foi expulso, Fábio Gomes levou cartão amarelo e Perereca, de forma muito humilde, reconheceu seu erro e pediu desculpas.

O golpe de misericórdia veio aos 30 minutos, com Rafinha recebendo de Fabinho e batendo de fora da área e marcando o quarto gol. O Fast Clube/AM teve a chance de diminuir, em cobrança de sobrepasso cometido por Axel, aos 35 minutos, mas a cobrança morreu na barreira. No minuto seguinte, Dedé cometeu pênalti em Charles, após saída de bola errada. Edinho Canutama cobrou forte, no ângulo superior esquerdo de Axel, que pulou para o outro lado. O último suspiro do Fast Clube/AM foi aos 51 minutos, em cobrança de falta na barreira.

Fim de jogo: Santos/AP 4-1 Fast Clube/AM com o time amapaense classificado para a Segunda Fase da Copa Verde 2017. Os confrontos serão Paysandu/PA - Águia/PA, Clube do Remo/PA - Santos/AP, Luverdense/MT - Rio Branco/ES e Luziânia/DF - Rondoniense/RO.

Ficha Técnica:
Santos/AP 4-1 Fast Clube/AM
Domingo, 19 de março de 2017, às 16 horas (de Manaus/AM)
Estádio Milton de Souza Correia, em Macapá/AP
Copa Verde - Primeira Fase - Grupo C - Jogo de Volta
Árbitro: Andrey da Silva e Silva/PA
Assistente 1: Márcio Gleidson Correia Dias/PA
Assistente 2: Rafael Ferreira Vieira/PA
4º Árbitro: Enoque Costa Pacheco/AP
Delegado: Carlos de Almeida Lima/AP
Renda: R$ 600,00
Público pagante: 235
Cartões amarelos: Rodrigo 24, Charles 29 e Luciano 41 minutos do primeiro tempo. Bianor 6, Bruno 13, Fabinho 20, Fábio Gomes 30, Diney 37, Cléber 42 e Emerson Tavares 46 minutos do segundo tempo.
Exclusão: Perereca 30 minutos do segundo tempo.
Cartão Verde (fair play): Fábio Gomes 48 minutos do segundo tempo.
Gols: Fabinho 8, Dedé 29 e Luciano 40 minutos do primeiro tempo. Rafinha 30 e Edinho Canutama (pênalti) 37 minutos do segundo tempo.
Santos/AP: Axel, Diego Vasconcelos, Jeferson, Diney e Batata; Bruno (Jean Marabaixo 40/2º), Lessandro, Luciano (Renatinho, 45/1º) e Barão Marabá; Fabinho e Rafinha (Bruno Maranhão 38/2º). Treinador: Perereca.
Suplentes: Graúna, Darlan, Wellington, Igor, Bruno Morais, Nildon, Maikon, Renato, Jean, Denilson e Talysson.
Fast Clube/AM: Naylson; Railson, Fábio Gomes, Thyago Brandão e André Luiz (Edinho Canutama, no intervalo); Cleber, Roberto Dinamite e Rodrigo (Emerson Tavares 10/2º); Robinho (Bianor, no intervalo), Charles e Léo Guerreiro. Treinador: João Carlos Cavalo.
Suplentes: Guanair Júnior, Emerson Tavares, Bianor, Renê, Werley e Edinho Canutama.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[BOM DIA MUSICAL] - Tema da Vitória, do Ayrton Senna

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Sim, sim... Eu sei que o Tema da Vitória, do Maestro Eduardo Souto Neto, foi feito para a Rede Globo usar nas transmissões da Fórmula Um e serviu, inicialmente, para o Nelson Piquet, em 1983. E que, depois do Senna, também serviu Rubens Barrichello e Felipe Massa. Mas, por aquelas coisas de Deus, sempre pareceu talhada para Senna. Eu, por exemplo, que comecei a acompanhar Fórmula Um em 1980, não lembro, sinceramente (e lamentavelmente) de ter escutado o Tema da Vitória para as vitórias de Piquet.

Falecido no exercício da atividade, durante o Grande Prêmio de Ímola (Itália), em 1º de Maio de 1994 (Dia do Trabalhador, no Brasil), Ayrton Senna da Silva nasceu em São Paulo/SP, em 21 de Março de 1960 e, se ainda estivesse vivo, comemoraria nesta terça-feira (21/03), 57 anos. E o Blog do Teófilo apresenta pela primeira vez um Bom Dia Musical para um Ídolo Nacional que não gravou qualquer música ou melodia.

Escute a música em https://www.youtube.com/watch?v=xLw58f_8kR8

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 20 de março de 2017

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2017] - De virada, Nacional/AM vence Manaus FC/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Lorena Furtado/Site Oficial do Nacional/AM
http://www.nacionalfc.com.br

Manaus/AM - No encerramento da Primeira Rodada do Campeonato Amazonense de 2017, Nacional/AM e Manaus FC/AM disputaram um jogo tenso, com muita animosidade dentro de campo entre os jogadores, muitos cartões amarelos e uma expulsão, ainda no primeiro tempo. O Nacional/AM venceu por 2-1, de virada, e assumiu, pelos critérios de desempate, o segundo lugar da Primeira Fase, que classifica os quatro primeiros colocados para a Fase Semifinal.

Os nervos estavam, de fato, à flor da pele, e com apenas três minutos de bola rolando, Antonio Carlos Pequeno Frutuoso já precisou mostrar o primeiro cartão amarelo, para Igor, do Manaus FC/AM. A primeira chance de gol veio aos seis minutos, em cobrança de falta de Matheus Iton, buscando o ângulo superior esquerdo de Érick Rocha, com perigo. O Gavião do Norte assustou de novo, aos 10 minutos, em bola alçada na área que Binho cabeceou para defesa de Érick Rocha. Aos 12 minutos, Alexsandro arrancou em velocidade e foi parado com falta por Juninho, que recebeu o segundo cartão amarelo da partida.

O grito de gol ficou entalado na garganta dos torcedores nacionalinos aos 14 minutos, em cobrança de falta de Alan Bahia que explodiu no travessão de Jonathan, com a zaga aliviando o perigo no rebote. Dez minutos depois, Átila evitou a saída de bola, numa disputa com Júnior Bolt, mas acabou deixando de bandeja para o atacante nacionalino, que cruzou para trás e, na sequência da jogada, os jogadores azulinos reclamaram pênalti não marcado. A jogada terminou com falta a favor do Nacional/AM na entrada da área. Na cobrança de Alan Bahia, buscando o ângulo superior esquerdo, Jonathan fez grande defesa, evitando o gol.

No minuto seguinte, Thiago Amazonense cobrou falta na área nacionalina, Érick Rocha saiu mal do gol e a bola sobrou na esquerda, sendo cruzada por baixo. Adrianinho furou na conclusão, dentro da pequena área, mas Binho aproveitou, abrindo o marcador para o Manaus FC/AM. O festival de cartões amarelos seguiu e, aos 31 minutos, após desentendimento e empurra-empurra, Ediglê e Jefferson Araújo foram advertidos por Frutuoso. No minuto seguinte, foi marcado pênalti a favor do Nacional/AM, em disputa entre Deurick e Vágner, gerando muita reclamação dos jogadores do Gavião do Norte.

Na cobrança, já aos 33 minutos, Jefferson Araújo empatou a partida (foto principal da postagem). E, na sequência, Binho reclamou ostensivamente contra o árbitro central, levando cartão amarelo e logo em seguida o vermelho, por insistir nas reclamações. Os ânimos ficaram ainda mais acirrados, principalmente do lado dos jogadores do Manaus FC/AM que exigiam uma reparação, a cada falta cometida por jogadores nacionalinos. Jefferson Teles e Alexsandro, aos 36 e 37 minutos, respectivamente, cometeram faltas punidas com cartões amarelos, apesar da cobrança dos jogadores adversários pela aplicação do vermelho. Aos 48 minutos a última oportunidade do primeiro tempo, em cruzamento que achou Adrianinho na área, com o atacante dominando e girando, mas batendo fraco, para fácil defesa de Érick Rocha.

O Nacional/AM voltou bem melhor para o segundo tempo, fruto não só da superioridade numérica mas também em razão da substituição processada no intervalo por Arthur Bernardes, que tirou o lateral esquerdo Jefferson Teles, colocando Peter em sua lugar. Com a mudança, Thiago Bastos passou para a esquerda e Peter foi bem acionado pela direita, fazendo um grande segundo tempo. Aos 7 minutos, Iuri avançou e bateu da intermediária, com desvio no meio do caminho, de um jogador nacionalino, tirando Jonathan da jogada. Mas a bola saiu pela linha de fundo, assustando. Dois minutos depois, Alan Bahia tabelou com Júnior Bolt, recebendo e batendo forte no canto rasteiro esquerdo, exigindo difícil defesa de Jonathan, mandando a escanteio.

O gol da virada e da vitória surgiu aos 10 minutos, em jogada em velocidade de Romário e Alexsandro, que entrou na área, ganhou de Jonathan e só não entrou com bola e tudo porque teve humildade, finalizando o lance com um toque de cabeça. Sem outra alternativa, Igor Cearense mexeu no time, na tentativa de buscar a reação, tirando Neto e Juninho e colocando em campo, respectivamente, Purá e Claudinei, aos 15 minutos. Em sua primeira participação, aos 22 minutos, Purá aproveitou de cabeça um cruzamento da direita, para defesa de Érick Rocha. O Nacional/AM chegou de novo aos 27 minutos, com Romário arrancando desde o meio de campo, se livrando de três adversários, mas errando o último passe, para Júnior Bolt, bem colocado.
O Nacional/AM segurava as investidas do Manaus FC/AM e, com um jogador a mais, cadenciava o ritmo da partida. Aos 33 minutos, Júnior Bolt arriscou de fora da área, com a bola desviando para escanteio. Peter tentou o cruzamento no minuto seguinte e Igor desviou com a mão. O Manaus FC/AM tentou aos 46 minutos, em cobrança de falta de Ediglê, que passou com perigo, mas por cima do gol. Nos acréscimos, aos 47 minutos, Júnior Bolt escapou em velocidade e Jonathan fez grande defesa, com Deurick completando o corte, aliviando o perigo. O único cartão amarelo do segundo tempo, o oitavo da partida, foi aplicado aos 48 minutos, para Thiago Bastos.

Ficha Técnica:
Nacional/AM 2-1 Manaus FC/AM
Sábado, 18 de março de 2017, às 19 horas (de Manaus/AM)
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Campeonato Amazonense 2017
Primeira Rodada da Primeira Fase
Árbitro: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assistente 1: Alexsandro Lira de Alexandre/AM
Assistente 2: Eliane Nogueira dos Santos/AM
4º Árbitro: João Batista Cunha de Brito/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Renda: R$ 6.610,00
Público pagante: 504 (644 presentes)
Cartãos amarelos: Iuri 3, Juninho 12, Ediglê 31, Jefferson Siqueira 31, Binho 34, Jefferson Teles 36 e Alexsandro 37 minutos do primeiro tempo. Thiago Bastos 48 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Binho 34 minutos do primeiro tempo, pelo segundo cartão amarelo.
Gols: Binho 27 e Jefferson Araújo (pênalti) 34 minutos do primeiro tempo. Alexsandro 10 minutos do segundo tempo.
Nacional/AM: Érick Rocha; Thiago Bastos, Vágner, Jefferson Siqueira e Jefferson Teles (Peter, no intervalo); Alan Bahia, Iuri, Alexsandro (Jackie Chan 30/2º) e Romário (Hugo 31/2º); Jefferson Araújo e Júnior Bolt. Treinador: Arthur Bernardes.
Suplentes: Alexandre Gomes, Victor, Peter, Hugo, Diego Soares, Bruno Potiguar, Lucas Bueno, Rafael Rennardy e Jackie Chan.
Manaus FC/AM: Jonathan; Átila, Ediglê, Deurick e Matheus Iton; Juninho (Claudinei 15/2º), Igor, Thiago Amazonense e Neto (Purá 15/2º); Adrianinho (Hamilton 30/2º) e Binho. Treinador: Igor Cearense.
Suplentes: Bruno Saul, Ricardinho, Gabriel, Élton, Thiaguinho, Túlio, Hamilton, Claudinei, Jonas, Sarkis, Purá e Wesley Napão.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita