sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

[LUTA OLÍMPICA] - Mulheres fecham 2016 com excelente desempenho

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - A força feminina no esporte amazonense vem sendo demostrada a cada dia que passa e conquistando espaço, e isso pode ser comprovado através da Luta Olímpica. Prestes a fechar 2016, duas atletas comemoram as conquistas obtidas neste ano pela modalidade. Recheadas das mais variadas e importantes medalhas, Brenda Ariane, 21 anos, e Diana Alves, 15 anos, formam as duas faces do esporte de chão que visam o futuro e que já são referência na modalidade.

Apoiadas pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), a revelação e a futura promessa, até então, traçam planos diferentes. Enquanto uma inicia a carreira conquistando as principais competições escolares, a outra está perto de substituir a primeira medalhista de Ouro feminina na Seleção Brasileira de Luta Olímpica.

“Acho que os técnicos da Seleção já estão de olho em mim, pois a titular da categoria 58 quilos, Joice Silva, está se aposentando e eu passei a ser Sênior. Isso abre chances para mim, e mesmo se ela continuar, vamos lutar e fazer a Seletiva. Esse ciclo Olímpico vai ser meu, estou focada e até já baixei de peso”, revelou Brenda, que voltou da Colômbia no início desta semana com uma Medalha de Prata, pela categoria até 58kgs, e o terceiro lugar por equipe do Sul-Americano de Wrestling.

“Desde 2010 estou na Luta Olímpica, era Faixa Marrom de Jiu-Jítsu quando passei para a Luta Olímpica. Comecei a treinar apenas para ajudar no meu Jiu-Jítsu e no meu primeiro Brasileiro de Luta Olímpica, em 2010, fui Vice-Campeã. Em 2012 procurei o Valdeci (Silva, professor e atleta) e voltei a lutar o Brasileiro Cadete, sendo Campeã. Fui convocada para a Argentina, fiquei lá dez dias e fui Campeã novamente, foi quando passei a focar na Luta Olímpica de vez”, ressaltou a atleta, explicando a ascensão meteórica no esporte.

“Passei para a categoria Junior e consegui ganhar o Brasileiro. Aí fui para o Pan-americano Junior Chile, mas não fiquei no Pódio. Depois ganhei novamente o Brasileiro em 2014 e em 2015 fui Vice-Campeã do Pan em Cuba. Esse ano fui Campeã Brasileira principal e fui para o Sul-Americano na Colômbia, onde fui Vice-Campeã”.

Sobre a Prata conquistada na Colômbia, Brenda confessa que não concordou com o resultado. Mesmo assim, se diz feliz por ter representado o Brasil e conquistado uma boa colocação. Em janeiro de 2017, Brenda terá outra missão pela frente. Desta vez, ela encara a disputa da Seletiva Nacional para integrar a Seleção Brasileira de Luta Olímpica.

“Fiz três lutas, ganhei duas e perdi a Final para a atleta colombiana. Foi meio que injusto, pois fiz uma queda de quatro pontos e deram só dois, e em seguida ela fez dois em mim. E quem faz os dois últimos pontos ganha, e ela ganhou. Mas a Prata significa muito, já garante o Bolsa-Atleta e medalhar fora do país é tudo. Amei subir no Pódio”, completou a atleta.

SEGUINDO O EXEMPLO
O nome da jovem de 15 anos, Diana Alves, começa ser escrito na Luta Olímpica do Amazonas e do Brasil. Com apenas dois anos na modalidade, a lutadora já desponta como a mais nova promessa. Moradora da Cidade Nova, Diana conheceu o Esporte por meio da academia de luta próximo da escola em que estuda.

A dedicação às três horas diárias de treinamento na Academia Clube da Luta, na Zona Norte, já garantiram vários ouros nas principais competições escolares do Brasil. A conquista mais recente foi pela Copa Natal, que ocorreu na capital do Rio Grande do Norte no último final de semana, onde a jovem faturou o lugar mais alto do Pódio.

“Minha primeira Medalha foi ano passado, fiquei em terceiro no JEAs (Jogos Escolares do Amazonas). Já neste ano consegui um Bronze na categoria 56kgs no Amazonense e conquistei a vaga para o Brasileiro. Ganhei o JEAs, este ano, e fui para os Jogos Escolares da Juventude, onde e fui primeiro lugar no individual e primeiro lugar por equipes. Em seguida fui para a Copa Natal e fiquei em primeiro lugar e o outro foi o Torneio da Juventude, que serviu de classificatório para a Argentina”, destacou.

Perto do embarque para o país dos hermanos, Diana comemora as conquistas e mentaliza mais vitórias, entre elas uma disputa que todo atleta deseja participar. Isso porque, pelo Torneio da Juventude, o Brasil vai enfrentar a Argentina.

“Estou muito feliz com essas conquistas, em menos de um mês foram quatro Medalhas. Treinei muito para isso. Agora o foco está no embarque do dia 11 de dezembro para a Argentina. Lá vamos ter um treinamento e o desafio Brasil e Argentina. Depois disso, penso em treinar mais ainda, vencer as competições, e ir para as Olimpíadas”, frisou.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

[ATLETISMO] - Técnico Olímpico ministra curso de treinamento em Manaus/AM

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Manaus/AM recebe nos dias 15, 16 e 17 de dezembro, o curso de Atualização em Treinamento de Corridas de Velocidade Prolongada e Meio Fundo, que será ministrado pelo Técnico Olímpico Dr. Luiz Alberto de Oliveira. O evento acontecerá na Vila Olímpica de Manaus/AM, Dom Pedro, e é uma realização da Federação Desportiva de Atletismo do Amazonas (Fedaeam), em parceria com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBat), e apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Com sete participações em Olimpíadas e três Medalhas como treinador, Luiz viaja pelo Brasil em busca de formar treinadores para que mais talentos possam ser detectados. Ele orientou muitos atletas de sucesso pela modalidade em anos anteriores, entre eles o brasileiro Joaquim Cruz, que foi Ouro nas Olimpíadas de Los Angeles em 1984 e Prata nos Jogos de Seul, em 1988, todos pelos 800 metros.

De acordo com a presidente da Fedaeam, Marleide Borges, o curso visa reciclar e passar mais conhecimento aos profissionais do Amazonas. “O curso está aberto ao público em geral, e é uma grande oportunidade também para os coordenadores de corridas de rua, profissionais de Educação Física, atletas e acadêmicos que se interessam pelo esporte. Uma chance única e que vai agregar bastante aos profissionais daqui”, considerou.

Luiz é Pós-Doutor em Fisiologia do Esporte, já foi treinador em diversas faculdades norte-americanas e até ano passado coordenou o Centro Nacional de Treinamento Caixa – Sesi, em Uberlândia (MG).

Para o Curso, de acordo com a Fedaeam, são esperados mais de 30 participantes. As aulas serão realizadas no Auditório e na Pista de Atletismo da Vila Olímpica de Manaus/AM, localizada no Dom Pedro.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE INFANTIL 2016] - Sul América/AM conquista título ao vencer Holanda/AM nos pênaltis

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Fotos: Antonio Lima/Sejel

Manaus/AM - O Sul América/AM fez história nos gramados da Arena Vivaldo Lima na noite de sábado (27/11), ao conquistar o título do Campeonato Amazonense Infantil 2016. A conquista veio após vencer o Holanda/AM de virada, por 2-1 no tempo normal, e nos pênaltis abater o rival por 4-2. A temporada recebeu apoio do Governo do Amazonas, através Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Derrotado no primeiro jogo da final, o Sul América/AM precisava vencer por dois gols de diferença para ficar com a Taça. A motivação de jogar a Final no Estádio construído para a Copa do Mundo de 2014 e a possibilidade de escrever o nome do clube no gramado da Arena, como primeiro campeão da categoria, fez a garotada do Sul América/AM dominar a partida do início ao fim.

Gabriel fez os dois gols para o time da Glória no tempo normal, após Thierry marcar para o Holanda/AM. “Foi a primeira vez que marquei na Arena. É muito emocionante e não tenho nem palavras. Agradeço à torcida que sempre vem nos apoiando e conseguimos sair com a vitória. Foi um jogo muito difícil, o Holanda/AM é um time muito bom, mas soubemos trabalhar e conseguimos o título”, comemorou o meio-campista, improvisado como atacante na partida.

Feliz com o primeiro título na carreira, o treinador do Sul América/AM, Paulão, enalteceu o trabalho dos garotos que superaram as dificuldades e conquistaram a taça após meses de muito trabalho. “Ser campeão dentro da Arena emociona. É meu primeiro título, o Sul América/AM é um time considerado pequeno, treinávamos duas vezes na semana e só. Os meninos são obedientes e tudo isso mostra o quanto foi suado. Os meninos estão de parabéns”, comemorou o treinador, bastante emocionado.

Dono da artilharia do Estadual com 17 gols, o atacante do Holanda/AM, Thierry, lamentou a perda do título. “Todo mundo jogou bem, mas foi mérito do Sul América/AM. Agora é trabalhar para levantar a Taça ano que vem”, disse o atacante que mandou a bola por cima do gol na disputa dos pênaltis.
O JOGO
A pressão do Sul América/AM em busca de reverter o placar de 2-1 da primeira partida da Final foi intensa. Com ataques bem elaborados que ora ficavam na zaga, nas mãos do goleiro e mesmo na trave do Holanda/AM, não foram suficientes para balançar a rede até os 30 minutos iniciais.

O amplo domínio sul-americano só foi quebrado aos 32 minutos. Thierry aproveitou o rebote do goleiro Lucas e de perna esquerda abriu o placar. O gol de empate do Trem da Colina não demorou a sair. Aos 34 minutos, Gabriel recebeu na entrada da grande área, a bola passou por três zagueiros e morreu no fundo do gol.

O gol de empate motivou o Trem da Colina que novamente foi para o ataque. No rápido toque de bola, aos 47 minutos, Warlen achou Gabriel na entrada da pequena área, o meia se livrou da marcação e fez o segundo gol dele na partida e o segundo do Sul América/AM.

Assim como na etapa inicial, o Trem da Colina dominou a partida e conseguiu levar a Decisão para a disputa de pênaltis, onde também manteve o domínio e errou menos. Lucas, Lúcio, Chris e Iran marcaram, enquanto Gabriel perdeu para o Trem. Matheus e Fernando balançaram a rede do Sul América/AM, mas Thierry e Carlos desperdiçaram para o Holanda/AM.

Para o titular da Sejel, Fabricio Lima, mais que um dia para ser lembrado por tantos amazonenses, o momento será inesquecível para os jogadores e seus familiares. “Quando que esses meninos poderiam imaginar, logo quando iniciou a competição, que iriam decidir o título neste Estádio. Toda essa festa aqui e o apoio dado ao Estadual é uma forma de incentivar a Base, eles que são responsáveis pelo futuro do nosso Esporte. Mais do que o Título, a lembrança de jogar aqui será eterna. Parabéns ao Campeão e todos aqueles que se esforçaram para fazer deste Amazonense uma bela temporada”, destacou.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[MUAY THAI] - Campeonato Amazonense será realizado neste domingo

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - Mais de 60 lutadores vão encarar o XI Campeonato Amazonense de Muay Thai, que será realizado neste domingo (04/11), a partir das 9 horas, na Escola Estadual Ruy Araújo, localizada na Avendia Carvalho Leal (em frente ao T2, Cachoeirinha). A competição é uma realização da Federação Amazonense de Boxe Tailandês (Fabt) e conta com o apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

As disputas vão envolver seis categorias -Juvenil, Infantil, Adulto, Iniciantes, Amador e Profissionais, nos naipes Masculino e Feminino. De acordo com o presidente da Fabt, Rômulo Bonates, a intenção do campeonato é revelar talentos da terra e realizar intercâmbio entre os participantes.

“A procura é muito grande por esta modalidade e tenho certeza que o evento vai apresentar a boa técnica dos lutadores amazonenses e surpreender muitos. O sistema de disputa é de lutas casadas e aguardamos o público para prestigiar este evento”, disse Bonates, ao salientar que muitas carinhas novas do esporte estarão participando do evento.

“No último mês, muita gente se graduou e isso fez alguns subirem de categoria e levou outros a entrar no mundo das competições. Por isso, os adversários para muitos vão ser uma grande surpresa, o que vai garantir muita competitividade. Além disso, as mulheres prometem dar um show”, comentou Bonates.

A entrada do público será de R$ 5,00 (meia entrada) e R$ 10,00 (inteira), mais um quilo de alimento, que posteriormente será doado às instituições carentes.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

[COTIDIANO] - Fast Clube/AM, Futebol, Amizade, Placar e Cerveja

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Tâmilly Barreto (do Encontro) e Plutarco Botelho (das páginas da Placar)


Manaus/AM - Quando eu tinha 17 anos, meu sonho era cursar Jornalismo na (então) UA e, depois de Formado, ir trabalhar na Revista Placar. Era 1986 e nos anos anteriores, eu folheava avidamente as páginas semanais da Placar. Graduei-em em Letras, lendo textos maravilhosos e bem elaborados de José Maria de Aquino, João Saldanha, Juca Kfouri, Marcelo Rezende (corta prá mim, sim !!!), Lemyr Martins (que além de fotos, fazia os textos da Fórmula Um), José Trajano, Raul Quadros, Michel Laurence, Teixeira Heizer... Graduei-me em Geografia, conhecendo os quatro cantos do Brasil - de Erechim, onde o Ypiranga disputava o Campeonato Gaúcho, até Macapá, onde o Trem/AP mandava e desmandava nas Copas Integrações, que tinham as Fichas Técnicas de seus jogos publicadas no Tabelão.

Por questões familiares, não pude fazer Jornalismo. Optei em 1987, de forma errada, por Engenharia Civil - só não digo que foi um tempo perdido da minha vida porquê acabei tendo o privilégio de participar do primeiro processo eleitoral democrático na UA (Universidade do Amazonas), fazendo campanha e votando no Marcus Barros, no final de 1989, testemunhando um momento histórico da Redemocratização do Brasil, juntamente com a Eleição Presidencial de 1989. Assim, meu sonho de adolescência foi minado, e pouco a pouco sendo excluído de minha realidade profissional. Nem mesmo a entrada no Jornalismo, em 21 de agosto de 1989, foi suficiente para me reaproximar do Sonho, pois eu era clandestino (atuava sem formação acadêmica e registro profissional). Pelo menos, a inserção no mercado serviu para que eu conhecesse os principais Correspondentes da Placar no Amazonas - Flávio Seabra, Nicolau Libório e o fotógrafo Cláudio São Paulo.

Mas a Placar mudou. Foi Placar Mais. Depois, passou a ser mensal. E sem o Tabelão, a menina dos meus olhos desde sempre. Mas amor de verdade não se acaba assim. Decidi tentar ser colecionador e passei a comprar exemplares de colecionadores e de sebos. A maioria a partir de 1972. Nem pensava mais em adquirir as Edições atualizadas. Mas... (sempre tem um mas !!!). Depois de 44 anos, o meu Glorioso Fast Clube/AM tornou-se Campeão Amazonense. E aí rolou matéria na Placar. A autora da peça é minha amiga Jornalista Ennas Barreto, que escreveu para a Placar a matéria do Fast Clube/AM Campeão. Com direito a Dedicatória para momento tão histórico.

Ao descobrir que ela estava FELIZ e REALIZADA com o feito, sugeri "então vamos tomar uma para comemorarmos", convite prontamente aceito. Obrigado Ennas, pela disponibilidade. Pelo compartilhamento de alegrias distintas (ela profissionalmente e eu como torcedor). Pela paciência de me escutar quase uma hora falando sem parar. Por colocar meu Fast Clube/AM na Placar de novo. Pela singela mas significativa Dedicatória.

Foi um super-encontro, na última terça-feira (22/11), exatamente um mês após o Título do Fast Clube/AM. Eu, Ennas, seu esposo Marcelo e sua filha Tâmilly. A conversa, é claro, girou em torno de Futebol Amazonense, Jornalismo, as facetas da Placar ao longo dos anos, Fast Clube/AM... Eu devo ter assustado do Tamilly e o Marcelo, falando quase uma hora sem parar... Eu sou assim mesmo rs rs rs. Foi uma noite agradável, regado a uma cervejinha, de leve. Nos despedimos com a promessa de reeditarmos a rodada. Faltou a Paola Paiva e o Klauson Dutra. Espero que eles estejam no reencontro.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[LEVANTAMENTO DE PESO] - Amazonas deve conquistar segundo legado das Olimpíadas Rio 2016

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Fotos: Mauro Neto/Sejel e Antonio Lima/Sejel

Manaus/AM - O Amazonas pode conquistar mais um legado Olímpico para o esporte local e, desta vez, o material vai beneficiar o Levantamento de Peso Olímpico. A boa notícia veio através de uma reunião realizada na semana passada entre o titular da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Fabricio Lima, com o presidente da Confederação Brasileira de Levantamento de Peso (CBLP), Enrique Montero, e com a Federação Amazonense da modalidade, através do presidente Francisco Ventilari e do vice Arquimedes Lasmar. O encontro ocorreu na Vila Olímpica de Manaus/AM, Dom Pedro.

O material é de competição e foi usado nas Olimpíadas Rio 2016, que ocorreu em agosto no Brasil, e a tratativa prevê cinco plataformas de treinamento da marca ZKC, 10 barras (5 femininas e 5 masculinas), 100 anilhas (entre 25Kg e 0,5Kg), 5 pares de colares, 5 squat rack (suporte para agachamento), 10 suportes de anilha, 1 par de jerk box e 1 par de pull box. A plataforma permite melhor absorção do impacto dos equipamentos durante a prática do LPO e de todos seus exercícios auxiliares, aumentando assim a durabilidade dos materiais (barras, anilhas e presilhas) bem como maior proteção do piso de onde é praticado.

O equipamento olímpico é avaliado em R$ 500 mil e a doação será feita através de uma parceria entre Ministério do Esporte, CBLP e Governo do Amazonas, através da Sejel, cuja a contrapartida será do frete do material, ainda sem valor definido. O processo final está a cargo da entidade Federal e Estadual, que vão alinhar a assinatura de contrato do legado, que deve ocorrer até janeiro do ano que vem.

“A gente tem conversado bastante, já faz algum tempo, e estamos na expectativa para assinar o contrato em definitivo. Vamos arregaçar ainda mais as mangas e começaremos a trabalhar neste processo para entregá-lo o quanto antes ao Ministério do Esporte, que vale a pena frisar, está sendo um parceiro essencial para as conquistas do Amazonas. Já conquistamos a piscina olímpica e, se Papai do Céu permitir, conseguiremos ser a primeira Cidade a ter o legado do Levantamento de Peso”, destacou Fabrício Lima.

De acordo com o presidente da CBLP, Enrique Montero, após a finalização do processo o material deve chegar em Manaus/AM logo no primeiro semestre de 2017. “É uma alegria poder contribuir com o Levantamento de Peso do Amazonas, que é uma modalidade nova no Estado, mas que vem conquistando resultados importantes. Entendemos que os equipamentos de competição vão disseminar ainda mais a modalidade, fazer com que mais campeonatos aconteçam e assim teremos mais pessoas praticando o esporte e consequentemente mais talentos serão revelados. Vamos aguardar agora somente os trâmites legais perante o Ministério do Esporte”, disse o titular.

A ZKC é uma marca homologada à CBLP e, por isso, os equipamentos ofertados vão credenciar o Amazonas a receber competições nacionais e até mesmo internacionais. Somando 50 atletas em dois anos de atividade da Federação Amazonense de Levantamento de Peso Olímpico (Falo), o presidente Francisco Ventilari vislumbra o crescimento do esporte através do legado olímpico.

“O que está acontecendo hoje é resultado de muito trabalho e persistência dos órgãos envolvidos. Este legado está saindo do eixo Sul-Sudeste e chegando ao Norte do País, trazendo possibilidades para este esporte que é considerado ainda novo no Amazonas. Começamos a propagar a modalidade há dois anos, tínhamos apenas um aluno e agora já temos uma equipe competitiva e que tem tudo para crescer. Isso vai potencializar o esporte aqui e acredito que o País vai crescer nas competições”, destacou.

Em pouco tempo, o Levantamento de Peso Olímpico no Amazonas vem se destacando no circuito nacional. Em outubro deste ano, a delegação amazonense faturou um título inédito para o Estado: o terceiro lugar no Brasileiro de Levantamento de Peso, no Rio de Janeiro. O resultado, mais que positivo, também foi comemorado por dois atletas que trouxeram prata e bronze, e de quebra conquistaram o direito de receber bolsa atleta do Governo Federal: William Lucas e Malu Murielly (foto abaixo), respectivamente.
PRIMEIRO LEGADO
O primeiro legado olímpico a ser conquistado para o Amazonas foi a piscina de competições da Rio 2016. A piscina é da marca Myrtha Pools, uma empresa italiana líder no setor de natação e reconhecida como a melhor no mercado europeu. O material mede 50x25 metros, tem 2 metros de profundidade e 15 anos de garantia de vazamento. Com avançada tecnologia, sua estrutura permite um processo de renovação para montagem, incluindo paredes, revestimento do pavimento, e calhas de transbordamento separadamente ou em combinação, sendo que não necessita de quaisquer trabalhos de demolição.

A piscina custa R$ 5 milhões e a mesma será doada pelo Ministério do Esporte, através de uma parceria com a Aeronáutica. Em contrapartida, o Governo do Amazonas irá arcar com a operação de transporte do material, algo em torno de R$ 48 mil. A Aeronáutica ainda irá custear também a montagem e homologação da Federação Internacional de Natação (FINA). A previsão da entrega da piscina ao esporte local é em agosto de 2017.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[INSANUS RACE] - Terceira Edição recebe inscrições até o dia 2 de dezembro

Da Assessoria de Comunicação
Fotos: Divulgação

Manaus/AM - A III Edição da primeira corrida de obstáculos em Manaus/AM, o Insanus Race, está chegando. O evento será realizado no dia 11 de dezembro, no Clube do Trabalhador, o Sesi, no Coroado, sob qualquer condição climática.

Ao todo 20 profissionais de saúde da Clínica Integrada de Reabilitação (Cliapes) atuarão para garantir a segurança dos competidores, dentre eles está o renomado fisiointensivista Daniel Xavier, que coordenará a equipe de profissionais durante a prova. Além de sete bombeiros civis para ajudar na parte de primeiros socorros.

Daniel Xavier explica que essa parceria começou desde a primeira edição da Insanus, realizada em 2015, e que é de fundamental importância a atuação de uma equipe bem preparada, já que se trata de uma prova com obstáculos, onde o nível de dificuldade só aumenta. “Estamos prontos para qualquer eventualidade, nossos profissionais estarão espalhados estrategicamente ao longo do percurso”, afirma.

De acordo com o organizador do evento, Wagner Lacouth, a presença da equipe de profissionais de saúde durante a realização de provas como esta é um dos principais diferenciais da Insanus Race. “Prezamos pela qualidade em todos os itens, em primeiro lugar vem à satisfação e o bem-estar dos participantes”, afirma. Ele diz ainda que a equipe de emergência estará totalmente equipada com macas de remoção, colar cervical, entre outros materiais e uma ambulância para casos mais graves.

A prova está ainda mais desafiadora do que nas edições passadas, desta vez ela terá 17 obstáculos, com início às 7h30min. Os competidores terão que ultrapassar paredões, escalar cordas, correr, arrastar blocos de concreto, mergulhar em água gelada, subir e descer escadas, carregar sacos de areia e cair em poças de lama, tudo isso em um percurso de 4 quilômetros, com direito a trilha. Cada bateria terá 100 atletas. Os atletas que deixarem de completar os obstáculos será aplicado uma penalidade, sendo para cada um não executado, 20 (vinte) flexões ou outra atividade física de acordo com a decisão do comitê organizador do evento.

As inscrições da corrida já estão abertas ao preço de R$79 (+ taxa) e podem ser feitas no site www.ticketagora.com.br, até o dia 2 de dezembro. Serão destinadas 15 (quinze) inscrições gratuitas para atletas doadores de sangue, em cumprimento a Lei Municipal. A prova é promovida pela empresa amazonense Vegas Team.

A corrida terá duração limite de 1h40min, com a excepcional possibilidade de pontos de cortes em partes do percurso considerando o mesmo ritmo limite (15 minutos por quilômetro). Caso o atleta exceda este tempo, será convidado se retirar da prova e será desclassificado. A entrega dos kits acontecerá nos dias que antecedem a corrida, em local, data e horário a ser informado pela organização, nas redes sociais. Informações adicionais pode ser obtidas ligando para os telefones: (92) 98159-3107, 99362-1142, 99359-3676 e 99153-0019.

Com cordiais
Saudações Fastianas
Teófilo Benarrós de Mesquita