sábado, 28 de fevereiro de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - De virada, Princesa do Solimões/AM vence São Raimundo/AM e assume liderança

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Deyvid Jonhatan

Manaus/AM - Na abertura da segunda rodada do Campeonato Amazonense 2015, São Raimundo/AM e Princesa do Solimões/AM se enfrentaram no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM, na tarde deste sábado (28/02). A expectativa por um grande jogo se confirmou, com uma partida cheia de alternativas e quatro golaços. A expectativa por um bom público também aconteceu, embora os pagantes tenham sido poucos e mais uma vez ficou a sensação de mais gente presente do que o público oficial divulgado. No final de tudo o Princesa do Solimões/AM venceu de virada (3-1) e assumiu a liderança provisória da Fase Classificatória.

Mal rolou a bola e o São Raimundo/AM abriu o marcador, com um golaço de Adonias, aos 4 minutos, num chute da intermediária que foi morrer no ângulo superior direito de Rascifran. O Princesa do Solimões/AM tentou reagir imediatamente e aos 9 minutos desceu em velocidade pela direita, driblou Alex e bateu para defesa de Leandro. Aos 18 minutos, Thomaz recebeu na esquerda, se livrou de seu marcador e bateu rasteiro, à direita de Rascifra, quase ampliando.

O empate do Princesa do Solimões/AM surgiu aos 20 minutos, depois que Léo Paraíba cobrou falta da intermediária com a bola explodindo no travessão do adiantado goleiro Leandro e, no rebote, Deurick ajeitar e mandar um balaço, estufando as redes de Leandro. Aos 21 minutos, devido ao forte calor, o árbitro Francisney Oliveira da Silva determinou parada para o tempo técnico, com a partida voltando aos 24 minutos. Mais uma vez adiantado, Leandro voltou a levar susto em sua meta aos 25 minutos, em chute da intermediária de Douglas que passou raspando.

O Princesa do Solimões/AM teve mais um lance ofensivo de perigo aos 27 minutos, em cruzamento da esquerda de Mauryan que Sandro Goiano cabeceou com muito perigo. Carlos da Silva tocou para Diego Mipibu aos 34 minutos e este lançou Mauricélio pela direita, mas a assistente Elivane Trindade da Costa anotou impedimento do atacante.

Duas falhas defensivas sãoraimundenses assustaram o torcedor. A primeira aos 37 minutos, quando Leandro saiu muito mal em cobrança de escanteio com o Princesa do Solimões/AM quase marcando. Aos 40 minutos Uilton tentou sair jogando bonito dentro da área e foi desarmado por Sandro Goiano, que rolou para Douglas bater de primeira, no canto direito de Leandro, que salvou de forma sensacional, com o pé. Aos 42 minutos, Sandro Goiano recebeu cobrança de lateral e, dentro da área, reclamou ter sido seguro após o domínio.

Aos 44 minutos o lance capital da partida. Numa disputa no meio de campo, Uilton entrou solando Delciney e foi expulso, de forma direta, pelo árbitro Francisney Oliveira da Silva. Ainda sobrou cartão amarelo para Adonias por reclamação e também para Delciney, atingido no lance. Eduardo Clara não mexeu no sistema defenivo do time, nem mesmo no retorno para o segundo tempo, preferindo apenas recuar Fernando para recompor a zaga, ao lado de Alex. Mas na frente, trocou Thomaz por Maykinho.

Mesmo com um a menos, o São Raimundo/AM começou bem melhor a segunda etapa. Logo aos 30 segundos, Carlos da Silva tocou para Mauricélio que, de primeira, bateu cruzado, à meia-altura, para grande defesa de Rascifran, mandando a escanteio. Aols 4 minutos, Alex e Fernando não se entenderam, um deixando para o outro, e quase Josy chega na bola antes do goleiro Leandro. Um minuto depois Amaralzinho arriscou da intermediária e Leandro fez boa intervenção, mandando a escanteio.

Em bonita triangulação pela esquerda entre Adonias, Carlos da Silva e Diego Mipibu, a bola ficou com Adonias, que errou o cruzamento para a área. Empolgado, apesar de ter um jogador a menos, o São Raimundo/AM quase voltou a comandar o placar aos 9 e aos 12 minutos. No primeiro lance, pela direita, Getúlio avançou em velocidade, limpou o lance na entrada da área e rolou para Douglas, de frente, bater em cima de Rascifran. O outro lance foi pela esquerda, com Maykinho isolado, esperando a presença de algum companheiro na área e cruzando para Carlos da Silva, que chegou alguns segundos atrasados.

Aos 14 minutos, enquanto todos olhavam a bola sair pela lateral, Mauricélio acreditou na jogada dada como perdida, tocou para Diego Mipibu, que serviu para Adonias, que acabou derrubado dentro da área por Lei, em pênalti contestado pelos jogadores do Princesa do Solimões/AM. Na cobrança, pelo próprio Adonias, aos 16 minutos, o meia artilheiro bateu alto demais, para fora, por cima do gol (foto acima).

Foi a senha para Zé Marco, que tirou Douglas e colocou Edinho Canutama em campo, mudando totalmente a história da partida. Léo Paraíba roubou a bola no meio de campo e arrancou em velocidade, enfileirando seus adversários até ser derrubado por Gilson na entrada da área. Depois de muita demora para a cobrança (incríveis quatro minutos), Lei cobrou com perfeição, no ângulo superior esquerdo de Leandro, que nada pode fazer para evitar a virada no marcador.

A exemplo do que fizera na partida contra o Operário/AM no meio de semana, Zé Marco fez uma alteração arriscada, trocando um jogador ofensivo por outro defensivo. Na quarta-feira, depois de sofrer o segundo gol (do empate), Zé Marco tirou Léo Paraíba e colocou Júnior Baé em campo. Neste sábado, logo após ficar à frente no marcador, aos 24 minutos, o treinador sacou Josy e chamou Júnior Baé para a partida, mesmo com um jogador a mais. Eduardo Clara, em desvantagem no placar, mexeu ofensivamente, aos 25 minutos, colocando Ramon e Marinho nas vagas de Diego Mipibu e Mauricélio.

Aos 27 minutos, Léo Paraíba arrancou pela esquerda e rolou para Delciney bater com perigo. No minuto seguinte quem iniciou a jogada em velocidade foi Edinho Canutama, que rolou para a perigosa conclusão de Mauryan. Na base da garra, o São Raimundo/AM tentava o empate a qualquer custo. Aos 30 minutos, Fernando bateu de fora da área, com a bola sofrendo leve desvio no caminha e obrigando Rascifran a voltar na jogada e fazer difícil defesa no seu canto esquerdo rasteiro. Logo em seguida, Ramon fez grande jogada pela direita e cruzou razante, com Marinho chegando de carrinho, mas um pouco atrasado.

Sandro Goiano deu lugar a Nando, aos 34 minutos e aos 37 minutos, Marinho se esticou em cobrança de escanteio, mas não alcançou a bola, atingindo levemente Rascifran, que valorizou bastante o lance.

Após ficar quase 4 minutos tocando bola de pé em pé, aguardando o apito final, o Princesa do Solimões acabou chegando ao terceiro gol, aos 47 minutos, quando Edinho Canutama passou praticamente "entre" Alex e Adonias, avançou em velocidade e rolou para a entrada da área, onde Léo Paraíba teve tempo e categoria de ajeitar, trocar de perna, e colocar no ângulo superior direito de Leandro, marcando o quarto golaço da partida e decretado a vitória final do time de Manacapuru/AM por 3-1.

Ficha Técnica:
São Raimundo/AM 1-3 Princesa do Solimões/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Segunda Rodada da Primeira Fase
Sábado, 28 de fevereiro de 3015, às 15h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus
Árbitro: Francisney Oliveira da Silva/AM
Assistente 1: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
Assistente 2: Elivane Trindade da Costa/AM
4º Árbitro: Carlos Alberto dos Santos/AM
Renda: R$ 3.630,00
Público pagante: 294 (804 presentes)
Cartões amarelos: Diego Mipibu 7, Alex 31, Getúlio 44, Adonias 44 e Delciney 44 minutos do primeiro tempo. Amaralzinho 8, Lei 14, Mauricélio 23 e Carlos da Silva 27 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Uilton 44 minutos do primeiro tempo.
Gols: Adonias 4 e Deurick 20 minutos do primeiro tempo. Lei 22 e Léo Paraíba 47 minutos do segundo tempo.

São Raimundo/AM: Leandro; Getúlio, Uilton, Alex e Gilson; Fernando, Carlos da Silva, Adonias e Diego Mipibu (Ramon 25/2º); Mauricélio (Marinho 25/2º) e Thomaz (Maykinho, no intervalo). Treinador: Eduardo Clara.
Suplentes: Julião, Vamberto, William. Joaldo, Maykinho, Ramon, Marinho e Róbson Manaus.

Princesa do Solimões/AM: Rascifran; Lei, Gilson, Deurick e Mauryan; Amaralzinho, Delciney, Douglas (Edinho Canutama 18/2º) e Josy (Júnior Baé 24/2); Léo Paraíba e Sandro Goiano (Nando 34/2º). Treinador: Zé Marco.
Suplentes: Luis Paulo, Jeferson Piauí, Serginho, Júnior Baé, Edinho Canutama, Fininho Manacá, Judá, Jaime, Emerson e Nando.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[FUTSAL] - Copa Magalhães Cordeiro começa hoje

Texto e Foto: Emanuel Mendes Siqueira
Manaus/AM - Vinte jogos vão movimentar a rodada de estreia da 10ª Taça Magalhães Cordeiro de Futsal Adulto Masculino. A bola rola a partir deste sábado, 28 de fevereiro, a partir das 18h, na quadra da Escola Municipal Magalhães Cordeiro, na rua Aurélio Pinheiro, em frente ao antigo Balneário da Companhia do Forró, perto da Feira do Produtor do Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus/AM.

Serão seis jogos neste sábado, começando às 18h, com o duelo entre Timão e Nike/Amigos do Alan. Às 19h, jogam Explosão Jovem e Twister. O ponto alto da programação acontece às 19h45, com a partida entre o atual campeão Roma PSG e J.A. Refrigeração/Colônia Antônio Aleixo.

Depois, mais três confrontos vão agitar a galera: Janauacá x Boca Júnior (20h30), João Pessoa/São Lázaro x Cachimbo da Paz (21h15) e Gacin Área Verde (de branco na foto acima) x Amigos do Lourinho (22h).

A primeira rodada prossegue no domingo, 1 de março, com mais 14 partidas, começando às 8h e terminando às 18h. Em todos os jogos, a entrada é grátis para o público.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Nacional/AM vence Rio Negro/AM no encerramento da primeira rodada

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - A primeira rodada do Campeonato Amazonense 2015 terminou na noite desta quinta-feira (26/02), com a disputa do tradicional Clássico Rio-Nal, no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM. E o Nacional/AM levou e melhor, fruto da qualidade superior de seus jogadores. Com a vitória, o time assume a vice-liderança da competição, atrás apenas do Fast Clube/AM, que leva vantagem no critério de desempate de número de gols marcados. O Rio Negro/AM, que já foi rebaixado três vezes nos últimos oito anos, larga a competição na lanterna, a última posição.

Para quem esperava um Rio Negro muito frágil, o time até conseguiu equilibrar o jogo em diversos momentos da partida. Mas no início, o predomínio foi total do Nacional/AM. Com maior posse de bola e mais tranquilo em campo o Leão da Vila Municipal não demorou a abrir o marcador. Aos 13 minutos, após cruzamento da direita e desvio no meio do caminho, Wanderley não teve trabalho para marcar, quase dentro do gol.

O panorama do jogo não mudou depois do gol, com o Nacional/AM permanecendo mais tempo com a bola e o Rio Negro desarticulado, sem organização. Na beira do campo, o treinador Sérgio Duarte procurava orientar seus comandados, principalmente tentando acertar o posicionamento do lado defensivo direito, onde Wanderley e André Luiz levavam vantagem sobre Marcelinho na maioria das jogadas. Aos 26 minutos, o atacante nacionalino entrou na área com facilidade, driblou Marcelinho e cruzou para trás, com André Luiz chegando como elemento surpresa, se antecipando ao companheiro Hyantony, mas batendo para fora.

O Rio Negro pouco chegava e quando conseguia levar perigo seus jogadores eram quase sempre parados com falta pelos adversários. Ao final do primeiro tempo, a dupla de zaga nacionalina já estava pendurada com cartão amarelo. Robinho foi premiado aos 27 minutos e Maurício Leal levou o seu aos 42 minutos. Na segunda metade do primeiro tempo, a partir dos 25 minutos, o Rio Negro/AM começou a se encontrar em campo, equilibrando a partida, passando a dividir com o adversário o tempo com a bola no pé e trocando passes com mais eficiência.

Aos 29 minutos, após rebote da zaga nacionalina, Thiago Amazonense emendou de bicicleta, com Maurício Leal cortando no meio do caminho e jogando para escanteio. Na cobrança pelo lado direito, aos 30 minutos, Rodrigo Ramos saiu mal do gol e Lucas Peteka cabeceou para o gol, com Robinho tirando em cima da linha, cabeceando para escanteio.

Aos 40 minutos ocorreu um lance capital no andamento da partida. Wanderley fez mais uma grande jogada pela esquerda e cruzou para a área. Victor escorregou deixando Hyantony sem marcação. Mas quando ia dominar a bola, o atacante azulino caiu, literalmente, perdendo a chance do gol. Estava escrito neste lance que Hyantony não voltaria para o segundo tempo. Além dele, Victor acabou também sendo substituído no intervalo.

Leonardo veio para o jogo na vaga de Hyantony e Luiz Ricardo no lugar de Victor. Os dois foram personagens na definição do resultado. O primeiro de forma positivo e o rionegrino de forma negativa. Logo com um minuto de jogo, Luiz Ricardo levou cartão amarelo. Aos três minutos, num lance na lateral do campo, começou uma briga quase generalizada, que culminou com as expulsões de Lídio pelo Nacional/AM e Luiz Ricardo pelo Rio Negro/AM. Se quiser, o zagueiro rionegrino pode até requerer sua inscrição no Livro dos Recordes, por ter levado cartão amarelo com um minuto de atuação e ter sido expulso com três minutos.

No Rio Negro/AM, Sérgio Duarte Júnior foi cobrir a zaga, passando a fazer dupla com Rondinelle. Sinomar Naves preferiu recompor o seu segundo volante, colocando Bruno Potiguar em campo, para atuar ao lado de Dênis. Aos 11 minutos, Leonardo deixou de calcanhar para Fininho, que limpou o lance na entrada da área mas bateu por cima, quase marcando um belo gol. Aos 15 minutos, Sérgio Duarte efetuou sua segunda substituição, trocando Felipe por Eto'o.

Mas logo em seguida, veio o golpe de misericórdia. Em saída rápida após um ataque rionegrino, André Luiz recebeu deslocado pelo lado direito, avançou em velocidade e cruzou na cabeça da Leonardo que deslocou o goleiro Filho, jogando de forma consciente e certeira no canto esquerdo, ampliando para 2-0.

O Rio Negro/AM não se abateu e aos 24 minutos, em jogada na intermediária, Carlinhos arriscou com a bola explodindo contra o travessão de Rodrigo Ramos. Ronan entrou no lugar de Lucas Peteka aos 26 minutos. E aos 29 minutos Carlinhos recebeu em boas condições, pelo lado direito, mas bateu para fora. O Rio Negro/AM continuou criando as melhores chances de gol. Aos 36 minutos, Eto'o recebeu de Matheus Iton e quase marca. A resposta nacionalina foi imediata, com Leonardo recebendo livre, mas desperdinçando.

Aos 37 minutos, em cruzamento na área, Leonardo foi seguro quando tentava subir para cabecear. Na sequência, da jogada, Wanderley tentou cabecear e foi atingido na cabeça pelo marcador. Pênalti que Fininho cobrou no canto direito de Filho, que quase alcançou, mas não evitou o terceiro e último gol da partida. Atendido pelo Departamento Médico, Wanderley não voltou para o jogo, sendo substituído por Thiago Verçosa.

Mesmo com o placar tranquilo, o final do jogo foi eletrizante. Aos 45 minutos Thiago Amazonense bateu e a bola desviou na zaga nacionalina, saindo raspando a trave. No minuto seguinte, Leonardo cruzou, a zaga rionegrina furou e Thiago Verçosa quase ampliou. Por fim, aos 47 minutos, Eto'o desceu pela esquerda e tocou para Ronan, denro da área, com o atacante batendo por cima do gol.

O ponto negativo da partida foi o confronto físico entre integrantes das torcidas Naça Jovem e Império Rionegrino, que começou dentro do Estádio e se estendeu para a rua, numa selvageria desncessária.

Ficha Técnica:
Nacional/AM 3-0 Rio Negro/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Primeira Rodada da Primeira Fase
Quinta-feira, 26 de fevereiro de 3015, às 20h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus
Árbitro: Weden Cardoso Gomes/AM
Assistente 1: Jeová Rodrigues dos Santos/AM
Assistente 2: Bonifácio Smith Rodrigues/AM
4º Árbitro: Marks Jean Alves/AM
Renda: R$ 19.410,00
Público pagante: 931 (1.239 presentes)
Cartões amarelos: Robinho 27 e Maurício Leal 42 minutos do primeiro tempo. João Rodrigo 19 e Leonardo 42 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Luiz Ricardo e Lídio 3 minutos do segundo tempo.
Gols: Wanderley 13 minutos do primeiro tempo. Leonardo 16 e Fininho (pênalti) 28 minutos do segundo tempo.

Nacional/AM: Rodrigo Ramos; João Rodrigo, Maurício Leal, Robinho e André Luiz; Denis, Lídio e Fininho; Weverton (Bruno Potiguar 9/2º), Hyantony (Leonardo, no intervalo) e Wanderley (Thiago Verçosa 38/2º). Treinador: Sinomar Naves.

Rio Negro/AM: Filho; Marcelinho, Victor (Luiz Ricardo, no intervalo), Rondinelle e Matheus Iton; Sérgio Duarte Júnior, Thiago Amazonense, Carlinhos e Carlos Felipe (Eto'o 15/2º); Lucas Peteka (Ronan26/2º) e Carlos Henrique. Treinador: Sérgio Duarte.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Operário/AM reage e empata o Clássico da Ciranda

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Pela primeira vez na história, o Clássico da Ciranda foi disputado longe de Manacapuru/AM. Na noite desta quarta-feira (25/02), Princesa do Solimões/AM e Operário/AM entraram em campo, pela primeira rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015, jogando em Manaus/AM, no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, no Coroado, Zona Leste de Manaus/AM. Apesar da distância, um bom público compareceu, incentivando os times do início ao final da partida. No gramado, o Princesa do Solimões/AM começou melhor, abrindo vantagem de dois gols e dando a impressão que poderia golear. O Operário reagiu e chegou ao empate.

Melhor no início da partida, o Princesa do Solimões/AM teve a primeira chance aos 14 minutos, com Léo Paraíba, que perdeu cara a cara com o jovem goleiro Vitor, de 16 anos. O veloz jogador, que atuava com bastante liberdade tática, flutuando de quarto homem de meio de campo para ponta direita, E foi pelo lado direito, aos 25 minutos, que o Princesa do Solimões/AM chegou de novo com perigo, mais uma vez com Léo Paraíba, que penetrou em velocidade mas, na hora de driblar o goleiro Vitor se jogou na área, tentando cavar o pênalti.

O prêmio pela superioridade veio aos 34 minutos, em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo efetuada por Delciney na cabeça de Gilson, na primeira trave, com o o zagueiro desviando levemente para o fundo das redes. O Operário/AM, que não conseguia se encontrar em campo, sentiu o gol e ficou ainda mais vulnerável. Aos 37 minutos, Deurick apanhou rebote dentro da área e o goleiro Vitor quase aceitou, soltando uma bola fácil para depois completar a defesa.

Logo em seguida, ainda aos 37 minutos, Edinho Canutama enfileirou seus marcadores, entrou na área e, no choque com o goleiro Vitor, caiu, com o árbitro marcando pênalti, provovando muita reclamação dos jogadores do Operário/AM. Vitor e Jonas levaram cartões amarelos, o goleiro pelo pênalti cometido e o atacante por reclamação ostensiva. Um perigo para o Operário/AM, que não tinha goleiro reserva à disposição. Na cobrança, já aos 40 minutos, Edinho Canutama colocou no canto direito do goleiro Vitor, que nem se mexeu no lance.

No final do primeiro tempo, aos 44 minutos, o Operário/AM diminuiu, em cobrança de falta magistral do experiente Clemilton, escalado no meio de campo por Carlos Tozzi.

Os times voltaram para o segundo tempo com as mesmas formações. E o Operário/AM voltou com outra feição, com outra pegada. Logo aos 4 minutos Alessandro Toró recebeu cruzamento da direita em excelentes condições, e ainda tendo Jonas ao seu lado, também livre de marcação. Mas Toró bateu direto, à direita de Rascifran, desperdiçando a chance do empate. O Princesa do Solimões/AM respondeu aos 11 minutos, após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, com Deurick escorando de cabeça para Josy, dentro da pequena área, mas o meia bateu para fora.

Élton, cobrando falta aos 13 minutos, quase empatou, mas Rascifran fez um milagre, voando no ângulo superior esquerdo e evitando o gol, jogando para escanteio. Na queda, o goleiro bateu a cabeça contra a trave e precisou ser atendido pelo Departamento Médico. No retorno da partida, aos 15 minutos, após cobrança de escanteio pelo lado direito, a bola foi rolada para Marabá, que cruzou na área e chegou até Jonas, que tocou para o gol, decretando o empate.

A partir da igualdade, os treinadores começaram a efetuar alterações nos times, buscando o melhor resultado. Josy deu lugar a Fininho Manacá, aos 18 minutos, na primeira mudança de Zé Marco. Aos 20 minutos, Carlos Tozzi sacou Alessandro Toró, colocando Hayllan em seu lugar. Aos 22 minutos, a alteração que definiu o enredo da partida. Léo Paraíba saiu de campo para a entrada do volante Júnior Baé. O Princesa do Solimões/AM passou a depender da velocidade de Edinho Canutama, praticamente abdicando de atacar seu adversário.

O Princesa do Solimões/AM até teve a chance de voltar a comandar o placar, aos 23 minutos, depois que Edinho Canutama arrancou pela direita, entrou na área e tocou para Nando, livre e de frente para o gol, com o veterano atacante batendo para fora. Apesar de ter mais posse de bola e mais qualidade na troca de passes, o Operário/AM não criava. Já o Princesa do Solimões/AM quase marca em contra-ataque aos 37 minutos puxado por Nando, que cruzou rasteiro, mas Edinho Canutama furou na conclusão, na cara do gol. Aos 44 minutos Fininho Manacá bateu forte, de dentro da área, com o zagueiro do Operário/AM se jogando na frente da bola, que desviou e saiu em escanteio.

Foi o quinto jogo entre os rivais de Manacapuru/AM, o primeiro disputado fora do Estádio Gilberto Mestrinho, com o registro do segundo empate. Os outros encontros entre os times da Terra da Ciranda foram:
23/02/2011 - Operário/AM 1-1 Princesa do Solimões/AM - Estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru/AM - 5ª Rodada da Taça Estado do Amazonas
24/04/2011 - Princesa do Solimões/AM 1-3 Operário/AM - Estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru/AM - 5ª Rodada da Taça Cidade de Manaus
12/02/2012 - Princesa do Solimões/AM 4-1 Operário/AM - Estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru/AM - 5ª Rodada da Taça Estado do Amazonas
04/04/2012 - Operário/AM 0-2 Princesa do Solimões/AM - Estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru/AM - 5ª Rodada da Taça Cidade de Manaus

Ficha Técnica:
Princesa do Solimões/AM 2-2 Operário/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Primeira Rodada da Primeira Fase
Quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015, às 20h
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior/AM
Renda: R$ 4.340,00
Público pagante: 325
Cartões amarelos: Jonas 39, Vitor 39 e Amaralzinho 44 minutos do primeiro tempo. Josy 18 e Thocky 33 minutos do segundo tempo.
Gols: Gilson 34, Edinho Canutama (pênalti) 40 e Clemilton 44 minutos do primeiro tempo. Jonas 15 minutos do segundo tempo.

Princesa do Solimões/AM: Rascifran; Lei, Gilson, Deurick e Mauryan; Amaralzinho, Delciney (Rafael 30/2º), Josy (Fininho Manacá 18/2º) e Léo Paraíba (Júnior Baé 22/2º); Edinho Canutama e Nando. Treinador: Zé Marco.
Suplentes: Luiz Paulo, Jeferson Piauí, Serginho, Júnior Baé, Douglas, Fininho Manacá, Judá, Rafael, Jaime, Emerson e Sandro Goiano.

Operário/AM: Vitor; Marabá, Élton, Jandão e Haílton Lima (Thocky 25/2º); Clemilton, Velhinho, Nilsão e Neto; Alessandro Toró (Hayllan 20/2º) e Jonas. Treinador: Carlos Tozzi.
Suplentes: Fabrício, Matenai, Robenílson, Hayllan, Thocky e Róbson.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

[COPA VERDE] - Debaixo de chuva, Nacional/AM empata com Vilhena/AM na Arena Vivaldo Lima e se classifica

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - A chuva atrapalhou. No Jogo de Volta do Grupo B da Copa Verde, o Nacional/AM entrou em campo com a vantagem obtida na primeira partida (vitória fora de casa por 1-0) e o empate era suficiente para a classificação. A torcida esperava mais. E até teve um bom presságio, com um gol marcado antes dos 15 minutos iniciais. Mas depois o jogo saiu do ritmo desejado e o Vilhena/RO empatou, deixando suspense no ar nos minutos finais da partida deste domingo (22/02), na Arena Vivaldo Lima.

Os dois times entraram com a mesma formação do jogo de domingo passado (15/02). E logo aos 14 minutos, Thiago Marin cobrou falta na área e Lídio desviou para o fundo das redes, abrindo o marcador e agitando a torcida nacionalina. Aos 26 minutos a galera explodiu de novo, em gol marcado por Fininho, mas anulado pela equipe de arbitragem.

No segundo tempo, aos 33 minutos, Roalasse empatou a partida, assustando a torcida azulina. Um segundo gol rondoniense implicaria na eliminação do Nacional/AM. Mas o time amazonense controlou bem o resultado até o final da partida, sem permitir que o adversário criasse chances contundentes de gol, garantindo a classificação para a Segunda Fase, quando enfrentará o Paysandu/PA.

Ficha Técnica:
Nacional/AM 1-1 Vilhena/RO
Primeira Fase da Copa Verde 2015
Grupo B - Jogo de Volta
Domingo, 22 de fevereiro de 2015, às 16h
Arena Vivaldo Lima, em Manaus
Árbitro: Yungo Paiva Macedo/RR
Assistente 1: Nilton Pereira da Silva/RR
Assistente 2: Jean Carlos Rodrigues da Silva/AC
4º Árbitro: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assessor: Raimundo Nonato da Silva
Renda: R$ 61.540,00
Público pagante: 2.015
Cartões amarelos: Flávio 29, Thiago Marin 37 e Bruno Potiguar 40 minutos do primeiro tempo. Rodrigo Ramos 30, Maurício Leal 34, Júnior 35 e Henrique 37 minutos do segundo tempo.
Gols: Lídio 14 minutos do primeiro tempo e Roalasse 33 minutos do segundo tempo.
Nacional/AM: Rodrigo Ramos; João Rodrigo, Maurício Leal, Robinho e André Luiz; Lídio, Bruno Potiguar, Thiago Marin (Felipe Manoel 21/2º) e Fininho; Hyantony (Leonardo 24/2º) e Wanderley. Treinador: Sinomar Naves.
Suplentes: Wagner, Peter, Kelvin, Luan, Felipe Manoel, Thiago Verçosa, Leonardo e Weverton.
Vilhena/RO: Jamilton; Henrique, Júnior, Marinho e Jonatas (Helton 38/2º); Carlinhos, Flávio (Willian 20/2º), Raí e Vinícius (Lucas Andrade 12/2º); Roberth e Roalasse.Treinador: Márcio Bittencourt.
Suplentes: Wagner, Lucas Pivatto, Lucas Andrade, Helton e Willian.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Penarol/AM vence Manaus FC/AM na estreia

Texto: Site Oficial do Penarol/AM
http://www.penarol.com.br
Foto: Marcos Mendonça
Ficha Técnica: Site do Manaus FC/AM
http://manausfc.com.br/

Itacoatiara/AM - O Penarol/AM entrou em campo na tarde deste domingo (22/02) debaixo de muita chuva no Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM, para enfrentar o Manaus FC/AM na estreia do Campeonato Amazonense de 2015. Os donos da casa fez prevalecer o mando de campo e venceu a equipe da capital por 1-0 com gol do zagueiro Maceió aos 15 minutos da etapa final.

Em uma breve avaliação, o treinador do Penarol Marquinho Piter disse que o time cumpriu o objetivo que era vencer, mas destacou que por causa do campo pesado, não havia condições dos jogadores colocar em pratica tudo aquilo que foi passado durante os treinamentos. O Penarol/AM volta a campo no próximo domingo (01/03), às 16 horas no Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM, para enfrentar o Nacional Borbense/AM na segunda rodada do Campeonato Amazonense 2015.

Ficha Técnica:
Penarol/AM 1-0 Manaus FC/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Primeira Rodada da Primeira Fase
Domingo, 22 de fevereiro de 3015, às 15h30
Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM
Árbitro: Edmar Campos da Encaranação/AM
Assistente 1: Alecsandro Lira de Alexandre/AM
Assistente 2: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
Gol: Maceió 15 minutos do segundo tempo.
Penarol/AM: Robson; Endy, Maceió, Peru e Rafael; Filipe Cristiano, Thompson, Célio e Mael (Kitó); Binho (Celsinho) e Tety (Junior Neymar). Treinador: Marcos Pitter
Manaus FC/AM: Jonathan; Jean Carlos, Fabio Gomes, Martony e Eltinho; Wanderlan, Eduardo Magrão, Jerson e Claudinei (Huendel); Heitor e Célio (Elivelton). Treinador: Fabio Luiz.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

domingo, 22 de fevereiro de 2015

[COPA VERDE] - Princesa do Solimões/AM vence de novo e avança na competição

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - A classificação já havia sido bem encaminhada no Jogo de Ida, quando o Princesa do Solimões/AM vencera o São Raimundo/RR por 2-0, fora de casa, no Estádio Raimundo Ribeiro, em Boa Vista/RR. Na noite deste sábado (21/02), no Jogo de Volta, o Princesa do Solimões/AM repetiu o marcador e, mesmo sem jogar bem, confirmou a passagem para a Segunda Fase, quando enfrentará o vencedor do Grupo C, onde jogam Rio Branco/AC - Clube do Remo/PA.

No final do primeiro tempo, o zagueiro Gilson abriu o marcador, de cabeça, depois de cruzamento de Delciney. Aos 19 minutos do segundo Josy, que havia acabado de entrar na partida, recebeu passe do lateral Lei e definiu o marcador.

Na outra partida deste sábado (21/02) pela Copa Verde, o Paysandu/PA venceu o Santos/AP por 2-0, no Estádio da Curuzu, em Belém/PA, com gols de Yago Pikachu e Carlinhos. Como houve empate em 1-1 no Jogo de Ida, o Paysandu/PA se classificou e agora espera o vencedor do confronto entre Nacional/AM e Vilhena/RO para conhecer seu adversário da Segunda Fase.

Ficha Técnica:
Princesa do Solimões/AM 2-0 São Raimundo/RR
Primeira Fase da Copa Verde 2015
Grupo D - Jogo de Volta
Sábado, 21 de fevereiro de 3015, às 20h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus
Árbitro: Carlos Ronne Casas de Paiva/AC
Assistente 1: Sérgio Campeolo Gomes/AC
Assistente 2: Geison Mendes dos Santos/AM
4º Árbitro: Edmar Campos da Encarnação/AM
Assessor: Vladimir Pessoa Bastos/AM
Renda: R$ 8.960,00
Público pagante: 672 (786 presentes)
Cartão amarelo: Léo Paraíba 30 minutos do segundo tempo.
Gols: Gilson 45 minutos do primeiro tempo. Josy 19 minutos do segundo tempo.
Princesa do Solmões/AM: Rascifran; Lei, Gilson, Eric (Júnior Baé 24/2º) e Mauryan; Deurick, Delciney, Fininho Manacá (Josy 17/2º) e Léo Paraíba; Edinho Canutama e Sandro Goiano (Nando 36/2º). Treinador: Zé Marco.
Suplentes: Luis Paulo, Jeferson Piauí, Serginho, Júnior Baé, Douglas, Josy, Judá, Rafael Barros, Jaime, Emerson e Nando.
São Raimundo/RR: Vagner; Fernando, Kelvyn, Jefferson e Leo; João Paulo, Nilson, Welligton (Rayca 22/2º) e Careca (Deco 16/2º); Ney (Kayo 22/2º) e Enival. Treinador: Chiquinho Viana.
Suplentes: Karte, Vinícius, Deco, Rayka, Raylson, Abreu e Kaio.
Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - De virada, São Raimundo/AM vence Nacional Borbense/AM fora de casa

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Foi uma partida de dois enredos completamente distintos. O início do jogo correspondeu as expectativas criadas a partir dos desempenhos dos times em 2014. De repente, a partida deu uma guinada surpreendente, apresentando um novo scrip. Resumindo, cada time foi melhor uma parte do jogo. Mas o melhor do São Raimundo/AM foi superior, numericamente, garantindo ao time a vitória por 3-2 contra o Nacional Borbense/AM, na rodada de abertura do Campeonato Amazonense de 2015, no Estádio Gerdilson Bentes, em Borba/AM, na tarde deste sábado (21/02).

Grande sensação em 2014 e Semifinalista em uma das Fases (a Taça Estado do Amazonas), o Nacional Borbense/AM começou mostrando que sua sina poderia ter continuidade. Assim como a situação do São Raimundo/AM, que em 2014 só escapou do rebaixamento no último jogo, graças a um gol de Mauricélio, que garantiu a vitória magra por 1-0 sobre o Sul América/AM, trazendo alívio para a torcida do Tufão da Colina. Neste sábado (21/02), Rafael abriu o marcador para o Nacional Borbense/AM e, em seguida, o veterano Márcio Ribeiro, filho da casa, aumentou para 2-0, no primeiro tempo.

O São Raimundo/AM reagiu e empatou ainda no primeiro tempo. O primeiro gol foi em cobrança de falta de Thomas, que desviou na zaga adversária, mas com a arbitragem confirmando a autoria do gol para o meia colinense. O empate também veio em cobrança de falta, de Adonias, ao estilo folha seca.

No segundo tempo, Diego Mipibu invadiu a área em contra-ataque pelo lado esquerdo e sofreu pênalti, que ele mesmo cobrou e converteu, decretando a virada sãoraimundense, renovando as esperanças do torcedor alviceleste por uma boa temporada, bem diferente da do ano passado.

Com o resultado, mais uma vez o Campeonato Amazonense se destaca logo em sua primeira rodada. Se em 2014 nos três jogos disputados no primeiro dia de competição foram marcados 19 gols, com média de 6,33 gols por partida, este ano, no primeiro dia de jogos foram 10 gols em dois jogos, com outra excelente média - de 5,00 gols por partida.

A rodada segue neste domingo (22/02), com uma partida, no Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM, entre Penarol/AM e Manaus FC/AM. No meio de semana, dois clássicos na Colina fecham a primeira rodada: Princesa do Solimões/AM - Operário/AM na quarta-feira (25/02) e Nacional/AM - Rio Negro/AM na quinta-feira (26/02).

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita