sexta-feira, 15 de maio de 2015

[SÉRIE D 2015] - Nacional/AM terá Charles e Danilo Rios na disputa

Do Site Oficial do Nacional
http://www.nacionalfc.com.br
Foto: Paulo Rogério Veiga
Portal Paulo Repórter
http://pauloreporter.com.br

Manaus/AM - O Nacional/AM anunciou a contratação do grande ídolo nacionalino Danilo Rios (foto). O meia era uma promessa da diretoria azulina desde a pré-temporada e agora fecha contrato para a Série D do Brasileirão. O jogador deve chegar na próxima segunda-feira (18/05) a cidade de Manaus/AM para apresentação oficial à torcida.

De acordo com o presidente do Naciona/AM, Mário Cortez, a volta do Danilo Rios ao Leão da Vila Municipal é exclusiva para a Série D. “Acabamos de fechar contrato com o ídolo da nossa torcida, o DR10 para disputar a Série D. Não estamos medindo esforços para formar uma grande equipe reforçada para Campeonato Brasileiro e nada melhor que trazer Danilo Rios para satisfação da nossa torcida e para alcançarmos nossos objetivos. Ele é um grande jogador e que sempre demonstrou vontade de voltar a jogar aqui e nós fizemos uma proposta e ele aceitou vindo exclusivamente para a Série D”, disse o mandatário.

O meia revela que um dos principais motivos para seu retorno foi o tratamento da torcida e sua passagem em 2013. “Estou muito feliz. Minha história em 2013 no Nacional/AM pesou bastante, assim como o carinho e respeito com que sou tratado. Vou com boas expectativas, principalmente por saber do bom momento do time”, afirmou.

Sabendo da ansiedade dos torcedores, ele aproveita para mandar um recado. “Só agradeço todo o carinho e se Deus quiser vai dar tudo certo. Vamos alcançar nossos objetivos”.

Na tarde desta quinta-feira (14/05), a diretoria do Nacional/AM declarou que não estava medindo esforços para fazer um time competitivo para a Série D e após divulgar a contratação de Danilo Rios, anuncia a prorrogação do empréstimo do meia atacante Charles.

“O Nacional FC conseguiu junto ao Mamoré/MG, a prorrogação do empréstimo do jogador até o final da Série D”, afirmou o presidente do clube.

O meia declarou estar feliz com a renovação do empréstimo e diz estar focado. “Estou feliz. Muito satisfeito que tudo esteja saindo bem. A nossa campanha no Estadual mostra que estamos no caminho. Estou focado e os gols estão saindo”, garante.

O jogador que marcou oito gols em seis jogos disputados com camisa do Leão, entra em campo com elenco azulino no próximo sábado (16/05), pelo Campeonato Amazonense contra o homônimo Nacional Borbense/AM, no município de Borba/AM.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita


[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Deputada Alessandra Campêlo protesta contra pelada da FVO no dia da Decisão

Da Assessoria de Comunicação/Emanuel Mendes Siqueira
Foto: Jimmy Christian

Manaus/AM - Em duro pronunciamento na Tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), nesta quinta-feira (14/05), a Deputada Estadual Alessandra Campêlo (PCdoB) saiu em defesa dos torcedores do futebol amazonense que manifestam nas redes sociais repúdio à proposta de transformar a final do Estadual em uma simples preliminar da pelada entre veteranos de Flamengo/RJ e Vasco da Gama/RJ, no dia 20 de junho, na Arena Vivaldo Lima, em Manaus/AM.

“Vou entrar com uma representação no Ministério Público Estadual contra a Fundação Vila Olímpica, contra a FAF, contra quem for, por terem juntando a grande final do Campeonato Amazonense com uma pelada de ex-jogadores”, anunciou Alessandra, ressaltando que a iniciativa apoiada pelo Governo é um total desrespeito com a cultura do torcedor do Amazonas.

Além da infeliz coincidência das datas, Alessandra explicou que o regulamento da competição está sendo desrespeitado. Originalmente, o ingresso para a decisão do Estadual custaria entre R$ 10 e R$ 30. Entretanto, os promotores da pelada já divulgaram que o bilhete para a rodada dupla custará entre R$ 40 e R$ 120.

“Minha assessoria jurídica já se reuniu com representantes de torcidas e estamos preparando a representação para acionar a Justiça e defender os direitos dos torcedores do futebol amazonense. Sou uma Deputada do Amazonas e não do Rio de Janeiro”, avisou a parlamentar, que prestigia os jogos do Amazonense, da Copa Verde, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro da Série D.

Para Alessandra, a infraestrutura esportiva construída para a Copa do Mundo 2014 deveria ser o trampolim para o fortalecimento do futebol local. No entanto, o Governo se coloca como coveiro do esporte ao apoiar eventos que privilegiam os clubes de fora. Ela disse que respeita a torcida de Flamengo/RJ e Vasco da Gama/RJ, porém, jamais vai se calar na defesa do futebol do Amazonas. A deputada aproveitou para cobrar o compromisso do Governo de patrocinar o futebol local. "O repasse aos clubes está atrasado".

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[SÉRIE D 2015] - CBF divulga tabela básica e Nacional/AM conhece seus adversários

Do Site Oficial do Nacional
Foto: Site Oficial do Nacional/Divulgação
http://www.nacionalfc.com.br/


Manaus/AM - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou no início da tarde desta quarta-feira (13/05), os grupos e a tabela da Série D do Campeonato Brasileiro. O Nacional/AM, representante do Amazonas na competição ficou no Grupo A1, juntamente com São Raimundo/RR, Vilhena/RO, Clube do Remo/PA e o representante do Acre, ainda a definir, que pode ser Atlético/AC, Rio Branco/AC, Galvez/AC ou Plácido de Castro/AC. As quatro equipes estão não semifinais do Campeonato Acriano.

O Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão, a Série D, começa dia 12 de julho e os quatro primeiros colocados sobem para a Série C de 2016. O Nacional/AM estreia dia 12 de julho contra o São Raimundo/RR, em Boa Vista/RR.

Confira os jogos do Nacional na 1ª fase da Série D
O Nacional/AM está no Grupo A1 onde tem o representante do Acre, Clube do Remo/PA, São Raimundo/RR e Vilhena/RO.

O Nacional/AM estreia no dia 12 de julho contra o São Raimundo/RR, em Boa Vista/RR. O próximo confronto será no dia 19/07 contra o Vilhena/RO, depois 26/07 contra o representante acriano e no dia 09/08 contra o Clube do Remo/AM, em Manaus/AM.

Objetivo do ano
Nem mesmo a excelente campanha no Estadual - onde o Nacional/AM ainda não foi derrotado e, sequer empatou – mexe tanto com os torcedores, dirigentes, comissão técnica e jogadores, como o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. Ficar entre os quatro primeiros times da Série D tem sido encarado como uma obrigação. Dois anos atrás, o Nacional passou raspando, quando empatou fora de casa com o Salgueiro, depois empatou em 2-2 em casa, perdendo a vaga por força do regulamento.

“Hoje estamos mais amadurecidos. Temos um time forte que vai sofrer poucas mudanças para jogar a Série D. Com certeza estamos apostando todas as fichas nesse time. Temos uma ótima campanha no Amazonense, que, com certeza será uma segurança para o time para o ano que vem. Através do Estadual vamos garantir vagas na Copa do Brasil e na Copa Verde. Conquistando uma vaga na Série C, com certeza vamos ter um ano de 2016 muito proveitoso”, disse o presidente do Nacional/AM, Mário Cortez.

Quem disputa
A Série D do Campeonato Brasileiro será disputada por 40 equipes de todas as regiões do Brasil, sendo, os quatro rebaixados da Série C 2014; Os nove primeiros estados no Ranking Nacional das Federações, divulgado pela CBF, tiveram direito a dois representantes cada, indicados através do desempenho nos Campeonatos Estaduais ou outros torneios realizados por cada federação estadual; os demais 18 estados tiveram um representante cada, indicados através do desempenho nos campeonatos estaduais ou outros torneios realizados por cada federação estadual.

Em caso de desistência, a vaga será ocupada pelo clube da mesma Federação melhor classificado, ou então, pelo clube apontado pela federação Estadual. Se o Estado não indicar nenhum representante, a vaga será repassada ao melhor Estado seguinte posicionado no Ranking Nacional das Federações, que indicará uma equipe a ocupar o mesmo grupo da equipe original. Caso a vaga ainda fique em aberto, será transferida ao segundo Estado seguinte e melhor colocado no ranking, e assim sucessivamente. O limite de usufruto de vaga repassada é de uma por Federação.

Regulamento
Na Primeira fase os 40 clubes são divididos em oito grupos com cinco clubes cada, agrupados regionalmente. Os dois primeiros de cada grupo classificam-se à Segunda Fase, onde estes 16 clubes restantes jogam em sistema eliminatório em jogos de ida e volta – iniciando-se nas Oitavas de Final – onde classificam-se os clubes com melhor resultado agregado, considerando vitórias e gols marcados como visitante. Na Terceira Fase (Quartas de Final), os oito clubes restantes novamente jogam em sistema eliminatório, idêntico ao da fase anterior, classificando-se os vencedores para as Semifinais. Os clubes com melhor campanha jogam a segunda partida em seu Estádio.

Os quatro semifinalistas conquistam o direito de disputar a Série C de 2016. Os vencedores das semifinais jogam as Finais em Ida e Volta, com o clube de melhor campanha realizando a partida decisiva em seus domínios. O melhor resultado agregado nas finais definirá o campeão da Série D de 2015.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - No padrão: Nacional/AM vence de novo, de goleada

Do Site Oficial do Nacional
Foto: Site Oficial do Nacional/Divulgação
http://www.nacionalfc.com.br/

Manaus/AM - Não basta estar classificado, quando a rivalidade é grande se decide dentro de campo e foi assim que mais uma vez o Leão da Vila Municipal rugiu mais forte que o Leão da Velha Serpa. O Nacional/AM goleou o Penarol/AM por 4-0, na noite deste domingo (10/05), no Estádio Ismael Beningo, a Colina, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Amazonense. Com esse resultado o Nacional/AM conseguiu sua 15ª vitória consecutiva se mantendo invicto, com 45 pontos na tabela.

O juiz deu o apito inicial e o Nacional/AM mostrou que iria massacrar a equipe do Penarol/AM. Logo aos 3 minutos, Charles fez linda jogada pela direita, bateu cruzado, o goleiro espalmou e Thiago Verçosa concluiu para as redes. O Leão manteve a pegada impecável, com movimentação no meio de campo muito forte. Os meias e atacantes trocavam de posição com rapidez, enquanto que, os laterais davam apoio. O Penarol/AM tentava impedir as jogadas do Nacional/AM, mas sem sucesso acabava envolvido, tanto que aos 15 minutos em uma falha da zaga penarolense, Charles roubou a bola e de fora da área chutou no canto do goleiro Pablo, fazendo 2-0 Nacional.

O Leão continuava no mesmo ritmo de marcação e armação, porém perdendo algumas chances de gols, mas, aos 40 minutos, num rápido contra-ataque nacionalino, mais uma vez ele, Charles achou Thiago Verçosa livre na área que deslocou o goleiro e marcou, o terceiro do Naça. A equipe de Itacoatiara deu um susto no goleiro Rodrigo Ramos. Numa cobrança de falta, aos 42 minutos, a bola foi direto no travessão. A primeira etapa terminou com uma atuação impecável do Leão da Vila Municipal, tomando conta do jogo do início ao fim

O segundo tempo foi marcado pela lentidão de ambas as equipes. O Nacional, vencendo por um largo resultado, passou a jogar no contra-ataque, mas acabou permitindo que o Penarol/AM chegasse mais a área azulina. A equipe do Penarol/AM com pouca velocidade, não ameaçava tanto o gol nacionalino. O Nacional/AM diminuiu com a movimentação no ataque, preferiu esperar o adversário vir para cima. Os penarolenses cresceram e aos 10 minutos Binho chutou forte e a bola explodiu no travessão. Aos 25 minutos foi Junior que arriscou um chute de fora da área, a bola passou muito perto do gol de Rodrigo Ramos.

Após várias alterações na partida, o Nacional/AM melhorou. Weverton e Hyantony entraram, o time ganhou mais movimentação e foi numa jogada entre os dois que surgiu mais um gol. Aos 35 minutos Weverton enfiou uma bola pra Hyantony na linha de fundo, ele cruzou e Charles só teve o trabalho de concluir para as redes. O jogo caminhou até o final de forma tranquila e o Leão mais uma vez se superou, alcançou sua 15ª vitória consecutiva.

Ficha Técnica:
Nacional/AM 4-0 Penarol/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quinta Rodada da Primeira Fase
Quarta-feira, 06 de maio de 2015, às 20h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Árbitro: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assistente 1: Marcos Santos Vieira/AM
Assistente 2: José Luiz de Oliveira Ramos/AM
4° Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior/AM
Delegado: Lázaro D'Angelo Pinheiro/AM
Renda: R$ 5.130,00
Público pagante: 293 (446 presentes)
Gols: Thiago Verçosa 3, Charles 15 e Thiago Verçosa 40 minutos do primeiro tempo. Charles 35 minutos do segundo tempo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quarta-feira, 13 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Princesa do Solimões/AM tropeça, cedendo empate no último minuto

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - No primeiro jogo deste domingo (10/05), em complemento à décima quinta rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015, o Princesa do Solimões/AM entrou em campo, no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, para voltar à vice-liderança da competição, tomada um dia antes, no sábado (09/05), para o Fast Clube/AM. Teoricamente era um jogo fácil, mas um gol sofrido no último minuto decretou o empate em 1-1. O tropeço não impediu a retomada da posição, mas agora com os mesmos 31 pontos do Fast Clube/AM, vencendo no critério de desempate, conforme artigo 12 do Regulamento.

O atacante Carlinho abriu o marcador, aos 10 minutos do segundo tempo, após receber passe de Douglas. Mas o time de Manacapuru/AM sofreu o castigo do empate aos 46 minutos do segundo, de pênalti.

Ficha Técnica:
Empate do Princesa do Solimões/AM em 1-1
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quinta Rodada da Primeira Fase
Domingo, 9 de maio de 2015, às 16h
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Francisney Oliveira da Silva/AM
Assistente 1: Bonifácio Smith Rodrigues/AM
Assistente 2: Noélia Chaves da Paixão/AM
4º Árbitro: Carlos Augusto de Souza/AM
Delegado: Basílio Monteiro da Silva/AM
Gol: Carlinho 10 minutos do segundo tempo (para o Princesa).

Por Decisão Editoral do Blog do Teófilo, em razão da recusa em divulgar suas atividades de pré-temporada, o time que empatou com o Princesa do Solimões/AM pela décima quinta rodada do Campeonato Amazonense de Futebol 2015 não terá divulgação neste Blog durante a competição. Lamentamos pelos jogadores que defendem as cores do clube, mas vamos respeitar a decisão da diretoria, de não querer divulgação. Os pesquisadores de outros Estados que queiram a Ficha Técnica completa desse jogo, podem consultar diretamente o Site Oficial da Federação Amazonense de Futebol (FAF), no link http://faf-am.com.br/borderos.html

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Manaus FC/AM volta a vencer, com gols em três minutos

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Com os times bastantes modificados, em razão de suas eliminações, Manaus FC/AM e Nacional Borbense/AM abriram a décima quinta rodada da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense, na tarde deste sábado (09/05), no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM. O treinador Garanha jogou com o sistema defensivo todo reserva, a única exceção era o lateral-esquerdo Gelvane. Robsoney Sá teve tinha poucas opções à disposição, em razão de diversas dispensas durante a semana, que reduziu o elenco a apenas 19 jogadores.

A ofensividade do Manaus FC/AM se mostrou mais eficaz e no intervalo de três minutos o time marcou dois gols decisivos, definindo de pronto o placar da partida. Em assistência de Everson Bilau, aos 16 minutos, o zagueiro Gabriel abriu o marcador para o Gavião do Norte. Logo depois, aos 19 minutos, Célio tocou de cabeça para Diogo Capela, que marcou o segundo gol, garantindo a vitória do Manaus FC/AM.

Os dois times seguirão as três últimas rodadas em compasso de espera, aguardando somente o término da competição. Pelo Nacional Borbense/AM, o atacante Jeferson, com oito gols marcados, ainda almeja alcançar a artilharia (Charles, do Fast Clube/AM, é o líder com 11 gols marcados), mas a eliminação do time da Fase Semifinal dificulta bastante seu objetivo. O Manaus FC/AM tem com meta acumular pontos para fechar a competição pelo menos na quinta posição - atualmente é o sexto colocado, com 18 pontos, quatro atrás do São Raimundo/AM, que tem 22 pontos, ocupando a quinta colocação.

Ficha Técnica:
Manaus FC/AM 2-0 Nacional Borbense/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quinta Rodada da Primeira Fase
Sábado, 09 de maio de 2015, às 15h
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Reginaldo Vasconcelos Noronha/AM
Assistente 1: Jander Rodrigues Lopes/AM
Assistente 2: Jeová Rodrigues dos Santos/AM
4º Árbitro: Odson Santos da Silva/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Gols: Gabriel 16 e Diogo Capela 19 minutos do primeiro tempo.

Manaus FC/AM: Jonathan; Kemerson, Gabriel, Tubarão e Gelvane; Paulo Henrique, Célio, Jérson e Diogo Caoela; Everson Bilau e Purá. Treinador: Garanha.
Nacional Borbense/AM: Douglas; Franco, Digão, Alberone e Guilherme; Gustavo, Felipe Graça, Ewerton e Claudinei; Jeferson e Alemão. Treinador: Robsoney Sá.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 11 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Fast Clube/AM vence de novo e complica situação do São Raimundo/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Lissandro Widson

Manaus/AM - O Fast Clube/AM voltou à vice-liderança da Fase Classificatória do Campeonato Amazonense 2015, ao vencer o São Raimundo/AM, na tarde deste sábado (09/05), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM. O resultado dificultou ainda mais a situação do Tufão da Colina, que apesar de ainda ter chances matemáticas, não pode mais perder e ainda precisa torcer por uma difícil combinação de resultados. O treinador Eduardo Clara mais uma vez teve muitos problemas para compor o time, ainda sem Adonias Lins e Neto, optando por Paulinho e Joaldo. João Carlos Cavalo teve a volta de Ediglê, mas não contou com Michell, mantendo Romarinho como terceiro homem do meio de campo e começando com Eliélton como titular.

A primeira descida perigosa foi do Fast Clube/AM, aos dois minutos, com Amaral cruzando para Eliélton, que chutou na rede pelo lado de fora. O São Raimundo/AM chegou com Claílson, aos 5 minutos, que bateu forte, com a bola desviando para escanteio. Eliélton teve outra chances aos 7 minutos, ao receber de Charles, mas não conseguiu dominar, sendo desarmado na hora da conclusão. Em bola parada, cada time teve uma chance. William Kremer bateu para defesa de Leandro Naziozeno, aos 11 minutos. E Ramón quase marcou, com a bola passando raspando, aos 14 minutos.

O São Raimundo/AM ficou ligeiramente melhor, e aos 19 minutos Gílson cobrou falta e William cabeceou com perigo. Dois minutos depois Joaldo quase marcou, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Em nova cobrança de escanteio de Gilson, Fernando Júnior testou forte, com Zé Carlos fazendo grande defesa, salvando a meta fastiana.

Mas exatamente quando o São Raimundo/AM tinha mais volume de jogo, acabou sofrendo o primeiro gol. Aos 35 minutos, em indecisão de Leandro Naziozeno e Vamberto, Eliélton se aproveitou da falha e abriu o marcador para o Fast Clube/AM. William Kremer perdeu chance incrível aos 41 minutos, depois de driblar o goleiro sãoraimundense mas bater para fora.

Para o segundo tempo, Clara colocou um terceiro atacante nato, Jaiminho, no lugar de Claílson. Cavalo resolveu poupar Zé Carlos, que sentia o joelho, efetivando Labilá. E o Fast Clube/AM praticamente decidiu a partida logo no início. Aos 5 minutos, Gílson fez pênalti em Eliélton, recebendo cartão amarelo. Na cobrança, Charles fez 2-0 (foto da postagem) e assumiu a artilharia isolada da competição, com 11 gols. Logo em seguida, Amaral e William trocam empurrões, começando um princípio de confusão, e ambos acabam expulsos de campo. Cavalo tirou Eliélton e colocou Jamesson, para recompor a lateral-direita.

Charles penetrou em velocidade, aos 12 minutos, e quase marca, em chute forte contra a meta de Leandro Naziozeno. Dois minutos depois foi a vez de Thomas, assustando o goleiro Labilá. Aos 22 minutos, Clara tirou Thomas e colocou Marinho. Mas antes que a substituição surtisse efeito, Roberto Dinamite jogou a pá de cal nas pretensões do São Raimundo, marcando o terceiro gol, aos 25 minutos. Abatido, o Tufão quase legou o quarto gol aos 33 minutos, depois de Rodrigo Ítalo colocar Fernando Guilherme em boas condições de marcar, mas com o jogador chutando para fora, desperdiçando.

Marinho quase diminuiu aos 35 minutos, cabeceando com estilo depois de cruzamento de Getúlio, com Labilá fazendo grande defesa, evitando o gol. Dois minutos depois, o atacante recebeu na frente, avançou e bateu forte para finalmente vencer Labilá, marcando o gol de honra do São Raimundo/AM. O gol trouxe animação de volta ao time colinense, e aos 40 minutos Getúlio avançou em velocidade, tocou para Gilson que cruzou, mas sem ninguém aparecer. Aos 44 minutos, Ramón recebeu na frente, em boas condições, e Márcio Abrahão, cortou providencialmente. Um minuto depois, Gilson recebeu na entrada da área e bateu forte, com a bola explodindo na trave de Labilá.

Ficha Técnica:
São Raimundo/AM 1-3 Fast Clube/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quinta Rodada da Primeira Fase
Sábado, 09 de maio de 2015, às 16h
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Árbitro: Os[eias de Souza Cardoso/AM
Assistente 1: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
Assistente 2: Wendell Saraiva da Silva/AM
4º Árbitro: Edmar Campos da Encarnação/AM
Delegado: Lázaro Pinheiro D'Ângelo/AM
Cartões amarelos: Márcio Abrahão 28 e Claílson 31 minutos do primeiro tempo. Gilson 5, Jamesson 23 e Thiago Pereira (no banco de reservas) aos 41 minutos do segundo tempo.
Expulsões: Amaral e William 8 minutos do segundo tempo.
Gols: Eliélton 35 minutos do primeiro tempo. Charles (pênalti) 6, Roberto Dinamite 25 e Marinho 37 minutos do segundo tempo.

São Raimundo/AM: Leandro Nazioneno; Getúlio, Fernando Júnior, Wiliam e Vamberto; Paulinho, Joaldo, Gílson e Claílson (Jaiminho, no intervalo); Thomas (Marinho 22/2º) e Ramón. Treinador: Eduardo Clara.
Fast Clube/AM: Zé Carlos (Labilá, no intervalo); Amaral, Ediglê, Márcio Abrahão e Rodrigo Ítalo; Lê, Roberto Dinamite, Romarinho e William Kremer (Fernando Guilherme 21/2º); Eliélton (Jamesson 10/2º) e Charles. Treinador: João Carlos Cavalo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

domingo, 10 de maio de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2015] - Rio Negro/AM venceu emocionante duelo contra o Operário/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Deyvud Jonathan

Manaus/AM - Era um jogo sem importância. O jogo dos dois últimos colocados, sendo que o lanterna entrou em campo com apenas um ponto conquistado e com 13 derrotas consecutivas. Ao final de 95 minutos, praticamente sem registro da Imprensa Esportiva Amazonense, exceção feita ao Blog do Teófilo e à Web Rádio Já Panamazônica, estava escrito nos riscos do encharcado gramado do Estádio da Ulbra que ali acabara de ser realizado um dos melhores jogos do Campeonato Amazonense 2015 e um dos melhores jogos dos últimos tempos em nossas praças esportivas. Nem tanto pelo placar, de 5-4 para o Rio Negro/AM. Muito mais pela partida eletrizante, cheia de alternativas, sem descanso para o torcedor.

Com dois times descompromissados, sem a pressão do resultado, a partida foi emocionante do início ao fim. É claro que teve momentos ruins, a maioria protagonizada pelos rionegrinos Lucas Peteca e Ronan, que perderam gols incríveis. Mas acabou sendo Ronan o autor do gol da vitória do Galo Carijó, já aos 47 minutos do segundo tempo. Teve ainda três gols do artilheiro Naílson. O resultado nada muda na vida dos dois times no panorama geral da competição. Mas as poucas testemunhas da partida no Estádio da Ulbra guardarão para sempre na memória, cenas de um jogo inesquecível, épico.

Um lance aos três minutos de jogo já deu mostra de como seria a partida. E de como Ronan perderia gols feitos. Em jogada pela direita, Naílson abriu para Thiago Amazonense, que invadiu a área com a zaga do Operário parando na jogada, pedindo impedimento. Thiago Amazonense cruzou rasteiro, encontrando Ronan na pequena área, que bateu para o gol vazio, de forma displicente, com Allan se recuperando e salvando em cima da linha. Aos 5 minutos, Rondinelli fez boa invertida de bola para Marcelinho, que tocou de primeira para Naílson de dentro da área bater rasteiro, para defesa de Victor. Ronan desceu pela esquerda e cruzou para trás, com Lucas Peteca chegando batendo de primeira e Allan desviando para escanteio, aos 6 minutos.

O Operário/AM chegou pela primeira vez aos 12 minutos, com Fabrício cruzando da esquerda, Robenílson matando no peito no bico direita da grande área e batendo com perigo. O segundo gol perdido por Ronan aconteceu aos 15 minutos. Naílson abriu na direita para Marcelinho, que cruzou rasteiro para dentro da pequena área, onde Ronan errou a conclusão, espirrando o taco na hora do chute, com Victor batido no lance, e a bola passando raspando a trave direita.

Insatisfeito com o posicionamento de Felipe Souto, a quem orientava toda hora do banco de reservas, Neneca mandou Henrique aquecer. Mantendo o excelente aproveitamento dos jogos anteriores, de criar pouco mas aproveitar as oportunidades, o Operário/AM abriu o marcador em seu segundo ataque, aos 16 minutos. Hayllan fez boa jogada pela direita, em velocidade, e cruzou para Alessandro Toró, livre, dentro da área, dominar e bater para o gol, para o fundo das redes de Adriano. Logo após o gol, quando Henrique já ia entrar (o árbitro reserva Francisco Conceição Costa já estava com a placa de substituição na mão), Neneca voltou atrás de sua decisão, suspendendo a mexida.

O jogo perdeu um pouco de ritmo, com a forte chuva que começou a cair logo depois do primeiro gol. Só aos 25 minutos foi criado outro lance de perigo, quando Felipe Souto bateu falta na área, com a bola passando por Robenílson e Hayllan, pedindo para ser tocada para dentro do gol. O Rio Negro/AM sentiu o gol e o Operário passou a dominar as ações ofensivas. Dois minutos depois Alessandro Toró recebeu na frente, livre, mas demorou para definir a jogada e foi desarmado. No minuto seguinte, Felipe Souto lançou Hayllan pela direita, com a defesa rionegrina aliviando o perigo já dentro da área. Aos 29 minutos o Rio Negro/AM apareceu de novo no ataque, após lançamento primoroso de Sérgio Duarte Júnior para Lucas Peteca, dentro da área, pelo lado esquerdo, com Allan cortando limpo, na bola.

Hayllan mais uma vez fez boa jogada, convergindo da direita para o meio e lançando Robenílson, na esquerda, com o atacante batendo forte para defesa de Adriano em dois tempo: amorteceu na primeira e defendeu na segunda. Aos 33 minutos, Mantenay roubou a bola no meio e tocou para Clemilton, na direita, com o veterano lateral-direito enfiando para Hayllan, que entrou na área em velocidade e fuzilou Adriano, marcando o segundo gol do Operário/AM.

O lance mais absurdo da partida ocorreu aos 35 minutos quando, numa disputa de bola na lateral do campo, Thiago Amazonense desferiu um chute no traseiro de Velhinho, sem que o árbitro visse. Com o início de uma pequena confusão, Walter Francisco dos Santos só conversou com o meia rionegrino. Aos 36 minutos, num vacilo pelo lado direito de Allan, Ronan tomou e tocou para Lucas Peteca, livre dentro da área, quase na marca do pênalti, bater muito mal, para fora, à direita de Victor.

Na beira do campo, Neneca gritava para seus jogadores: "vamos valorizar a posse de bola. Já tem 43 minutos, não podemos levar gol no finalzinho...", provavelmente se lembrando da partida contra o São Raimundo/AM, duas rodada atrás, quando o time abriu 2-0 no primeiro tempo, levou um gol no final da etapa inicial e acabou perdendo o jogo por 2-4. Parecia prever o resultado. Aos 46 minutos, após jogada pela esquerda, Lucas Peteca bateu para defesa parcial de Victor, com Fabrício cortando a jogada. No bate-rebate, Thiago Amazonense tocou para Sérgio Duarte Júnior bater forte, no meio do gol, diminuindo o marcador e reacendendo as esperanças rionegrinas.

Na volta para o segundo tempo, Neneca acabou realizando a substituição planejada desde os 13 minutos do primeiro tempo, tirando Felipe Souto e colocando Henrique para jogar no meio. Foi o seu pecado capital. O Operário/AM perdeu o meio de campo, passou a ser dominado e levou a virada no marcador. Logo aos 5 minutos da etapa complementar, Velhinho cruzou errado, com Ruan cortando e iniciando perigoso contra-ataque rionegrino. No lance seguinte, Ronan entrou na área em velocidade , driblou o goleiro Victor e ficou sem ângulo para a conclusão, cruzando para trás, com Fabrício tirando o perigo. Aos 8 minutos, em jogada trabalhada da direita para a esquerda, com a bola de pé em pé, chegou a Lucas Peteca, que desperdiçou mais uma.

O empate acabou surgindo aos 9 minutos, com Naílson, após receber na entrada da área e bater com categoria, cruzado, à meia altura, no canto esquerdo de Victor. Imediatamente após sofrer o empate, Neneca fez uma mexida tática, passando Clemilton para o meio e trazendo Velhinho para a lateral-direita. A virada no placar poderia ter acontecido aos 12 minutos, se Ronan não tivesse desperdiçado mais uma chance de forma displicente, depois que Rondinelli apareceu livre no meio mas bateu em cima de Victor, que fez espetacular defesa e, no rebote, Ronan tirou do zagueiro e encheu o pé, com a bola explodindo no travessão.

O Rio Negro/AM passou à frente no marcador aos 15 minutos, quando Marcelinho tocou para Ronan, que enfiou para o artilheiro da tarde marcar, de forma inapelável. Ao levar a virada, Neneca recompôs seu meio de campo, tirando Fabrício e colocando Róbson, com Henrique voltando à sua posição de origem, a lateral-esquerda. Aos 18 minutos, Clemilton cobrou falta ensaiada, enfiando para Róbson, que se esforçou na linha de fundo para fazer o cruzamento, rente à trave, mas sem ninguém para empurrar a bola para o gol.

Aos 21 minutos Ronan tocou para Lucas Peteca, que encheu o pé, mas em cima de Victor, que fez boa defesa. Na continuação da jogada, após cruzamento da direita, Haílton Lima tira quando Thiago Amazonense já ia bater para o gol. Thiago Amazonense deu lugar a Raul, aos 25 minutos, com Luiz Ricardo passando a jogar de volante. No minuto seguinte Henrique cruzou da esquerda e Robenílson subiu com estilo, cabeceando por cima mas com muito perigo. Lucas Peteca perdeu mais um gol, aos 27 minutos, frente a frente com Victor, que fez difícil defesa.

O quarto gol do Galo Carijó foi marcado por Naílson, aos 30 minutos, depois do atacante limpar o lance na frente da área e bater rasteiro, no canto esquerdo de Victor. Buscando a reação, Neneca fez sua terceira e última alteração, trocando Alessandro Toró por Lorinho. No espaço de dois minutos, o Operário/AM chegou ao empate. Aos 32 minutos, Allan desceu pela direita, penetrou na área e bateu forte, com Adriano rebatendo e, na sobra, Róbson aproveitar para diminuir. No minuto seguinte, Robenílson empatou a partida.

Antes de se tornar o herói da partida, Ronan ainda viveu mais um momento de vilão, perdendo outro gol incrível, aos 38 minutos, recebendo na cara de Victor mas batendo muito mal, à esquerda, para desespero dos rionegrinos. Pior ainda que na sequência quase o Rio Negro/AM levou o quinto gol, com Róbson recebendo na frente, avançando com liberdade, driblando Adriano e batendo para o gol, com Luiz Ricardo tirando em cima da linha. Aos 45 minutos outro susto, depois de Clemitlon cobrar falta na área e Allan quase marcar de cabeça.

O mesmo cochilo do primeiro tempo foi cometido no segundo tempo pelo Operário/AAM, que ainda ficou com um jogador a menos aos 44 minutos, pois Robenílson se machucou e não teve condições de voltar a campo. Em contra-ataque rionegrino, Ronan avançou pela esquerda com liberdade e em velocidade, batendo cruzado, no canto esquerdo de Victor, estabelecendo a incrível vitória por 5-4. Após o término da partida, Victor se dirigiu à equipe de arbitragem e acabou expulso, o que abrirá uma chance para o eterno reserva Kennedy finalmente atuar, na próxima partida.

Ficha Técnica:
Operário/AM 4-5 Rio Negro/AM
Campeonato Amazonense de Futebol 2015
Décima Quinta Rodada da Primeira Fase
Sábado, 09 de maio de 2015, às 15h30min
Estádio da Ulbra, em Manaus/AM
Árbitro: Walter Francisco dos Santos/AM
Assistente 1: Abson Pantoja de Barros/AM
Assistente 2: Eliane Nogueira dos Santos/AM
4° Árbitro: Francisco da Conceição Costa/AM
Delegado: Basílio Monteiro da Silva/AM
Renda: R$ 170,00
Público pagante: 17 (45 presentes)
Cartões amarelos: Alessandro Toró 42 minutos do primeiro tempo. Velhinho 34 e Marcelinho 44 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Victor, após o apito final.
Gols: Alessandro Toró 16. Hayllan 33 e Sérgio Duarte Júnior 46 minutos do primeiro tempo. Naílson 9, Naílson 15, Naílson 30, Róbson 32, Robenílson 33 e Ronan 47 minutos do segundo tempo.

Operário/AM: Victor; Clemilton, Allan, Haílton Lima e Fabrício (Róbson 17/2°); Velhinho, Felipe Souto (Henrique, no intervalo), Matenay e Alessandro Toró (Lorinho, 31/2°); Hayllan e Robenílson. Treinador: Neneca.
Suplentes: Kennedy, Henrique, Lorinho, Róbson, Manacá, Jimme e Djalma.
Rio Negro/AM: Adriano; Marcelinho, Luiz Ricardo, Diogo e Rondinelli; Ruan, Thiago Amazonense (Raul 25/2°), Sérgio Duarte Júnior e Ronan; Naílson e Lucas Peteca (Vitor 34/2°). Treinador: Roberley Assis.
Suplentes: Filho, Daniel, Luizinho, Raul, Rafael e Vitor.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita