quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

[CLUBES DO AMAZONAS] - Nacional/AM e Tarumã/AM empatam sem gol em primeiro jogo-treino da temporada

Texto e Foto: Site Oficial do Nacional/AM
http://www.nacionalfc.com.br

Manaus/AM - Na tarde deste sábado (14/01) ocorreu o primeiro jogo-treino do ano para o Nacional/AM, que teve como adversário a equipe Tarumã/AM, no Centro de Treinamento (CT) Barbosa Filho, localizado no bairro Coroado, zona Leste da capital.

Durante o primeiro tempo do jogo-treino, que durou 30 minutos, o Nacional/AM se mostrou mais ofensivo e teve um número maior de finalizações. A equipe do Tarumã/AM esteve mais defensiva e não obteve nenhuma finalização. Placar parcial do primeiro tempo: Nacional 0-0 Tarumã.

Já no segundo tempo, o time sofreu algumas modificações feitas pelo treinador Aderbal Lana, que apostou em um ataque mais incisivo para determinar o placar. A equipe adversária manteve o ritmo do primeiro tempo, porém concentrou-se mais no ataque. Ao final da partida, o placar se manteve empatado, sem gol para nenhum dos lados.

Sobre o jogo-treino, Lana disse que o time fez uma boa partida e que agora, a meta é trabalhar duro para os próximos desafios. “Assumi uma equipe totalmente reformulada, portanto é preciso buscar conhecimento das características desses jogadores, de modo que eles possam estar sempre em sintonia, o que vai refletir na atuação de cada um deles. Não é um trabalho fácil, mas com dedicação e determinação poderemos fazer com que o Nacional/AM conquiste muitas vitórias”, destacou.

O técnico informou ainda que apesar do pouco tempo para o próximo confronto, está em busca de um melhor desempenho em campo com treinos diários. “O Galvez/AC é um time que vem treinando e fazendo amistosos, mas com força de vontade poderemos fazer uma boa partida e trazer essa vitória para o clube”, finalizou.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[WRESTLING] - Victor Sandro de Souza disputa o Takhti Cup 2017, no Irã

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Antonio Lima/Sejel

Manaus/AM - O sonho de participar do Takhti Cup 2017, no Irã, lar de uma das civilizações mais antigas do mundo, fez o atleta amazonense Victor Sandro de Souza a encarar mais de 24 horas de viagem aérea, saga iniciada no último domingo (15/01). A competição acontece nesta sexta-feira (20/01). Essa é a segunda vez que o atleta, que treina no Centro de Treinamento da Vila Olímpica de Manaus/AM, localizada no Dom Pedro, segue para o Oriente Médio.

A primeira vez que Victor esteve no Irã foi em 2015, quando participou da Copa do Mundo de Clubes de Luta Olímpica (Estilo Livre). Naquela época, o encanto com o País que é berço da modalidade foi instantâneo. Lá, além de ser um local fértil de Campeões Mundiais e Olímpicos, a modalidade é reverenciada “como se fosse um espetáculo”, define Victor, ao complementar. “Os iranianos são fãs do Wrestling, e o Ginásio da competição é muito grande e fica lotado de gente prestigiando os atletas. É algo maravilhoso”, comentou o lutador de 1,84 e 25 anos.

A convocação de Victor para o Takhti Cup é inédita para o Estado e o lutador vai disputar a categoria acima de 97 quilos. Pela competição, ele deve fazer três lutas e para encarar americanos, cubanos e ucranianos, considerados fortes oponentes, o treinamento do amazonense acontece de segunda a sexta, mesclando três horas e meia de parte técnica e quase duas de parte física na academia.

“É a primeira vez que um representante do Amazonas é convocado para fazer parte da Seleção Sul-Americana. Na Copa, estarão os melhores de cada País e vai ser uma competição muita dura. Porém, creio que comparado a 2015, vou mais experiente. Além disso, o meu técnico Waldeci Silva está trabalhando bastante meu psicológico, e eu precisava dessa atenção, pois confesso que depois do Pré-Olímpico eu estava necessitando de novos sonhos”, destacou Victor, que participou de duas classificatórias ano passado para as Olimpíadas. Na primeira, o lutador perdeu nas Semifinais para um cubano e, na segunda, ficou na terceira fase da competição, conquistando a 10ª colocação geral num evento que participaram 23 países.

Victor iniciou na Luta Livre aos 14 anos de idade, num projeto social do mestre Júnior Lopes. Em 2010, foi convidado pelo renomado técnico Waldeci Silva, para fazer parte da equipe de alto rendimento. A partir daí, o atleta começa a escrever uma bonita trajetória.

Em 2013, ele conquistou a primeira Medalha no Brasileiro, a de Bronze. Um ano depois, no Rio de Janeiro/RJ, ele volta a realizar o mesmo feito pela competição nacional e na mesma época foi convocado para o Sul-Americano, conquistando a terceira colocação. Em 2015, integrou a Seleção Brasileira e começou a despontar como um dos principais nomes do Estado, ganhando atenção nacional. Neste ano, faturou ouro no Brasileiro Universitário e, ano passado, ficou entre os dez melhores pelo World Olympic Qualifier de Wrestling.

“É um orgulho ter o Victor no Takhti Cup 2017 e a trajetória dele já é muito vitoriosa. O trabalho continua e acredito que ele possa ter um bom resultado no Irã, e vai nos representar muito bem. Vamos focar nos campeonatos, na preparação, até porque ele é um fortíssimo candidato a Tokyo 2020”, disse o técnico Waldeci Silva.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[BOM DIA MUSICAL] - Eu Quero Apenas, com Roberto Carlos

Teófilo Benarrós de Mesquita
Manaus/AM

BOM DIA MILHÕES DE AMIGOS,
BOM DIA MILHÕES DE AMIGAS !!!

O meu irmão(amigo) com sorriso aberto, se ele chorar quero estar por perto

Eu quero apenas olhar os campos
Eu quero apenas cantar meu canto
Eu só não quero cantar sozinho
Eu quero um coro de passarinhos

Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar

Eu quero apenas um vento forte
Levar meu barco no rumo norte
E no caminho o que eu pescar
Quero dividir quando lá chegar

Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar

Eu quero crer na paz do futuro
Eu quero ter um quintal sem muro
Quero meu filho pisando firme
Cantando alto, sorrindo livre

Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar

Eu quero amor decidindo a vida
Sentir a força da mão amiga
O meu irmão com um sorriso aberto
Se ele chorar quero estar por perto

Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar

Venha comigo olhar os campos
Cante comigo também meu canto
Eu só não quero cantar sozinho
Eu quero um coro de passarinhos
Quero levar o meu canto amigo
A qualquer amigo que precisar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos

E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar
Eu quero ter um milhão de amigos
E bem mais forte poder cantar


Escute a música em: https:https://www.letras.mus.br/roberto-carlos/48596/

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

[LUTA OLÍMPICA] - Amazonas se torna Referência Nacional e recebe atletas de fora

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Antonio Lima/Sejel

Manaus/AM - A busca incessante em se tornar o melhor na Luta Olímpica levou um total de sete atletas de São Paulo e do Rio Grande do Norte a iniciarem os primeiros dias de 2017 na Vila Olímpica de Manaus/AM, no Dom Pedro. Considerada um dos principais polos do esporte no Brasil, os atletas estão se capacitando com profissionais cubanos e amazonenses e querem chegar ao nível dos competidores do Estado. O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) apoia a modalidade.

Desde as festas natalinas em Manaus/AM, a potiguar Gabriele Cunha, de 17 anos, vem aproveitando cada segundo para evoluir no esporte. Os treinos da atleta são diários e acontecem numa média de duas horas, com a supervisão do mestre Waldeci Silva. “Partiu da gente vir para Manaus/AM. Aqui é considerado o melhor lugar no esporte. Para a nossa melhora e evolução decidimos vir e está sendo muito bom. Aqui eles treinam muito a repetição, que melhora na hora da luta. No Rio Grande do Norte é muita técnica e pouca repetição”, comparou a atleta Juvenil, acompanhado de mais três atletas da região.

O jovem Gabriel Rocha, de 17 anos, conheceu o esporte num momento difícil de sua vida e se apaixonou pela modalidade. Em Manaus/AM, além do treino pesado, ele tem que encarar o clima, que nem sempre é tão amigo. “Desde 2012 estou na Luta Olímpica. Meu pai faleceu e um professor do colégio apresentou a Luta Olímpica para mim. Foram muitas conquistas e derrotas, mas estou treinando. Devagar vamos alcançando e aqui no Amazonas estamos com os melhores. Já passei mal aqui, é muito quente e o treino é muito forte. Algumas técnicas são diferentes, mas estou gostando muito”, disse.

Completam a Seleção Potiguar os atletas Matheus Belo e Carlos Eduardo, ambos de 15 anos. “O treino aqui é muito bom, muito forte. A galera aqui é muito bacana. É treinar e repetir, até estar bom”, afirmou Belo, que ao lado dos amigos vão deixar a capital no próximo dia 25 de janeiro.

Direto da Terra da Garoa para o calor da Amazônia. Se antes eram os atletas daqui que saiam para aprimorar os conhecimentos no concorrido Sudeste, atualmente são os atletas de lá que fazem questão de vir para o Norte. Ao menos os atletas da Luta Olímpica Evelin Matos, Vinicius Joaquim e Marcio Peres.

Bicampeã Brasileira até 49 quilos e quinto lugar no Pan-americano 2016 no Peru, Evelyn Matos, 17 anos, é promessa da modalidade. Com a carga de treinos pesados, a atleta de São Paulo está aproveitando ao máximo as diárias de treino na Vila Olímpica de Manaus/AM. “Em São Paulo é muito difícil. Falta material humano. Lá não tem menina forte para lutar comigo, então acabo treinando com meninos mais fortes ou ficando sem treino, pois os garotos também precisam se poupar para não me machucar. Aqui em Manaus/AM sofremos um pouco por causa do calor, mas dá para levar. Os atletas amazonenses são fortes e o melhor intercâmbio é aqui mesmo”, afirmou a atleta, Campeã de cinco títulos paulistas e integrante da Seleção Brasileira.

De olho há alguns anos no estilo da luta amazonense, o atual Vice-Campeão Brasileiro na categoria até 63 quilos, Vinicius Joaquim, realizou uma das vontades de crescer no esporte. Porém, para ele, mais difícil do que conquistar um objetivo é manter o mesmo. Assim, o aperfeiçoamento se faz necessário. “Nas competições sempre testemunhamos o Amazonas se destacar. Tem um nível mais avançado, comparado com outros Estados. Aqui tem o melhor wrestling, tem uma grande variação e assim dá para desenvolver o esporte junto com São Paulo e com Rio Grande do Norte que estão aqui. Passei meu Natal e Ano Novo fora de casa, longe dos meus pais, mas estou evoluindo muito e isso é o mais importante”, contou o lutador de 17 anos.

Professor e lutador, Waldeci Silva é um dos mais qualificados lutadores do país. Ao lado dos técnicos cubanos Dagoberto Arbolaez, Elio Pacheco e Jorge Luiz formam a linha de frente do esporte destaque da Vila Olímpica e do Amazonas. "A equipe de fora está gostando e aproveitando bastante. Estamos corrigindo bastante as deficiências deles. São atletas disciplinados e obedientes. Nossa Federação está ai para somar com a luta brasileira. Independentemente de qualquer Estado, estaremos sempre de portas abertas. Nosso principal objetivo é fazer o esporte crescer no Brasil”, disse Waldeci.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sábado, 14 de janeiro de 2017

[ATLETISMO] - Corrida da Mulher Amazônica 2017 será realizada dia 5 de Março

Da Agência Maxi Mídia
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Os praticantes de Corrida de Rua vão ter uma ótima oportunidade para celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Corrida da Mulher Amazônica - que este ano chega a sua 4ª Edição, com premiações em dinheiro para diferentes categorias. Os atletas que participarem da prova, agendada para o dia 5 de março, poderão receber valores entre R$ 100 e R$ 500, além de troféus e medalhas personalizadas.

Com percurso de 5 quiilômetros, a disputa terá largada às 7 horas, na sede da Secretaria do Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz/AM), localizada na Avenida André Araújo, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul. De acordo com a Organização, o evento deverá reunir mais de mil atletas entre profissionais e amadores. “A iniciativa tem o objetivo de fomentar a prática esportiva e enaltecer a figura da mulher na Amazônia”, comentou a servidora pública Jeroniza Albuquerque, organizadora da corrida.

Além de muito suor e movimento, a programação da Corrida inclui a realização de procedimentos de saúde, como aferição de pressão, exames para medir a glicemia, massagens e vacinação. A temática ambiental também entrará em pauta através da plantação de mudas de árvore, como um ato simbólico.

As inscrições para a Corrida começarão na próxima semana, por meio do site www.assessocor.com.br. O valor, independente da categoria, é de R$ 50,00, além da doação de um quilo de leite, que serão destinados a Instituições Filantrópicas da cidade.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

[JIU-JÍTSU] - Copa Cosmo Dias abre a Temporada 2017

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - A temporada de disputas da Arte Suave no Amazonas inicia neste domingo (15/01), quando acontece a 2ª Edição da Copa Cosmo Dias de Jiu-Jítsu. O evento, que faz homenagem a um dos mestres mais respeitados do Amazonas, será na Arena Amadeu Teixeira (rua Loris Cordovil), a partir das 9 horas, e deve reunir cerca de 800 atletas. O evento recebe apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). A Copa envolve desde da categoria Mirim até Sênior e todas as graduações serão contempladas.

De acordo com a organizadora da Copa e filha do homenageado, Karina Dias, atletas de peso já estão confirmados. “Equipes fortes vão participar da Copa, como do mestre Nabil, do Orley, da Monteiro, entre outros. Haverá premiação por Academia, e a primeira colocação ganha mil reais, a segunda quinhentos reais e a terceira trezentos reais. As categorias individuais serão premiadas com Medalhas”, destacou a Faixa Preta.

O mestre Cosmo Dias iniciou na Arte Suave aos 18 anos de idade. Hoje, aos 55, ele é Faixa Coral pela CBJJ e soma 37 anos de carreira. É considerado uma lenda viva do esporte e neste tempo já perdeu as contas de quantos Faixas Preta formou, mas guarda com carinho ao menos dois, seus filhos Kiki e Karina.

“Fui o primeiro aluno do mestre Nonato Machado Faixa Preta, o qual tenho um carinho e respeito muito grande. Acredito que durante todo este tempo de história no Jiu-Jítsu, o mais difícil é se manter, ou seja, treinar, lutar e evoluir. Porém, nada para mim é sacrifício, gosto do esporte e durante todos esses anos realizei sonhos formando atletas, conquistando títulos, ministrando projetos sociais, ajudando pessoas através do esporte e me reciclando como atleta”, disse Cosmo.

Apesar de tantas conquistas, o Faixa Coral não para de sonhar, e pretende conquistar em breve o Instituto Cosmo Dias e poder atuar por uma outra paixão: a luta olímpica. “Ainda tenho muitos sonhos voltados para o esporte, e o Instituto será uma grande realização, onde pretendo mudar a vida de muitas pessoas através da luta. Além disso, conheci a Luta Olímpica e dela quero ser técnico e árbitro. Por isso, estou treinando e estudando muito”, contou.

Sobre ser homenageado através de uma competição, o Faixa Coral é só emoção. “Fico muito feliz, honrado, pois a maioria das pessoas só recebe uma homenagem dessas depois que já se foi, e o bom é poder vivenciar isso. Tenho certeza que vai ser um ótimo evento e isso é um verdadeiro presente para mim”, concluiu.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[ATLETAS AMAZONENSES] - Mário Israel luta nesta sexta-feira (13/01) contra Kyle Reyes

Da Agência Maxi Mídia
Foto: Divulgação

Manaus/AM - O amazonense Mário Israel volta a lutar nesta sexta-feira (13/01), por um evento de MMA, encarando o americano, Kyle Reyes, pela Categoria Peso-Galo (até 61 quilos), na edição 51 do evento Absolute Championship Berkut (ACB), em Irvine, Califórnia.

O casca-grossa aceitou o duelo a apenas duas semanas. Mas mesmo com o pouco tempo, o lutador afirma estar em boa forma. “Estou faminto como nunca estive. Me sinto mais adaptado e pronto para qualquer um”, disse.

O atleta amargou uma derrota para Albert Moralez no Ressurection Fighting Alliance, em junho do ano passado, e afirmou que agora é a ocasião perfeita para dar a volta por cima. “Venho de um revés, mas não me sinto mal. Foi um propósito de Deus. Estou confiante e muito bem treinado”, afirmou.

Mário Israel foi campeão do Jungle Fight em 2013. Após sair do evento desembarcou na academia Black House, na Califórnia, que já acolheu grandes nomes do MMA como Lyoto Machida, Glover Teixeira e os irmãos Nogueira. O lutador tem o cartel de 10 vitórias e duas derrotas e é um dos atletas brasileiros mais bem cotados para ingressar no UFC.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita