sábado, 9 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Nacional garante primeiro lugar na Fase Classificatória, com mais uma goelada

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Site Oficial do Nacional/Divulgação
http://www.nacionalfc.com.br/

Manaus/AM - Na rodada passada, o Nacional/AM alcançou a 13ª vitória seguida e a classificação para a Fase Semifinal com cinco rodadas de antecedência. Na noite desta quarta-feira (06/05), foi mais uma vitória, a 14ª na competição, e agora o primeiro lugar da Fase Classificatória assegurado. E, ao contrário do primeiro turno, quando as vitórias eram apertadas, o time agora só vence por goleada. A vítima da rodada foi o Manaus/AM, massacrado por 5-1, no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM.

Mantendo os três meias no esquema 4-5-1, o Nacional/AM começou o jogo tomando a iniciativa, com Leonardo sempre sendo buscado. No Manaus FC/AM, Garanha saiu sem qualquer centroavante nato, mas teve a volta do artilheiro Célio. A primeira jogada de grande perigo ocorreu aos 19 minutos, em tentativa de Leonardo, de bicicleta, que saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, de novo Leonardo levou perigo, ao receber boa assistência de Charles e desperdiçar a oportunidade, mesmo cara a cara com Carlos Luna. Só dava Leonardo e, aos 31 minutos, o Índio Negro bateu à direita da meta do Manaus FC/AM, assustando mais uma vez. Aos 33 minutos, a conclusão foi de Fininho, com a bola saindo em escanteio, após desvio na zaga adversária.

O primeiro gol nacionalino finalmente surgiu, aos 39 minutos, numa sobra de bola que o lateral-direito Peter aproveitou. Já nos descontos do primeiro tempo, aos 46 minutos, Fininho cobrou falta, rasteiro, e aumentou o placar para 2-0. Na volta para o segundo tempo, Aderbal Lana mudou, tirando Thiago Marin, machucado, e colocando Raílson.

E o Nacional/AM começou a segunda etapa como terminou a primeira: marcando gol. Aos 3 minutos, Leonardo serviu Charles, que ampliou para 3-0. Cinco minutos depois, Charles quase ampliou, mas Carlos Luna salvou o quarto gol. Aos 14 minutos, Garanha trocou um volante (Tubarão), por um meia (Messi). Aos 19 minutos quase o Manaus FC/AM diminuiu, mas Jérson escorregou na hora do chute. Em cobrança de falta de Thiago Mariano, aos 22 minutos, veio o gol de honra do Gavião do Norte, que tentava a reação.

Mas o Nacional/AM voltou a mandar na partida. Aos 27 minutos Thyago Fernandes fez boa jogada pela esquerda, passando por três adversários e tocando para Fininho bater com perigo, raspando a trave. Aos 34 minutos, Leonardo perdeu, mesmo depois de driblar Carlos Luna, batendo para fora. Perdeu de novo aos 42 minutos, livre de frente para o gol. Tanto fez, ou tanto perdeu gols, que acabou substituído por Thiago Verçosa, aos 43 minutos. E em seu primeiro toque na bola, o atacante amazonense marcou o quarto gol nacionalino, transformando o placar em goleada. Aos 48 minutos, em cobrança de falta, a bola sobrou para Charles, que bateu para o gol. A bola amorteceu na zaga e sobrou para Maurício Leal, que desperdiçou, batendo para fora. Faltando um minuto para o fim da partida, aos 49, Charles invadiu pela esquerda e decretou o placar final, 5-1 para o Nacional/AM.

Ficha Técnica:
Manaus FC/AM 1-5 Nacional/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quarta Rodada da Primeira Fase
Quarta-feira, 06 de maio de 2015, às 20h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Árbitro: Carlos Alberto Pereira do Nascimento Júnior/AM
Assistente 1: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
Assistente 2: Marleudo Nunes de Lima/AM
4° Árbitro: Maks Jean Alves/AM
Delegado: Basílio Monteiro da Silva/AM
Cartões amarelos: Peter 11, Thiago Marin 25 e Bruno Sergipe 44 minutos do primeiro tempo. Bruno Sergipe 17, Maurício Leal 21, Leonardo 40 e Álvaro 47 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Fábio Gomes 40 minutos do segundo tempo.
Gols: Peter 39 e Fininho 46 minutos do primeiro tempo. Charles 3, Thiago Mariano 22, Thiago Verçosa 44 e Charles 49 minutos do segundo tempo.

Nacional: Rodrigo Ramos; Peter, Maurício Leal, Robinho e Thiago Fernandes; Dênis, Felipe Manoel, Fininho (Bruno Potiguar 30/2°), Thiago Marin (Raílson, no intervalo) e Charles; Leonardo (Thiago Verçosa 43/2°). Treinador: Aderbal Lana.
Manaus FC: Carlos Luna; Paulo Henrique, Bruno Sergipe, Fábio Gomes e Gelvane; Tubarão (Messi 14/2°), Álvaro, Thiago Mariano, Jérson e Diego Capela (Meirelles 33/2°); Célio. Treinador: Garanha.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 8 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Princesa do Solimões/AM goleia Rio Negro/AM e confirma vice-liderança

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - De tarde, na abertura da 14ª rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015, o Fast Clube/AM assumiu temporariamente a vice-liderança da competição, goleando o Operário/AM por 7-0. Autor de dois gols, Charles chegou, também temporariamente, à artilharia isolada, com 10 gols. Algumas horas depois, o Princesa do Solimões/AM entrou em campo, no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM para enfrentar o Rio Negro/AM. Pouco mais de 90 minutos depois, o Princesa do Solimões/AM era novamente vice-líder e Edinho Canutama igualara Charles, também chegando a 10 gols na competição. Entretanto, o grande destaque da partida foi Léo Paraíba, com duas assistências e dois gols marcados.

Mas o Princesa do Solimões/AM demorou a engrenar. A primeira chance de gol só veio aos 18 minutos, após cobrança de escanteio, quando Carlinho subiu livre, mas cabeceou fraco. O Rio Negro/AM respondeu aos 22 minutos, em jogada trabalhada pelo lado esquerdo que caiu nos pés de Sérgio Duarte Júnior, que bateu para boa defesa de Rascifran. Em cobrança de falta de Delciney, aos 26 minutos, Filho mandou para escanteio. Após cobrança de escanteio de Léo Paraíba, Carlinho subiu livre de novo e dessa vez marcou, abrindo o placar aos 27 minutos.

As jogadas de bala parada, em especial as cobranças de escanteio, eram as principais jogadas ofensivas do Princesa do Solimões/AM. Aos 35 minutos, em novo escanteio, Gilson quase ampliou para o Tubarão do Norte. Aos 41 minutos novo lance perigoso em bola parada, agora em cobrança de falta de Edinho Canutama que Adriano espalmou parcialmente e a zaga rionegrina completou, tirando o perigo.

O segundo tempo começou também com lances de bola parada. Aos 2 minutos, Emerson sofreu falta de Sérgio Duarte Júnior na entrada da área e Léo Paraíba bateu com perigo, exigindo boa defesa de Adriano, que espalmou para escanteio. Aos 7 minutos Emerson desceu pela direita e cruzou, com Adriano espalmando e Léo Paraíba quase marcando no rebote. Cinco minutos depois, nova cobrança de escanteio e novo lance de perigo, de cabeça, de Carlinho.

Léo Paraíba cruzou, a zaga do Rio Negro/AM desviou e, no rebote, Edinho Canutama marcou o segundo gol, aos 20 minutos. O artilheiro Canutama perdeu excelente chance de marcar mais um aos 27 minutos, cara a cara com Adriano, que fez a defesa. No ataque seguinte, aos 28 minutos, Carlinho escorou cruzamento de cabeça, ajeitando para Léo Paraíba, que marcou o terceiro gol. Com a vitória já definida, aos 44 minutos, Lacraia avançou com liberdade pela esquerda, driblou Adriano e cruzou para Léo Paraíba marcar o quarto e dar números finais ao placar.

Ficha Técnica:
Rio Negro/AM 0-4 Princesa do Solimões/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quarta Rodada da Primeira Fase
Quarta-feira, 6 de maio de 2015, às 20h
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: João Batista Cunha de Brito/AM
Assistente 1: Jeová Rodrigues dos Santos/AM
Assistente 2: Jander Rodrigues Lopes/AM
4º Árbitro: Weden Cardoso Gomes/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Gols: Carlinho 27 minutos do primeiro tempo. Edinho Canutama 20, Léo Paraíba 28 e Léo Paraíba 44 minutos do segundo tempo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Em treino de luxo, Fast Clube/AM goleia o frágil Operário/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Lissandro Widson

Manaus/AM - Foi sete. Poderia ter sido dez, em razão de dois gols perdidos por Eliélton debaixo da trave e outro desperdiçado por Charles. E olha que nem teve a já normal e esperada super-atuação de São Victor, e jovem goleiro do Operário/AM, que sempre sai de campo com pelo menos meia dúzia de incríveis defesas. Como se tivesse treinando no Estádio da Ulbra, onde se movimenta diariamente, o Fast Clube/AM fez gols como quis, e também perdeu gols como quis, goleando o Operário/AM por 7-0 na tarde desta quarta-feira (06/05), pela 14ª rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015.

Os dois times vieram bastante alterados com relação a seus jogos anteriores. Depois de ser goleado pelo Penarol/AM (1-4), o Operário/AM entrou em campo com dois desfalques: Alessandro Toró, suspenso com três cartões amarelos, e Bazinho, que sequer foi relacionado para o jogo. Teve de volta Thocky e Velhinho, que cumpriram suspensão. Com isso, Clemilton voltou para a lateral-direita, com Manacá voltando ao banco de reservas. Robenílson ganhou a vaga no ataque.

As mudanças no Tricolor de Aço foram bem mais expressivas. Amaral voltou a ser o titular na lateral-direita e Thyago Brandão, que jogou a última partida improvisado, foi para a quarta zaga, com Márcio Abrahão deslocado para a zaga central, em razão da ausência de Ediglê, cumprindo suspensão. Na lateral-esquerda, voltou Rodrigo Ítalo, mas Romarinho permaneceu no time, numa função inédita, no meio de campo, posicionado como homem de ligação entre o meio e o ataque. Assim, exceção do goleiro Zé Carlos, a zaga foi toda mudado, ou com novos jogadores ou com novos posicionamentos.

No meio de campo saíram como titulares Lê e Da Silva, nos lugares do poupado Rondinelli e do barrado William Kremer, relacionado no banco. E na frente, com a contusão de Luizão e o desfalque de Felipe, João Carlos Cavalo optou por Romarinho, jogador com status de titular desde a chegada o treinador, no final do turno da Fase Classificatória. E teve a volta do artilheiro Charles, recuperado de contusão.

O Operário/AM chegou atrasado para a partida, em razão de pane no ônibus que conduzia a delegação de Manacapuru/AM para o Estádio da Ulbra, em Manaus/AM. E, além do cansaço, o time também acusou desânimo geral. E o Fast Clube/AM praticamente treinou em campo. Logo no primeiro minuto de jogo, o zagueiro Márcio Abrahão já estava no ataque, recebendo lançamento e ajeitando de peito para a conclusão errada de torta de Charles, à direita de Victor.

Aos 3 minutos, Michell desabou em campo, sentindo os tendões do tornozelo, e acabou substituído por Eliélton, forçando o recuo de Romarinho para fazer o terceiro homem de meio de campo, mas sempre pela esquerda do ataque. E foi por esse lado que o Fast Clube/AM jogou praticamente os primeiros quinze minutos da partida. Aos 8 minutos, Rodrigo Ítalo lançou Romarinho, que cruzou para Eliélton livre dentro da pequena área, com o atacante perdendo de forma incrível, batendo por cima do gol, desperdiçando o primeiro dos gols incríveis perdidos. Aos 9 minutos a jogada se repetiu, mas dessa vez Allan tirou o perigo antes da conclusão de Eliélton. Da Silva arriscou com perigo aos 12 minutos, assustando Victor.

O gol era uma questão de tempo e, aos 15 minutos, Rodrigo Ítalo cruzou da esquerda, Victor espalmou para a bola caiu nos pés de Da Silva, que não perdoou, fuzilando para o gol vazio e abrindo a goleada. Dois minutos depois quase surgiu o segundo gol, em falha de Henrique, com Amaral aproveitando a bobeira e tocando para Eliélton, dentro da área, cruzar rasteiro, mas Jandão efetuou o corte. A blitz continuava e aos 24 minutos Amaral cruzou para Eliélton, que perdeu o tempo da batida e recuou a jogada para Charles, que ajeitou para Roberto Dinamite bater torto e, no meio do caminho, do bico da pequena área, Eliélton perder outro gol incrível, desviando a bola que bateu na trave direita de Victor.

O jogo estava tão fácil para o Fast Clube/AM que Romarinho voltou a jogar no ataque. Neneca, por sua vez, trocou o posicionamento de Clemilton e Velhinho, que passou para a lateral-direita, com o veterano jogador passando para o meio de campo. Aos 26 minutos Charles invadiu a área e reclamou ter sido calçado pelo seu marcador, mas Edmar Campos da Encarnação considerou o lance normal. Aos 40 minutos outro lance que suscitou dúvida, no cruzamento da esquerda de Rodrigo Ítalo que passou por Charles, desta vez seguro pela camisa por Allan. No último lance do primeiro, Amaral tabelou com Eliélton mais uma vez, com o atacante cruzando para o meio, onde Romarinho chegou enchendo o pé e ampliando para 2-0.

No segundo tempo, com dois minutos e meio, Charles cruzou da direita e Eliélton perdeu seu terceiro gol incrível, o segundo debaixo da trave, batendo para fora. Aos 4 minutos, Romarinho cruzou e a zaga manacapuruense tirou o perigo. No minuto seguinte, o Operário/AM deu seu primeiro chute a gol da partida, com Hayllan descendo pela direita e recuando para Matenay, que bateu raspando o travessão de Zé Carlos.

Mas foi só um susto e aos 6 minutos Roraminho penetrou pela esquerda, ganhando na velocidade de Velhinho, e encheu o pé, mais uma vez no meio do gol, marcando o terceiro gol. Aos 9 minutos, Márcio Abrahão tentou sair jogando e perdeu a bola no meio de campo para Felipe Souto, que avançou, invadiu a área mas bateu para fora. Da Silva deu lugar a William Kremer, aos 11 minutos, e no primeiro lance de Kremer, após receber de Amaral, quase marcou, batendo a primeira em cima da zaga e na sobra à esquerda de Victor.

Na segunda participação de William Kremer, aos 18 minutos, ele recebeu de Romarinho pela esquerda, entrou na área, driblou Victor e marcou o quarto gol fastiano. O volante Souza, xodó da torcida fastiana por sua garra, finalmente fez sua estreia no Estadual, entrando no lugar de Thyago Brandão aos 21 minutos, com Lê passando a jogar na zaga. Na terceira participação de William Kremer, ele sofreu pênalti de Jandão, aos 23 minutos. Charles bateu no canto esquerdo de Victor, um minuto depois, marcando o quinto gol. O atacante chegou ao seu décimo gol na competição, ao marcar o sexto gol da partida aos 32 minutos, após William Kremer roubar a bola na intermediária de Felipe Souto e lançar o atacante na esquerda, que invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado, de perna esquerda, vencendo Victor.

O último da goleada veio logo depois, aos 35 minutos, quando William Kremer cruzou da esquerda e Eliélton tocou para o gol, na disputa contra Jandão. Mas o Fast Clube ainda teve dois bons momentos na partida. Aos 39 minutos William Kremer bateu falta com perigo, raspando o travessão. E aos 42 minutos foi a vez de Charles perder boa oportunidade, depois que Eliélton se esforçou muito pela direita para não deixar a bola sair, cruzou para trás e Charles bateu cruzado, mas tirando muito de Victor, com a bola saindo pelo lado direita da meta do Operário/AM.

Ficha Técnica:
Fast Clube/AM 7-0 Operário/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quarta Rodada da Primeira Fase
Quarta feira, 06 de maio de 2015, às 15h30min
Estádio da Ulbra, em Manaus/AM
Árbitro: Edmar Campos da Encarnação/AM
Assistente 1: Anne Kesy Gomes de Sá/AM
Assistente 2: Marcos Santos Vieira/AM
4º Árbitro: Uésclei Regison Pereira dos Santos/AM
Delegado: Labibio André de Lima/AM
Renda: R$ 70,00
Público pagante: 7 (57 presentes)
Cartões amarelos: Hayllan 18, Thocky 30, Lê 33, Allan 41, Thyago Brandão 41 e Velhinho 43 minutos do primeiro tempo. Da Silva 10, Charles 24, Jandão 31, Clemilton 39 e Souza 39 minutos do segundo tempo.
Gols: Da Silva 15 e Romarinho 45 minutos do primeiro tempo. Romarinho 6, William Kremer 18, Charles (pênalti) 24, Charles 32 e Eliélton 35 minutos do segundo tempo.

Fast Clube/AM: Zé Carlos; Amaral, Márcio Abrahão, Thyago Brandão (Souza 21/2º) e Rodrigo Ítalo; Lê, Roberto Dinamite, Michell (Eliélton 4/2º) e Da Silva (William Kremer 11/2º); Charles e Romarinho. Treinador: João Carlos Cavalo.
Suplentes: Fernando Pompeu, Labilá, Jamesson, Bigú, Souza, Fernando Guilherme, Marcus Vinícius, William Kremer, Thiago Pereira, Deivid Macedo e Eliélton.
Operário/AM: Victor; Clemilton, Allan, Jandão e Henrique; Velhinho, Thocky (Fabrício 17/2º), Felipe Souto e Djalma (Matenay, no intervalo); Robenílson (Lorinho 26/2°) e Hayllan. Treinador: Neneca.
Suplentes: Kennedy, Wallace, Fabrício, Lorinho, Matenay, Róbson, Manacá e Jimme

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quinta-feira, 7 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Penarol/AM supera São Raimundo/AM e praticamente define o G-4

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Marcos Mendonça
Site Oficial do Penarol/AM
http://www.penarol.com.br

Manaus/AM - O confronto era decisivo. Pela 14ª rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015, Penarol/AM e São Raimundo/AM se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (06/05), no Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM, em jogo de seis pontos, fundamental para as pretensões dos clubes em se classificar para as Semifinais.

De um lado, o Penarol/AM contando com a volta do zagueiro Pirú e do volante Filipe Cristiano, após cumprirem suspensão, além do retorno do lateral-esquerdo Rafael Vieira à titularidade. Tety, artilheiro do time, ainda em recuperação de uma forte gripe, começou mais uma vez o jogo entre os reservas. Júnior foi mais uma titular, em razão da suspensão de Binho.

No São Raimundo/AM, Eduardo Clara mais uma vez precisou administrar os problemas da falta de opções no elenco. Embora contando com a volta do artilheiro Ramón, Adonias Lins e Neto não viajaram para Itacoatiara/AM, contundidos. Joaldo e Marinho entraram, com Claílson sendo recuado para o meio. No gol, Julião voltou a desfalcar o time, substituído por Leandro Naziozeno.

O Penarol/AM dominou a primeira metade da etapa inicial, com Leandro Naziozeno fazendo defesas difíceis em conclusões de Kitó e Filipe Cristiano. Aos 25 minutos, Marinho chegou a marcar, mas o lance foi anulado, com marcação de impedimento. No final do primeiro tempo, aos 42 minutos, o time da casa abriu o placar. Thompson começou a jogada com Kitó, que tocou para Célio, no meio, que tabelou com Thompson e tocou para Leozinho que, de calcanhar colocou Thompson na cara do gol, com o improvisado lateral-direito entrando na área e fuzilando Leandro Naziozeno sem chances, em chute cruzado.

Houve muita confusão após a marcação do gol, pois a assistente Elivane Trindade da Costa levantou a bandeira, de forma precipitada, indicando posição adiantada de Piúba, quando Leozinho tocou de calcanhar para a penetração de Thompson. No meio da área, Piúba esboçou correr em direção a bola, mas parou quando viu Thompson penetrando. A assistente foi cercada pelos jogadores do São Raimundo/AM, que reclamaram muito. Após o apito final do primeiro tempo, mais reclamação (fotos abaixo). A baixa do Penarol/AM no primeiro tempo foi o atacante Júnior, que sofreu uma luxação no ombro direito, sendo substituído por Tety.
O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro tempo, com o Penarol/AM criando as melhores chances de gol. Kitó e depois Célio tiveram boas oportunidades, mas ambos concluíram sem precisão, para fora. Marinho, pelo São Raimundo/AM, também perdeu, batendo igualmente para fora. O segundo gol penarolense surgiu aos 25 minutos. Em contra-ataque pela esquerda, Kitó tocou para Tety dentro da área, que encheu o pé, praticamente à queima roupa, com Leandro Naziozeno fazendo a defesa parcial mas com Kitó aparecendo de cabeça para aproveitar o rebote e mandar para as redes, ampliando para 2-0 (foto abaixo).
O Penarol/AM fechou o placar aos 31 minutos, com outro gol de cabeça, agora do zagueiro Maceió depois de cruzamento da direita de Kitó (foto abaixo).
A vitória consolidou o Penarol/AM no G-4, afastando o São Raimundo da zona de classificação para as Semifinais. O Tufão da Colina estacionou nos 22 pontos, cinco atrás do próprio Penarol/AM e seis atrás do Fast Clube/AM, que também jogou na tarde desta quarta-feira (06/05) e goleou o Operário por 7-0, no Estádio da Ulbra.

Ficha Técnica:
Penarol/AM 3-0 São Raimundo/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quarta Rodada da Primeira Fase
Quarta-feira, 6 de maio de 2015, às 16h
Estádio Floro de Mendonça, em Itacoatiara/AM
Árbitro: Odson Santos da Silva/AM
Assistente 1: Luis Cláudio Rodrigues da Costa/AM
Assistente 2: Elivane Trindade de Costa/AM
4º Árbitro: Luizinho de Souza Lima/AM
Delegado: Lázaro D'Ângelo Pinheiro/AM
Renda: R$ 5.170,00
Público pagante: 754 (1.004 presentes)
Gols: Thompson 42 minutos do primeiro tempo. Kitó 25 e Maceió 31 minutos do segundo tempo.

Penarol/AM: Pablo; Thompson, Maceió, Pirú e Rafael Vieira; Filipe Cristiano, Célio, Piúba e Leozinho; Kitó e Júnior (Tety 35/1°). Treinador: Marquinhos Pitter.
São Raimundo/AM: Leandro Naziozeno; Getúlio, Fernando Júnior, Uílton e Vamberto; Carlos da Silva, Joaldo, Gilson e Claílson; Marinho e Ramón. Treinador: Eduardo Clara.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Nacional Borbense/AM vence em jogo para cumprir tabela

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Na abertura da 14ª rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015, o Nacional Borbense/AM entrou em campo apenas para cumprir tabela, mesmo ainda faltando 5 jogos a disputar. Pelo menos os três pontos foram alcançados, na vitória por 1-0, gol do veterano Alberone, após cobrança de escanteio pelo lado esquerdo de Guilherme, com a bola indo morrer no ângulo superior esquerdo da meta adversária.

Com o resultado, o time interiorano passou a 16 pontos e, embora possa chegar ainda aos 28 e tenha chances matemáticas de classificação, as possibilidades são remotíssimas, já que o Penarol/AM, atual quarto colocado, tem 27 pontos. Os próximos jogos serão Manaus FC/AM (em Manaus/AM), Nacional/AM (em Borba/AM), Princesa do Solimões/AM (em Borba/AM) e Operário/AM (em Manaquiri/AM)

Ficha Técnica:
Vitória do Nacional Borbense/AM por 1-0
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quarta Rodada da Primeira Fase
Quarta-feira, 6 de maio de 2015, às 15h15min
Estádio Gerdílson Bentes de Souza, em Borba/AM
Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assistente 1: Alexsandro Lira de Alexandre/AM
Assistente 2: Francisco da Silva Filho/AM
4º Árbitrob: Walter Francisco Nascimento dos Santos/AM
Delegado: Basílio Monteiro da Silva/AM
Renda: R$ 3.000,00
Público presente: 300 (377 presentes)
Gol: Alberone 13 minutos do segundo tempo.

Por Decisão Editoral do Blog do Teófilo, em razão da recusa em divulgar suas atividades de pré-temporada, o time que perdeu para o Nacional Borbense/AM pela décima quarta rodada do Campeonato Amazonense de Futebol 2015 não terá divulgação neste Blog durante a competição. Lamentamos pelos jogadores que defendem as cores do clube, mas vamos respeitar a decisão da diretoria, de não querer divulgação. Os pesquisadores de outros Estados que queiram a Ficha Técnica completa desse jogo, podem consultar diretamente o Site Oficial da Federação Amazonense de Futebol (FAF), no link http://faf-am.com.br/borderos.html

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 5 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Treze vitórias consecutivas e classificação com cinco rodadas de antecedência.

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Site Oficial do Nacional/Divulgação
http://www.nacionalfc.com.br/

Manaus/AM - Nunca antes na História do Campeonato Amazonense houve algo assim. Sim, é verdade que em 1974 o Nacional/AM foi Campeão 100%, vencendo todas as 10 partidas disputadas, conquistando os dois turnos, o título por antecipação, sem dar chance aos adversários. Mas há 31 anos, eram apenas seis os clubes participantes da competição. Agora são 10, e todos já foram derrotados pelo Nacional/AM, que está fazendo a volta, vencendo também os jogos do returno da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015.

Os primeiros minutos do jogo foram todos de domínio do Nacional/AM. O primeiro lance que levantou a torcida veio de bola parada, em cobrança de falta de Fininho que Julião espalmou. Aos 4 minutos, outra boa jogada do Nacional/AM, bem trabalhada. Charles lança Peter na direita, que cruza para cabeçada de Leonardo, com defesa firme de Julião. No minuto seguinte, André Luiz vai ao fundo pela esquerda e cruza buscando Charles e Leonardo, mas a zaga colinense chega primeira e tira o perigo. Mais um minuto e mais uma chegada perigosa, com Dênis tocando para Leonardo, que fez o pivô mas ficou sem opção de continuidade de jogada.

As tentativas do São Raimundo/AM eram sempre infrutíferas. Aos 9 minutos, Getúlio cobrou falta mas Claílson bateu mal, com a bola saindo em lateral. Passados dois minutos, Neto tentou o lançamento mas acabou errando, com a bola sobrando tranquila para a defensiva nacionalina. Aos 15 minutos, Neto cobrou escanteio para a zaga cortou para escanteio. O Nacional/AM voltou à carga aos 23 minutos, com Peter lançando Raílson em profundidade e Julião saindo providencialmente para a defesa. Aos 31 minutos, em jogada trabalhada de pé em pé, Raílson cruzou para Leonardo, que bateu com perigo, raspando a trave esquerda.

Reclamação geral dos nacionalinos, aos 35 minutos, em jogada de área de Leonardo, que pediu pênalti. Quatro minutos depois, Peter acionou Raílson em boas condições, mas Uílton chegou em cima da hora para cortar o perigo. Na sequência do lance, Fininho recebe de Peter, se livra do marcador, entra na área e cruza para Leonardo marcar de voleio, estufando as redes adversárias e abrindo o marcador. O gol desnorteou momentaneamente o São Raimundo/AM, que levou o segundo golpe aos 43 minutos, agora através de Fininho, que se livrou de dois adversários e bateu no canto direito de Julião.

Sem alternativa, Eduardo Clara mexeu para o segundo tempo, trocando Adonias Lins pelo atacante Kléber. Para piorar, aos quatro minutos, numa tentativa de arrancada, Neto sentiu contusão e após receber atendimento, acabou substituído por Maykinho, já aos 7 minutos. Aos 11 minutos Wagner fez grande defesa, evitando o gol sãoraimundense. Três minutos depois, Claílson fez jogada com Alex Amaro e Peter tirou o doce de Claílson bem na hora da conclusão. Wagner fez outra excelente defesa aos 22 minutos, em chute forte da Carlos da Silva, que quase diminuiu o placar.

Peter e Raílson tabelaram aos 29 minutos, mas o meia nacionalino bateu muito mal. Aos 31 minutos, Fininho perdeu a chance do terceiro gol, também falhando na conclusão. Maykinho sentiu contusão aos 33 minutos, e jogou o restante da partida fazendo figuração em campo, deixando o São Raimundo praticamente com um jogador a menos. O árbitro Francisco da Conceição recolheu latinhas jogadas no campo, aos 35 minutos, atiradas por uma parte da torcida do São Raimundo/AM. Peter conduziu a bola direita aos 38 minutos e na hora de passar para o bem colocado Charles, tropeçou nas próprias pernas, desperdiçando a jogada ofensiva. No lance seguinte, Leonardo foi desarmado quando estava prestes a concluir para o gol, de forma perigosa.

André Luiz tentou a finalização, aos 42 minutos, depois de receber passe de Weverton, mas errou a conclusão. Na sobra, André Luiz tentou de novo e errou de novo, para desespero de Leonardo, que pedia a bola bem colocado. Já nos descontos, aos 47 minutos, Charles arriscou de fora da área, assustando Julião. No último minuto dos quatro de acréscimos, Leonardo marcou mais um, aproveitando cruzamento de Peter, fechando o placar em 3-0

Ficha Técnica:
Nacional/AM 3-0 São Raimundo/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Terceira Rodada da Primeira Fase
Domingo, 03 de maio de 2015, às 18h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Árbitro: Francisco da Conceição Costa
Assistente 1: Marcos Santos Vieira/AM
Assistente 2: Jeová Rodrigues dos Santos/AM
4° Árbitro: Reginaldo Vasconcelos Noronha/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Renda: R$ 12,810,00
Público pagante: 711 (924 presentes)
Cartões amarelos: Felipe Manoel 25 e Carlos da Silva 27 minutos do primeiro tempo. Alex Amaro 16 e Leonardo 40 minutos do segundo tempo.
Gols: Leonardo 39 e Fininho 43 minutos do primeiro tempo. Leonardo 49 minutos do segundo tempo.

Nacional: Wagner; Peter, Maurício Leal, Robinho e André Luiz (Thiago Fernandes 43/2º); Dênis, Felipe Manoel, Fininho (Weverton 37/2º), Railson e Charles; Leonardo. Treinador: Aderbal Lana.
São Raimundo: Julião; Getúlio, Uílton, Alex Amaro (William 19/2º) e Vamberto; Carlos da Silva, Adonias Lins (Kléber, no intervalo), Gílson e Neto (Maykinho 7/2º); Claílson e Marinho. Treinador: Eduardo Clara.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 4 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Derrotado, Manaus FC/AM praticamente se despede da briga pelo G-4

Teófilo Benarrós de Mesquita
Manaus/AM - Com 15 pontos conquistados, o Manaus FC/AM fez um jogo chave para suas pretensões de encostar no G-4, na tarde deste domingo (03/05), no Estádio da Ulbra. Se vencesse, passaria a 18 pontos e ficaria 6 pontos distante do Penaro/AM, que assumiu a quarta posição após golear o Operário/AM, no dia anterior (sábado, 02/05) e chegar aos 24 pontos. Muito desfalcado, sem contar com peças importantes, o Manaus FC/AM perdeu e praticamente se despediu da briga por uma das 4 vagas para a Fase Semifinal. Não atuaram o zagueiro Martony, os volantes Derlan e Tubarão, o meia Célio e os atacantes Joiner e Jeferson Chumbinho, além de Claudinei, que fraturou a perna ainda no primeiro turno.

No primeiro tempo, o Manaus FC/AM teve muita dificuldade até os 35 minutos, com o adversário jogando um pouco melhor, ou pelo menos com mais vontade. O treinador Garanha perdeu o lateral-direito Bruno Silva, aos 22 minutos, que precisou ser substituído por Paulo Henrique. No início do segundo tempo, logo a um minuto de jogo, o Manaus FC/AM levou o primeiro golpe, sofrendo o primeiro gol. O time sentiu o impacto, e o adversário criou lances sucessivos de perigo, os mais contundentes aos 4 e aos 7 minutos.

Garanha processou a segunda alteração aos 12 minutos, tirando o jovem atacante Purá e colocando o meia Messi. Mas o time não reagiu conforme o esperado, continuando vulnerável aos ataques adversários. A terceira alteração ocorreu aos 21 minutos, com a saída do zagueiro Gabriel para a entrada do atacante Huendell. Só então o time melhorou, criando seu primeiro lance de perigo no segundo tempo aos 27 minutos, quando Thiago Mariano tabelou com Diogo Capela e recebeu na frente, mas o goleiro adversário saiu do gol de forma providencial, evitando a tentativa de conclusão. Aos 31 minutos a oportunidade veio com Jérson, mas o meia bateu a falta para fora.

Jérson desperdiçou novamente aos 33 minutos, depois de receber bom lançamento mas bater por cima do gol. Thiago Mariano cobrou falta rolando para Fábio Gomes na entrada da área, mas o zagueiro errou a conclusão, aos 37 minutos. Messi assustou por duas vezes, com a mesma jogada característica. Aos 41 minutos saiu da esquerda para o meio, se livrando de dois jogadores e bateu cruzado, com perigo, à esquerda. Dois minutos depois repetiu praticamente a mesma jogada, agora batendo por cima da meta adversária.

O segundo gol adversário ocorreu aos 44 minutos em lance que começou com uma roubada de bola no ataque, no desarme a Meirelles, e só parou com a bola no fundo das redes de Carlos Luna, que demonstrou muita irritação com o gol sofrido e pela forma como aconteceu. Messi repetiu a jogada da esquerda para o centro, aos 47 minutos, exigindo boa defesa do goleiro contrário, mandando a escanteio. Na cobrança, pelo lado direito ofensivo do Manaus FC/AM, Thiago Mariano colocou na cabeça de Meirelles, que subiu com estilo e colocou, indefensável, no canto direito, diminuindo e fechando o marcador.

Ficha Técnica:
Derrota do Manaus FC/AM por 1-2
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Terceira Rodada da Primeira Fase
Domingo, 3 de maio de 2015, às 15h30
Estádio da Ulbra, em Manaus/AM
Árbitro: Weden Cardoso Gomes/AM
Assistente 1: Anne Kesy Gomes de Sá/AM
Assistente 2: Jander Rodrigues Lopes/AM
4º Árbitro: Carlos Alberto Pereira do Nascimento Júnior/AM
Delegado: Basílio Monteiro da Silva/AM
Cartões amarelos: Álvaro 42 minutos do primeiro tempo. Carlos Luna 15 minutos do segundo tempo e mais quatro cartões amarelos para jogadores do time vencedor.
Gol: Manaus FC/AM sofreu gols a 1 minuto e 44 minutos do segundo tempo. Meirelles 47 minutos do segundo tempo.
Manaus FC/AM: Carlos Luna; Bruno Silva (Paulo Henrique 22/1º), Gabriel (Huendell 21/2°), Fábio Gomes e Gelvane; Álvaro, Thiago Mariano, Jérson e Diogo Capela; Purá (Messi 12/2°) e Meirelles. Treinador: Garanha.
Suplentes: Jonathan, Kemerson, Paulo Henrique, Natal, Messi, Huendel e Júnior.

Por Decisão Editoral do Blog do Teófilo, em razão da recusa em divulgar suas atividades de pré-temporada, o time que venceu o Manaus FC/AM FC/AM pela décima terceira rodada do Campeonato Amazonense de Futebol 2015 não terá divulgação neste Blog durante a competição. Lamentamos pelos jogadores que defendem as cores do clube, mas vamos respeitar a decisão da diretoria, de não querer divulgação. Os pesquisadores de outros Estados que queiram a Ficha Técnica completa desse jogo, podem consultar diretamente o Site Oficial da Federação Amazonense de Futebol (FAF), no link http://faf-am.com.br/borderos.html

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Princesa do Solimões/AM vence Fast Clube/AM. De novo...

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Lissandro Widson

.
Manaus/AM - Continua a gangorra no G-4. Princesa do Solimões/AM e Fast Clube/AM, os preliantes deste sábado (02/05) disputam, rodada a rodada, a vice-liderança da classificação. Ora o Princesa do Solimões/AM assume a segunda colocação, ora o Fast Clube/AM fica com a posição. E com a vitória do Tubarão do Norte, as posições trocaram de novo.

O Fast Clube/AM começou o jogo com maior volume. Com 3 minutos, Luizão tentou a jogada pela direita, mas a zaga princesina afastou o perigo. Dois minutos depois, Roberto Dinamite tentou lançar Michell, mas errou na força, com o meia artilheiro não alcançando a bola. Entretanto, a primeira chegada do Princesa do Solimões/AM foi mais contundente. Aos 6 minutos, Edinho Canutama deu assistência para Léo Paraíba, que bateu mal, mas mesmo assim com perigo, à esquerda de Zé Carlos. Roberto Dinamite tabelou com Michell, que lançou Luizão, mas o atacante foi seguro perto da entrada da área. Aos 20 minutos foi a vez de Luizão dar assistência para Michell, que bateu com muito perigo, assustando o goleiro Rascifran.

O gol da partida surgiu aos 21 minutos, em cobrança de falta cometida por Thyago Brandão. Lei bateu com perfeição, sem chance para o goleiro Zé Carlos. O atacante Luizão sentiu a virilha aos 25 minutos, e acabou substituído por Thiago Pereira. Aos 33 minutos, Carlinho entrou na área e foi derrubado por Thiago Brandão, com muita reclamação de pênalti, não marcado pelo árbitro. Nos últimos minutos do primeiro tempo, Emerson e Carlinho receberam cartão amarelo.

Perdendo o jogo, o treinador João Carlos Cavalo tirou o volante Fernando Guilherme, no intervalo, colocando em campo para o segundo tempo o meia Willian Kremer. Mas a partida ficou menos técnica e mais violenta. Lei fez três faltas consecutivas, aos 8, 10 e 12 minutos, levando cartão amarelo pelo conjunto da obra. Aos 20 minutos, Douglas fez boa jogada individual, mas bateu fraco, para fácil defesa de Zé Carlos. No ataque seguinte, do Fast Clube/AM, Romarinho entrou na área mas na hora do cruzamento Emerson cortou o lance.

Aos 30 minutos, o Fast Clube/AM quase chegou ao empate, em jogada de seus laterais. Romarinho cruzou da esquerda, mas Thyago Brandão não alcançou. Mais uma vez, assim como foi nas derrotas para o Nacional/AM e para o Princesa do Solimões/AM nos jogos do turno, o Fast Clube/AM teve domínio territorial, de posse de bola, mas falhava nas conclusões. Aos 39 minutos, Romarinho conduziu desde o meio de campo mas ficou sem opção de passe. No final da partida, vitória do Princesa do Solimões/AM, troca de posições, e mais uma derrota do Fast Clube/AM na disputa direta contra times que ocupam o G-4.

Ficha Técnica:
Princesa do Solimões/AM 1-0 Fast Clube/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Terceira Rodada da Primeira Fase
Sábado, 2 de maio de 2015, às 15h
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior/AM
Assistente 1: Abson Pantoja de Barros/AM
Assistente 2: Elivane Trindade da Costa/AM
4º Árbitro: Edmar Campos da Encarnação/AM
Delegado: Lázaro Pinheiro D'Ângelo/AM
Cartões amarelos: Emerson 40 e Carlinho 43 minutos do primeiro tempo. Lei 12 e Valnei 17 minutos do segundo tempo.
Gol: Lei 22 minutos do primeiro tempo.
Expulsão: Emerson aos 24 minutos do segundo tempo, pelo segundo cartão amarelo.
Princesa do Solimões/AM: Rascifran; Emerson, Gilson, Danilo e Mauryan; Amaralzinho, Lei, Douglas e Léo Paraíba; Edinho Canutama e Carlinho. Treinador: Zé Marco.
Fast Clube/AM: Zé Carlos: Thyago Brandão, Ediglê, Valnei e Romarinho; Rondinelli, Fernando Guilherme (Willian Kremer, no intervalo), Roberto Dinamite e Michel; Luizão (Thiago Pereira 29/1º) e Deivid Macedo (Eliélton 18/2º). Treinador: João Carlos Cavalo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Rio Negro/AM perde de virada e Jeferson entra na briga pela artilharia

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Com a decisão de acabar com o rebaixamento e a Segunda Divisão, o Campeonato Amazonense deixou de ter razão para pelo menos 5 clubes, dentre os quais o Rio Negro/AM e o Nacional Borbense/AM, que se enfrentaram na tarde deste sábado (02/05), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM. Nas últimas colocações, a motivação dos dois clubes era lutar para fugir da degola e terminar a temporada de forma digna. Agora, tanto faz como tanto fez...

Mas para o atacante Jeferson, autor de seis dos 15 gols do Nacional Borbense/AM, até antes da partida deste sábado ainda existia motivação. E os dois gols marcados pelo jogador paulista, além de garantir a vitória de seu clube por virada sobre o Rio Negro/AM, o conduziu à vice-artilharia da competição com oito gols, ao lado do fastiano Charles, ambos atrás de Edinho Canutama, do Princesa do Solimões/AM, e do ainda contundido Ramón, do São Raimundo/AM, que têm nove gols, cada.

Rondinelli marcou para o Rio Negro/AM aos 40 minutos do primeiro tempo, depois de receber assistência de Naílson Bolacha. Jeferson conduziu a virada no marcador com gols aos 4 e aos 17 minutos do segundo tempo. No gol de empate, Jeferson cabeceou certeiro depois de cruzamento de Márcio Ribeiro. Na virada, Jeferson aproveitou rebote da zaga adversária para marcar.

Ficha Técnica:
Rio Negro/AM 1-2 Nacional Borbense/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Terceira Rodada da Primeira Fase
Sábado, 2 de maio de 2015, às 16h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Árbitro: Carlos Augusto de Souza/AM
Assistente 1: Noélia Chaves da Paixão/AM
Assistente 2: Odaly Peres Monteiro/AM
4º Árbitro: Oséias de Souza Cardoso/AM
Gols: Rondinelli 40 minutos do primeiro tempo. Jeferson 4 e Jeferson 17 34 minutos do segundo tempo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

domingo, 3 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Penarol/AM goleia Operário/AM e volta ao G-4, com golaço de Piúba

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação Site Oficial do Penarol/AM

Manaus/AM - Na abertura da 13ª rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense de Futebol 2015, dois times do interior se viram obrigados a jogar em Manaus/AM, no Estádio da Ulbra. O Operário/AM, mandante, sem poder contar com o Estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru/AM, recebeu o Penarol/AM, de Itacoatiara/AM. O público foi pequeno, e ainda teve que assistir o jogo debaixo de um temporal durante todo o segundo tempo. A renda foi de R$ 300,00, para 22 pagantes e 62 presentes.

Pelo menos em campo não houve economia de vontade, ataques perigosos e gols, com o Operário/AM perdendo mais uma vez, a décima segunda derrota consecutiva. Além dos cinco gols, fruto da vitória do Penarol/AM por 4-1, os poucos torcedores presentes presenciaram um dos gols mais bonitos dos últimos anos, de Piúba, aos 34 minutos do segundo tempo, digno de concorrer, com status de favorito, às promoções dos canais de esportes nacionais de gol mais bonito do final de semana.

Marquinhos Pítter teve desfalque de seis jogadores - o goleiro Róbson, já pelo terceiro jogos; os laterais-direitos Endy e seu reserva imediato Sandro França, os zagueiros Alex e Pirú e o volante Filipe Cristiano, esses dois últimos cumprindo suspensão pelo terceiro cartão amarelo e todos os demais contundidos. Resolveu ainda poupar Tety, que passou a semana com virose, e o lateral-esquerdo Rafael Vieira, que foram como opções entre os reservas, mudando bastante os onze titulares do time. O atacante Júnior ganhou nova chance na time principal, desde o início do jogo, o seu xará e zagueiro fez sua estreia finalmente.

Mesmo desfigurado, o Penarol/AM dominou por completo o primeiro tempo, do primeiro ao último minuto. Logo com 2 minutos de jogo, o lateral-direito Manacá recebeu cartão amarelo, por cometer falta violenta sobre o atacante Júnior. Dois minutos depois, Henrique perdeu a jogada para o camisa 11 penarolense que avançou perigosamente, mas o lateral esquerdo do time manacapuruense se recuperou e jogou a bola para escanteio. Na cobrança de Thompson pelo lado direito, a bola pegou na barriga de Felipe Souto e sobrou para o atacante Júnior, que não esperava o presente e foi desarmado, com novo escanteio para o Penarol/AM.

O volume de jogo do Penarol/AM era muito superior e aos 8 minutos, Kitó cruzou da direita e Victor saiu na cabeça de Binho, que se preparava para marcar o gol. Somente aos 10 minutos que o Operário/AM teve sua primeira chance, com Felipe Souto fazendo lançamento preciso para Bazinho, com Pablo defendendo após largar a primeira bola. Aos 17 minutos o atacante Júnior cruzou da direita para Thompson, na entrada da área, com o volante matando no peito com estilo e tocando para Binho, na entrada da área, com o grandalhão ajeitando para a perna esquerda mas batendo muito mal, isolando por cima do gol.

Binho desceu pela esquerda, aos 19 minutos, e cruzou na área, com Jandão cortando para cima, estilo balão de São João. Na caída do balão, Thompson pegou de primeira, com a bola explodindo no corpo de Henrique e saindo em escanteio. Na cobrança, pelo lado esquerdo, Maceió cabeceou e, no meio do caminho, o atacante Júnior desviou para o gol, mas o assistente Ivo Fernando da Costa de Souza já indicava impedimento na jogada. Nova descida do Operário/AM só voltou a ocorrer aos 23 minutos, com Hayllan cruzando da direita para Bazinho dominar livre, escolher o canto e perder um gol que não costuma desperdiçar, com Pablo fazendo defesa espetacular, para escanteio.

Em contra-ataque penarolense aos 26 minutos, Binho recebeu pela esquerda mas ficou sem opção de passe, invertendo o jogo para Célio, que cruzou na área, onde Jandão se atrapalhou no domínio mas se recuperou e aliviou o perigo. Aos 35 minutos, o atacante Júnior recebeu lançamento primoroso mas, dentro da área, dominou de canela, adiantando a bola e possibilitando que Victor saísse do gol para a defesa.

O gol finalmente aconteceu aos 37 minutos, quando o atacante Júnior, pela esquerda, ganhou na corrida de Manacá, entrou na área e bateu forte, para grande defesa de Victor, mas no rebote Binho, livre, só teve o trabalho de empurrar para as redes. Dois minutos depois, Piúba tocou para Júnior, que cruzou buscando Binho no meio da área, mas a zaga do Operário/AM cortou o perigo. Na cobrança de escanteio de Leozinho, pelo lado direito, Maceió subiu muito e com estilo, cabeceando forte, contra o travessão. Na sequência do lance, Bazinho foi lançado e Pablo saiu do gol, tirando o perigo com os pés.

Bazinho levou perigo de novo à defensiva penarolense, aos 44 minutos, conduzindo a bola do meio para a direita e batendo forte para defesa parcial de Pablo, com Maceió completando o corte para escanteio, antes da chegada de Hayllan. No último minuto, Hayllan recebeu de Clemilton pela esquerda e lançou para Alessandro Toró, que bateu para fora, à direita de Pablo.

Neneca optou por trocar Allan por Wallace, no intervalo, mas o Penarol/AM começou pressionando. Com 2 minutos, o atacante Júnior recebeu de Piúba, entrou na área mas bateu para fora. No minuto seguinte, Júnior apareceu com perigo de novo pela esquerda. Com 3 minutos, Neneca trocou Manacá pelo atacante Robenílson, trazendo o experiente Clemilton de volta para a lateral e passando a jogar no 4-3-3, com Hayllan, Robenílson e Bazinho.

O Operário/AM passou a ter mais a posse de bola, equilibrando as ações do jogo e saindo da pressão do adversário. Atento, Marquinhos Pítter colocou o baqueado Tety no lugar de Binho, aos 11 minutos. Leozinho virou o jogo da direita para a esquerda, aos 12 minutos, e na primeira jogada do artilheiro penarolense, ele dominou, avançou e fuzilou Victor, bem no meio do gol, marcando o segundo.

Aos 14 minutos, em lance pela direita, Thompson tocou para Célio, que ajeitou e bateu, com Victor fazendo grande defesa, no canto esquerdo, espalmando para escanteio. Um minuto depois, após a cobrança de escanteio e de bate-rebate na área do Operário/AM, o meia Djalma salvou em cima da linha o que seria o terceiro gol do Penarol/AM, em conclusão do zagueiro Júnior. Aos 16 minutos, Clemilton lançou Bazinho na direita, com o veterano atacante cruzando no segundo pau, onde Robenílson, de peixinho, acertou a trave direita de Pablo, mas com desviando na zaga. Tety bateu com perigo, mas para fora, aos 18 minutos, e Victor fez grande defesa em forte chute de Kitó, aos 19 minutos.

Entretanto, aos 20 minutos, o trio ofensivo do Operário/AM funcionou e o time diminuiu o marcador. Hayllan fez boa jogada com Bazinho, pelo lado direito, e Robenílson aproveitou bem o cruzamento. Porém, foi o último lance de Bazinho, substituído por Róbson. A partir de sua saída, o Operário/AM perdeu ofensividade, passando a depender das investidas de Hayllan, que aos 25 minutos bailou para cima de Guilherme e cruzou para Robenílson que, livre, cabeceou para fora, perdendo boa oportunidade.

Para tentar neutralizar definitivamente as jogadas de ataque do Operário/AM, Marquinhos Pítter colocou Rafael Vieira no lugar de Guilherme, aos 28 minutos. No minuto seguinte, Júnior, o atacante, desceu pela direita e cruzou, com Tety dividindo com a zaga e com o goleiro Victor e marcando o terceiro gol. Robenílson perdeu mais uma oportunidade em cabeçada livre, aos 30 minutos, depois de cruzamento de Clemilton em cobrança de falta.

Aos 34 minutos, Piúba recebeu no meio e saiu enfileirando seus marcadores, entrou na área, se livrou da falta que seria pênalti, driblou Victor e marcou um golaço, digno de ser eleito o gol da rodada em qualquer mesa redonda nacional. Mesmo com 4-1 no placar, o Penarol/AM ainda era ameaçado pelo Operário/AM que ficou com uma única opção de jogada ofensiva, os cruzamentos aéreos para Robenílson, que não estava numa tarde feliz, desperdiçando nova chance aos 38 minutos, depois de cruzamento de Alessandro Toró. Já nos descontos, aos 46 minutos, Hayllan desceu pela direita em velocidade, com o zagueiro Júnior chegando e tirando para escanteio com o bico da chuteira.

Ficha Técnica:
Operário/AM 1-4 Penarol/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Terceira Rodada da Primeira Fase
Sábado, 2 de maio de 2015, às 15h
Estádio da Ulbra, em Manaus/AM
Árbitro: João Batista Cunha de Brito/AM
Assistente 1: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
Assistente 2: Francisco Souza da Silva Filho/AM
4º Árbitro: Paulo Roberto da Silva Mota/AM
Delegado: Labibio André de Lima/AM
Renda: R$ 300,00
Público pagante: 22
Cartões amarelos: Manacá 2 e Binho 42 minutos do primeiro tempo. Alessandro Toró 5, Djalma 13, Wallace 32 e Célio 36 minutos do segundo tempo.
Gols: Binho 37 minutos do primeiro tempo. Tety 12, Robenílson 20, Tety 29 e Piúba 34 minutos do segundo tempo.

Operário/AM: Victor; Manacá (Robenílson 3/2º), Allan (Wallace, no intervalo), Jandão e Henrique; Clemilton, Felipe Souto, Djalma e Alessandro Toró; Hayllan e Bazinho (Róbson 20/2º). Treinador: Neneca.
Suplentes: Kennedy, Wallace, Jimme, Lorinho, Matenay, Róbson e Robenílson.
Penarol: Pablo; Kitó, Maceió, Júnior e Guilherme (Rafael Vieira 28/2º); Piúba, Célio, Thompson e Leozinho (Mael 17/2º); Binho (Tety 11/2º) e Júnior. Treinador: Marquinhos Pítter.
Suplentes: Raí, Fernando, Rafael Vieira, Celsinho, Mael, Rivelino e Adrianinho.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Fast Clube/AM vence Manaus FC/AM e reassume vice-liderança

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Lissandro Widson


Manaus/AM - Na abertura da 11ª rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense de Futebol 2015, o Fast Clube/AM reassumiu a vice-liderança da competição, ao vencer o Manaus FC/AM, na noite desta quinta-feira (24/04), no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM, frustrando uma melhor estreia do treinador Garanha. Após atuar no esquema 4-5-1 na rodada passada, contra um adversário claramente inferior, João Carlos Cavalo surpreendeu e armou o Tricolor de Aço num 4-3-3, com três atacantes de área: o artilheiro Charles, voltando de suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o ressurgido Deivid Macedo, autor de dois gols na partida anterior, e Luizão. Por sua vez, Garanha não teve o zagueiro Fábio Gomes, cumprindo suspensão por cartões amarelos, e optou por barrar Célio e Joiner, reforçando a marcação no meio com o volante Tubarão e efetivando Bruno Silva na frente.

Os primeiros minutos teve domínio do Fast Clube/AM, com duas chegadas perigosas com Deivid Macedo. Na terceira oportunidade, já aos 30 minutos, o atacante não perdoou e abriu o placar, depois de receber boa assistência de Michell e bater forte, no alto do goleiro Carlos Luna. Imediatamente o treinador Garanha fez sua primeira substituição, tirando o lateral-direito Baiano e colocando o meia de articulação Jerson, passando Tubarão para a lateral e ficando com apenas dois volantes: Álvaro e Thiago Mariano. Cavalo também mexeu, forçado pela perda do goleiro Zé Carlos, por contusão, dando lugar a Labilá.

Nem bem entrou na partida e Labilá já foi passando susto, depois de cobrança de falta de Gelvane que Martony cabeceou com muito perigo, aos 38 minutos. O Fast Clube/AM quase ampliou ainda no primeiro tempo, aos 44 minutos, quando Michell entrou na área e tentou o passe para Luizão, com Martony cortando de forma providencial.

A última jogada de perigo do primeiro tempo também foi a primeira do segundo tempo, com Michell cruzando para Luizão, que desta vez conseguiu a conclusão, com a bola raspando a trave do goleiro Carlos Luna, logo aos 4 minutos. Estava difícil de segurar Michell e, aos 11 minutos, o meia foi derrubado na área, em pênalti bem assinalado por Antônio Carlos Pequeno Frutuoso. O atacante Charles cobrou, aos 12 minutos, e ampliou para 2-0 (foto abaixo), marcando seu oitavo gol na competição, assumindo a vice-artilharia da competição, atrás apenas do sãoraimundense Ramón, que tem novo gols.
Com a vantagem um pouco maior, Cavalo optou por voltar ao esquema 4-4-2, tirando Deivid Macedo e colocando o meia Da Silva. O Manaus FC/AM se lançou ao ataque, em busca da reação. Aos 17 minutos, depois de confusão na área, o zagueiro Martony recebeu livre e encheu o pé, para espetacular defesa de Labilá.

A ducha de água fria veio aos 24 minutos, com Charles passando para Michell, que marcou o terceiro gol fastiano (foto abaixo). Ainda assim, o Manaus FC/AM diminuiu o placar, aos 27 minutos, em cobrança de pênalti de Martony. Antes do término da partida, cada time teve mais uma clara chance de gol. Da Silva recebeu em boas condições e chutou forte, mas em cima do goleiro Carlos Luna, aos 43 minutos. No lance seguinte, Bruno Silva tocou para Jerson, que cruzou razante, com a bola passando por todos na área fastiana.


Ficha Técnica:
Fast Clube/AM 3-1 Manaus FC/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Primeira Rodada da Primeira Fase
Quinta feira, 24 de abril de 2015, às 20h
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Antônio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assistente 1: Jeová Rodrigues dos Santos/AM
Assistente 2: José Luis de Oliveira Ramos/AM
4º Árbitro: João Batista Cunha de Brito/AM
Delegado: Labibio André de Lima/AM
Gols: Deivid Macedo 30 minutos do primeiro tempo. Charles (pênalti) 12, Michell 24 e Martony (pênalti) 27 minutos do segundo tempo.

Fast Clube/AM: Zé Carlos (Labilá 37/1º): Amaral, Ediglê, Valnei e Romarinho; Rondinelli, Fernando Guilherme e Michel: Charles (Felipe), Luizão e Deivid Macedo (Da Silva 12/2º). Treinador: João Carlos Cavalo.
Manaus FC/AM: Carlos Luna; Baiano (Jerson 35/1ª), Martony, Bruno Sergipe e Gelvane; Tubarão, Álvaro, Thiago Mariano e Diogo Capela: Bruno Silva e Jeferson Chumbinho. Treinador: Garanha,

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Nacional/AM alcança 10ª vitória consecutiva na estreia do returno

Do Site Oficial do Nacional/AM
http://www.nacionalfc.com.br
Texto e Foto: Ennas Barreto
Ficha Técnica: Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Não tem para ninguém. O Rio Negro/AM foi a última vítima do Leão da Vila Municipal na noite desta segunda-feira (20/04), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM, pela décima rodada do Estadual. Com o resultado do clássico Rio-Nal, o Naça chega a 30 pontos e se isola na liderança, com dez a mais que o segundo colocado, o Princesa do Solimões/AM.

Apesar do Nacional/AM ter vencido com facilidade, a partida começou com a bola presa no meio de campo. O Rio Negro/AM ameaçou ir para cima do Leão com Nailson que recebeu e bateu rasteiro no canto direito de Rodrigo Ramos. Mas o Nacional/AM não demorou a mostrar o motivo de ser líder invicto e aos 9 minutos André Luiz lançou em profundidade para Leonardo que chegou atrasado na bola, mas assustou o goleiro Adriano. A partir deste momento só deu Nacional/AM, tanto que aos 14 minutos Peter toca para Charles abrir o placar.

Dois minutos depois, novamente André Luiz serve Leonardo, mas a zaga atrapalha e o Índio Negro cabeceia fraco para a defesa do goleiro rionegrino. Aos 19 minutos Fininho cobra escanteio e o zagueiro Maurício Leal de cabeça joga a boa pela linha de fundo. No minuto seguinte foi a vez de Serginho driblar a zaga nacionalina e chutar forte, a bola passou próximo ao gol de Rodrigo Ramos. Aos 32 minutos, Leonardo recebe em velocidade e chuta, o goleiro defende, no rebote Jonatha Fumaça sozinho, não perdoa e amplia para 2-0.

Para a segunda etapa, Lana mexe no Nacional/AM, saindo Bruno Potiguar e entrando Fininho, além da saida de Jonatha Fumaça para a estreia de Junior Paraíba. O Nacional/AM mostrou que sairia com vantagem da partida. Começou atacando, sempre pelas laterais com André Luiz e Peter. Os dois colocaram Leonardo e Junior Paraíba por algumas vezes de com o goleiro rionegrino, mas o terceiro gol saiu após Lana novamente mexer o time. Substituiu Felipe Manoel por Thiago Verçosa. O atacante amazonense entrou com sede de gols. Aos 29 minutos após troca de passes com Leonardo, Verçosa se antecipa à zaga e sozinho é interceptado pelo goleiro Adriano. Três minutos depois, Leo novamente serve Verçosa que desta vez deixa sua marca.

Ficha Técnica:
Rio Negro 0-3 Nacional/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Rodada da Primeira Fase
Domingo, 19 de abril de 2015, às 18h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Renda: R$ 7.575,00
Público pagante: 320 (470 pagantes)
Gols: Charles 14 e Jonatha Fumaça 32 minutos do primeiro tempo. Thiago Verçosa 32 minutos do segundo tempo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita