sábado, 15 de agosto de 2015

[FUTSAL FEMININO] - Estrela do Norte/AM e Ninho de Águias/AM empatam na estreia

Texto e Foto: Emanuel Sports
Manaus/AM - Atual Campeão Estadual, o Estrela do Norte/AM estreou com empate por 1-1 contra o Ninho de Águias na rodada de abertura do Amazonense de Futsal Adulto Feminino 2015, na noite desta sexta-feira (14/08). O clássico foi realizado no Ginásio da Mini-Vila Olímpica do Coroado, na Zona Leste de Manaus/AM.

Mostrando bom entrosamento no início da partida, o Estrela do Norte/AM abriu o placar com Thaís Alves, num belo chute de pé esquerdo. Mas a experiência das meninas do Ninho de Águias/AM acabou resultando no empate, gol de Raiany.

O técnico do Estrela do Norte/AM, Sonny Ferreira, comentou o resultado. “Como prevíamos, a partida foi bastante acirrada. Dominamos boa parte do jogo, mas não conseguimos transformar a superioridade em gols. Vamos evoluir ao longo do campeonato”.

Também nesta sexta-feira (14/08), o Santa Etelvina/AM goleou o Arsenal do Iranduba/AM por 8-2. A primeira rodada começou na última terça-feira (11/08), com o empate entre Caec/Ufam/AM e Manaus/AM por 2-2.

O Campeonato Amazonense de Futsal Adulto Feminino 2015 conta com nove clubes: Estrela do Norte, Ninho de Águas, Sesi/Salcomp, Santa Etelvina, Manaus, Multi Esportes/Careiro, Caec/Ufam, Arsenal/Iranduba e São Raimundo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

[TÊNIS DE MESA] - Copa Cidade de Manaus recebe inscrições até o dia 16 de agosto

Da Assessoria de Comunicação da Semjel
Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer
Texto: Fábio Leite
Fotos: Arquivo/Semjel

Manaus/AM - A 6ª edição da Copa Cidade de Manaus de Tênis de Mesa, realizada pela Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), em parceria com a Federação de Tênis de Mesa do Amazonas (FTAM), irá ocorrer de 20 a 23 deste mês, no Shopping Ponta Negra, zona Oeste. O torneio será aberto ao público e vai reunir os melhores atletas do Amazonas na modalidade.

As inscrições serão feitas até domingo (16/08) e são destinadas a atletas federados à FTAM e a iniciantes. Para se inscrever é necessário que os atletas se desloquem até a sede da FTAM na Vila Olímpica de Manaus/AM, no Dom Pedro, zona Centro-Oeste, e apresentem documento oficial com foto, pagando taxa de inscrição no valor de R$ 30,00.

Para este ano, os organizadores da Competição trazem uma novidade, como explica o presidente da Federação, Paulo Neto. “O primeiro dia de competições será destinado à disputa entre duplas - uma novidade que estava em estudo e será implantada este ano”, disse.

Ainda de acordo com o presidente da Federação de Tênis, as categorias a disputarem medalhas, troféu e equipamentos para competições serão: Duplas (novidade), Iniciantes, Infantil, Mirim, Juvenil e Veterano. Já para os Absolutos, a premiação será em dinheiro, com valor a ser definido pela organização.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita



[FUTSAL FEMININO] - Estrela do Norte/AM inicia busca pelo Bicampeonato

Texto e Foto: Emanuel Sports
Manaus/AM - O Campeonato Amazonense de Futsal Adulto Feminino 2015 começa a pegar fogo a partir desta sexta-feira (14/08), em Manaus/AM. E logo na primeira rodada, o Estrela do Norte/AM, atual Campeão Estadual, enfrenta o Ninho de Águias/AM, a partir das 19 horas, no Ginásio da Mini-Vila Olímpica do Coroado, Zona Leste. A entrada é grátis para o público.

Para o técnico Sonny Ferreira, a expectativa é de um jogo difícil, já que o adversário é considerado um dos favoritos ao título. “O futsal feminino cresceu muito nos últimos anos e o Ninho é uma força no Estado. Sabemos da dificuldade, mas vamos trabalhar para fazer uma boa partida e arrancar para o Bicampeonato”, comentou o treinador, que terá a companhia de Breno Freitas, Ciro Eloim e JP Guedes na Comissão Técnica do Estrela do Norte/AM.

Para lutar pelo segundo título consecutivo, o clube da Zona Leste de Manaus/AM manteve a base do ano passado e se reforçou com atletas de ponta no cenário local. Bia Paixão, Lily Nataly, Adriana Oliveira, Tainá Miranda e Tainá Barbosa são as novas caras do elenco, enquanto as remanescentes são Andrea Passos, Darlem Cavalcante, Larissa Brito, Letícia Lima, Iasmyn Beltrão, Thaís Alves, Wilma Araújo, Karen Barros e Diana Rodrigues.

Também nesta sexta-feira (14/08), às 20 horas, o Santa Etelvina/AM encara o Arsenal do Iranduba/AM na Mini-Vila Olímpica do Coroado. A primeira rodada começou na última terça-feira (11/08), com o empate entre Caec/Ufam/AM e Manaus/AM por 2-2.

O Campeonato Amazonense de Futsal Adulto Feminino 2015 conta com nove clubes: Estrela do Norte/AM, Ninho de Águas/AM, Sesi/Salcomp/AM, Santa Etelvina/AM, Manaus/AM, Multi Esportes/Careiro/AM, Caec/Ufam/AM, Arsenal/Iranduba/AM e São Raimundo/AM.

Na Primeira Fase jogam todos contra todos, avançando à próxima etapa os oito primeiros. Nas Quartas-de-Final e Semifinais, os quatro primeiros colocados na Primeira Fase levam a vantagem do empate, válida somente se a igualdade persistir na prorrogação.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

[COPA AMAZONAS 2015] - Cinco clubes disputam a segunda vaga para Copa Verde 2016.

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Lissandro Windson

Manaus/AM - Tendo como principal atrativo a disputa da segunda vaga para a Copa Verde 2016, cinco clubes participarão da I Copa Amazonas, organizada pela Federação Amazonense de Futebol (FAF). Em 21 dias, entre 10 e 30 de outubro, serão realizados 11 jogos, sendo 10 pela Fase Classificatória e um pela Decisão, entre os dois melhores colocados na Fase Classificatória. O primeiro critério de desempate continua sendo Confronto Direto, repetindo a contestada fórmula do Estadual 2015. Dos dez jogos da Fase Classificatória apenas um será disputado fora de Manaus/AM: Operário/AM - Fast Clube/AM (na foto acima, na última partida disputada), que se constituirá no primeiro jogo oficial entre equipes profissionais do Estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru/AM após sua prolongada reforma. Todos os jogos em Manaus/AM serão disputados no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith.

O Regulamento trás algumas novidades, com relação às últimas competições chanceladas pela FAF. O artigo 13 estabelece que se algum clube solicitar sua retirada da Copa Amazonas, após o dia 10 de setembro, um mês antes do início da Fase Classificatória, caracterizará abandono de competição, com suspensão de dois anos de Campeonatos promovidos pela FAF. Das cinco rodadas da Fase Classificatória, duas serão numa terça-feira e três em sábados. A Decisão será numa sexta-feira, dia 30 de outubro, em jogo único, com mando de campo e vantagem do empate para o finalista com melhor campanha, conforme artigo 12 do Regulamento.

De acordo com o artigo 38, as taxas de arbitragens deverão ser pagas antecipadamente, até o prazo de 15 minutos antes do início da partida, em nome da Associação de Árbitros do Amazonas, no valor de R$ 1.200,00, já incluso os 20% de recolhimento do INSS - a única exceção é do jogo de Manacapuru/AM, onde o Operário/AM terá que pagar mais R$ 250,00 (cinquenta reais por cada membro da equipe da arbitragem), para o transporte do quarteto e o do Delegado até o município. Ao contrário do Regulamento do Campeonato Amazonense 2015, será permitida, excepcionalmente a solicitação de árbitros de outro Estado para os jogos da competição.

O valor do ingresso terá preço mínimo de R$ 10,00 e máximo de R$ 20,00 e a renda da partida, depois de deduzidas as despesas, será destinada em partes iguais as duas entidades participantes, seja em forma de lucro ou de prejuízo. A exemplo do Estadual de 2015, cada clube terá direito, em seus jogos, a 50 ingressos de gratuidade.

TABELA DE JOGOS DA TAÇA AMAZONAS
Primeira Rodada - Sábado, 10 de outubro
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith
16h30min - Manaus FC/AM - Operário/AM
19h00min - Fast Clube/AM - Holanda/AM

Segunda Rodada - Sábado, 17 de outubro
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith
17h00min - Nacional Borbense/AM - Manaus FC/AM
Estádio Governador Gilberto Mestrinho
19h00min - Operário/AM - Fast Clube/AM

Terceira Rodada - 3ª Feira, 20 de outubro
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith
18h30min - Nacional Borbense/AM - Operário/AM
21h00min - Holanda/AM - Manaus FC/AM

Quarta Rodada - Sábado, 24 de outubro
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith
16h30min - Operário/AM - Holanda/AM
18h30min - Fast Clube/AM - Nacional Borbense/AM

Quinta Rodada - 3ª Feira, 27 de outubro
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith
18h30min - Holanda/AM - Nacional Borbense/AM
21h00min - Manaus FC/AM - Fast Clube/AM

A Decisão da I Copa Amazoonas será realizada em jogo único, numa sexta-feira, dia 30 de outubro, às 20 horas, entre os dois melhores colocados da Fase Classificatória, com mando de campo e vantagem do empate para o time de melhor campanha (Melhor Índice Técnico). Os critérios de desempate para a Fase Classificatória são, pela ordem, Confronto Direto, número de vitória, saldo de gols, número de gols marcados e sorteio,

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

[CAMPEONATO AMAZONENSE DE JUNIORES 2015] - Fast Clube/AM goleia Nacional/AM é e Campeão Invicto

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Lissandro Windson

Manaus/AM - Campeão Invicto, de forma antecipada, com o melhor ataque e o artilheiro da competição. Foi assim, e com mais uma goleada, que o Fast Clube conquistou na tarde desta quarta-feira (12/08) o Campeonato Amazonense de Juniores 2015, ao vencer o Nacional/AM por 6-0, na Decisão da Taça Cidade de Manaus, no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus. Alexsander, o artilheiro da competição com 19 gols marcados, Ioran, Françoar e Leo contra, duas vezes, marcaram os gols.

Desfalcado do goleiro Victor, do lateral Suammy e do atacante Carlos, expulsos na Semifinal contra o ASA/AM e de Hayllan, contundido, o Nacional/AM não teve tempo sequer de assustar seu adversário e com 11 minutos de jogo já perdia por 0-2. Na primeira descida fastiana, houve falta na entrada da área, pelo lado esquerdo. Jackie Chan e Matheus Íton se posicionaram para a cobrança, que acabou sendo feita pelo lateral-esquerda. Na tentativa de cortar o lance, Léo acabou marcando gol contra, de cabeça. No segundo ataque da partida, o segundo gol fastiano. Jackie Chan foi lançado pelo meio, Pernalonga deu mole na disputa, perdendo uma bola praticamente sob seu domínio, o meia tricolor entrou na área pela direita e cruzou rasteiro para o goleador Alexsander marcar, sem dificuldade, seu 18º gol na competição, aumentando para 2-0 a vantagem do Fast Clube/AM.

A partir de então, o Fast Clube/AM diminuiu o ritmo, passando a cadenciar o jogo. Aos 21 minutos Eli pegou um rebote de frente para o gol e bateu com perigo, mas por cima. Quatro minutos depois, Róbson entrou na área pela direita, aplicou uma caneta em seu marcador e cruzou rasteiro na pequena área, onde Alexsander protagonizou lance para o Inacreditável Futebol Clube: tentou tocar de chapa, com a direita, mas furou, com a bola pegando em sua canela esquerda e subindo, passando raspando o travessão.

Só dava Fast Clube/AM e aos 31 minutos Lucas Castro recebeu pelo lado esquerdo, limpou o lance e bateu cruzado, com a bola passando tirando tinta da trave esquerda de Yhan Leno. Se a situação já não andava boa para o Nacional/AM piorou ainda mais aos 34 minutos, quando o artilheiro João Lucas precisou sair, machucado, dando lugar a Sidionei. Logo em seguida, aos 36 minutos, o time azulino sofreu o terceiro gol: Alexsander recebeu bela assistência de Jackie Chan, saiu cara a cara com Yan Leno e bateu rasteiro, colocado e indefensável.

Aos 43 minutos Eli fez falta em Victor, na entrada da área. Na cobrança, Érick colocou muito por cima. No último lance de perigo no primeiro tempo, Jackie Chan desceu em velocidade pela direita e cruzou para Lucas Castro tocar sutilmente, com a bola raspando a trave.

Com a difícil missão de ter que virar o marcador para conquistar a Taça Cidade de Manaus e forçar a Decisão do Barezinho 2015 contra o próprio Fast Clube/AM, o Nacional/AM voltou para o segundo tempo com mais uma alteração: Marrocos no lugar de Luis Felipe. Mas quem começou atacando foi o Tricolor de Aço. Com 30 segundos de bola rolando, Róbson recebeu na direita e bateu cruzado, com muito perigo. Aos 2 minutos, Jackie Chan serviu a Alexsander, pela esquerda, que bateu rasteiro com Yhan Leno fazendo difícil defesa no canto esquerdo.

O Nacional/AM teve uma leve melhora e aos 8 minutos, depois de cobrança de falta na área, Pernalonga cabeceou livre, mas fraco e no meio do gol, facilitando a defesa de Bruno Saul. Em resposta imediata, Róbson fez grande jogada pela direita e cruzou, com Andrey aliviando o perigo. Dois minutos depois, Jackie Chan sofreu falta de Lucas Velhinho e ao reclamar da arbitragem e levou o primeiro cartão amarelo do jogo. Aos 13 minutos Jackie Chan desceu pela esquerda, deixando Gabriel para trás, e bateu por cobertura com a bola parecendo ter endereço certo, mas com Yhan Leno operando verdadeiro milagre, em bonita defesa. No rebote, Róbson foi desarmado na direita.

Contundido, o zagueiro Pernalonga deu lugar a Fábio aos 16 minutos. No minuto seguinte, o Fast Clube/AM processou sua primeira alteração, com Ioran entrando no lugar de Lucas Castro. E em seu primeiro lance, aos 19 minutos, Ioran desceu pela esquerda e cruzou na pequena área, com a bola batendo em Léo e entrando. Logo em seguida, Françoar entrou no lugar de Róbson, com o Fast Clube/AM passando a jogar com três atacantes.

Alexsander roubou de Andrey, aos 23 minutos, aplicou o drible na vaca no zagueiro, entrou na área e no momento do chute, Andrey se recuperou e desviou com o bico da chuteira para escanteio. Três minutos depois, Jackie Chan descobriu Françoar dentro da área, com o fastiano dando uma caneta no seu marcador, que fez a falta. Françoar ainda tentou progredir, levar vantagem, mas não conseguir. Houve muita confabulação para definir o cobrador, com o artilheiro Alexsander querendo tomar a bola de Françoar e até com o goleiro Bruno Saul atravessando o campo, aparentemente para se candidatar à cobrança, mas se limitando a dizer algo para Françoar, que bateu no canto esquerdo de Yhan Leno, que mesmo pulando no canto certo, não conseguiu evitar o quinto gol fastiano, já com 27 minutos decorridos.

A terceira e última modificação do Fast Clube trouxe Rafael no lugar de Niashe, aos 31 minutos. Um minuto depois Rafael recebeu frontalmente e bateu no meio do gol e fraco, facilitando a defesa de Yhan Leno. Aos 40 minutos, Ioran recebeu no meio da área e fuzilou, sem apelação, fechando a goleada em 6-0. Na comemoração, por tirar a camisa, levou o segundo cartão amarelo e consequentemente foi expulso da partida. Vitinho lançou Érick aos 42 minutos mas o zagueiro Guigui teve esplêndida recuperação e tirou para escanteio. No último lance, aos 43 minutos, Pedra recebeu na entrada da área e bateu por cima, com perigo.

Final de jogo, outro massacre fastiano sobre o Nacional/AM, agora por 6-0, com o time conquistando a Taça Cidade de Manaue e, por antecipação o Campeonato Amazonense de Juniores 2015, de forma Invicta. Foram 14 jogos disputados, com 11 vitórias e 3 empates. O Fast Clube/AM marcou 63 gols e sofreu 15, tendo o artilheiro do Barezinho 2015, o atacante Alexsander, com 19 gols (foto abaixo).
Ficha Técnica:
Fast Clube/AM 6-0 Nacional/AM
Campeonato Amazonense de Juniores 2015
Decisão da Taça Cidade de Manaus
Quarta-feira, 12 de agosto, às 15 horas
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Ivan da Silva Guimarães Júnior/AM
Gols: Léo (contra) 6, Alexsander 11 e Alexsander 34 minutos do primeiro tempo. Léo (contra) 19, Françoar (pênalti) 27 e Ioran 40 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Jackie Chan 10 e Ioran 33 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Ioran 41 minutos do segundo tempo.
Fast Clube/AM: Bruno Saul; Pedra, Guigui, Thiago e Matheus Íton; Niashe (Rafael 31/2º), Eli, Róbson (Françoar 21/2º) e Jackie Chan; Alexsander e Lucas Castro (Ioran 17/2º). Treinador: Darlan Barroso.
Suplentes: Alexander Cabelo, Rafael, Silvano, Salviano, Françoar, David Sorin, Rivaldinho, Jorge Luiz e Ioran
Nacional/AM: Yhan Leno; Gabriel, Pernalonga (Fábio 16/2º), Andrey e Léo; Lucas Velhinho, Luis Felipe (Marrocos, no intervalo), João Lucas (Sidionei 34/1º) e Érick; Victor e João Paulo. Treinador: Paulo Morgado.
Suplentes: Sidionei, Fábio, Bruno, Jhonata, Yan, Felipe, Gabriel e Marrocos.

Com Cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 11 de agosto de 2015

[SÉRIE D 2015] - Nacional/AM sofre gol no último minuto e perde em casa para o Clube do Remo/PA

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Ficou mais difícil. Apesar de ainda ter chances matemáticas de classificação, e da combinação de resultados necessários nem ser tão absurda, a caminhada do Nacional/AM no Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão, a Série D, ficou bem mais difícil. Irreconhecível e apático, o Leão da Vila Municipal foi derrotado pelo Clube do Remo/PA, na noite desta segunda-feira (10/08), na Arena Vivaldo Lima, em Manaus/AM, sofrendo o gol no último minuto da partida. Foi a segunda derrota do time levando gol nos acréscimos. Foi a primeira vitória de um time paraense em Estádios de Copa do Mundo, no 12º confronto nas modernas Arenas da Fifa. E com a vitória, o Clube do Remo/PA passou a ter, no critério de desempate do saldo de gols, a melhor campanha geral da Série D 2015.

No papel, Aderbal Lana ousou, com um esquema 3-6-1. Mas na prática não funcionou. Peter foi até bem pela esquerda, conseguindo apoiar com constância e defender quando necessário. Na esquerda, Romarinho tinha mais liberdade tática, mas acabou sacado no intervalo, para a entrada do volante Lídio. Voltando de contusão, Charles não foi o jogador que se esperava, enquanto Danilo Rios produzia os raros momentos de lampejo na criação nacionalina, prejudicando o mais uma vez improvisado Júnior Paraíba, muito isolado na frente. O Clube do Remo/PA teve, do início ao fim da partida, o protagonista que faltou ao time amazonense: Eduardo Ramos estava em todos os lugares ofensivos, criando, concluindo e dando muito trabalho. E tinha em Léo Paraíba um bom coadjuvante. Mas o Clube do Remo/PA repetiu, também, a sina dos últimos jogos: criar muito e sofrer para marcar seus gols.

Ainda nos primeiros minutos de jogo, o Clube do Remo/PA já demonstrava a que viera. Aos dois minutos, na primeira chegada, trocou bola com tranquilidade na frente da área nacionalina, com Eduardo Ramos cruzando da esquerda, tentativa de cabeçada e na sobra, Rodrigo Ramos efetuando a defesa. Um minuto depois a jogada se repetiu e Eduardo Ramos tocou para a penetração de Léo Paraíba, que gingou na frente de Maurício Leal e bateu para o gol, mas na rede pelo lado de fora. A melhor chance do Nacional/AM no primeiro tempo foi com Peter, que fez fila pela direita e bateu com força, para grande defesa de Fernando Henrique, que quase à queima-roupa espalmou para escanteio.

Eduardo Ramos continuava mandando no jogo e aos 10 minutos fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro, com a bola cruzando toda a área nacionalina, com Léo Paraíba não conseguindo chegar a tempo da conclusão, pelo lado direito. Oito minutos depois, Dênis apareceu de surpresa pela direita e cruzou rasteiro e num lance aparentemente sem maior perigo, a zaga remista se enrolou, com Fernando Henrique recebendo a bola atrasada e dando um chutão para frente.

Aos 21 minutos Juninho entrou pelo meio da área, tentando enfileirar seus adversários, mas se enroscou e Rodrigo Ramos saiu do gol para fazer a defesa. Três minutos mais tarde, Charles praticamente imitou a jogada, mas fora da área, passando pelo meio de Chicão e Leandro Santos até ser parado com falta a dois passos da meia lua da grande área remista. Na cobrança, já aos 26 minutos, Danilo Rios, de esquerda, carimbou a barreira e no rebote, de direita, bateu por cima do gol. No minuto seguinte, o apagado Whelton recebeu na entrada da área mas bateu para fora, por cima da meta nacionalina.

Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo ofensivo nacionalino, aos 28 minutos, a zaga do Clube do Remo/PA cortou mal e fraco, com a bola caindo nos pés de Peter, que pegou livre e de primeira, mas muito mal, à direita de Fernando Henrique. O grito de gol ficou entalado na garganta dos remistas aos 31 minutos, quando Eduardo Ramos passou muito facilmente por Lusmar pelo lado direito (o Nacional/AM praticamente não teve lateral-esquerdo, pois Romarinho jogava ofensivamente), entrou na área e bateu cruzado, com a bola tirando tinta da trave direita de Rodrigo Ramos.

O árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques teve uma boa atuação, aplicando 12 cartões amarelos, oito por faltas cometidas, três por reclamação e um pela comemoração do gol da partida sem camisa, amarelou aos 33 minutos, quando Peter deu uma caneta em Alex Rhuan e foi parado com uma gravata. Rodolpho marcou a falta mas deixou de aplicar o cartão ao lateral-esquerdo remista. Na cobrança de falta de Danilo Rios, o cruzamento saiu nas mãos de Fernando Henrique. Aos 35 minutos, Charles puxou contra-ataque e tocou para Júnior Paraíba, aberto na direita, que sofreu falta de Max, não anotada pelo árbitro da partida. Aderbal Lana fez a primeira alteração no time aos 37 minutos, tirando Lusmar e colocando outro volante, Felipe Manoel.

No intervalo, cada treinador fez uma modificação. O Clube do Remo/PA voltou com Aleílson na vaga de Whelton enquanto o Nacional/AM retornou com Lídio no lugar de Romarinho. O que se viu foi um comprometimento defensivo ainda maior no segundo tempo, com Adeílson explorando o lado direito do ataque, onde o Nacional/AM estava fragilizado, sem qualquer jogador cumprindo função defensiva. Na primeira jogada de perigo do segundo tempo, após cruzamento da esquerda, Aleílson dominou e bateu, com Rodrigo Ramos fazendo difícil defesa, no canto direito baixo. Em resposta, Lídio cruzou na área e nem o baixinho Charles nem Júnior Paraíba alcançaram, de cabeça.

Aos 6 minutos, Aleílson recebeu livre na direita, tendo muito espaço pela frente, mas não deu velocidade à jogada, brecando o que poderia ser uma boa descida remista. Três minutos depois, novamente pela direita, Ilaílson cruzou e quase surpreendeu Rodrigo Ramos, que tirou de tapinha. Aderbal Lana queimou seu terceiro e último cartucho aos 10 minutos, colocando o lateral-esquerdo André Luiz, tirando Danilo Rios. Aí acabou o Nacional/AM... No intervalo, o treinador abdicou da velocidade tirando Romarinho. Na última alteração, abdicou da criação tirando Danilo Rios. Ao final do jogo, na Entrevista Coletiva, Lana disse que essas duas modificações foram forçadas por contusão dos substituídos.

Mas o setor esquerdo nacionalino continuava uma avenida. Aos 15 minutos, Eduardo Ramos recebeu marcado por Dênis e cruzou, invertendo o jogo para Léo Paraíba, que chegou batendo de primeira, com muito perigo mas por cima do gol. Com o chute, Léo Paraíba sentiu a coxa e foi imediatamente substituído por Felipe Macena. No lance seguinte, aos 17 minutos, Eduardo Ramos iniciou contra-ataque tendo apenas Maurício Leal como defensor adversário. O meia remista tocou para Aleílson, no meio da área, mas Maurício Leal teve extraordinário senso de marcação e conseguiu desarmar seu oponente, para desespero de Eduardo Ramos, que aguardava ou a conclusão para o gol ou a devolução do passe.

Dois minutos depois nova descida rápida do time paranese, com Juninho batendo de fora da área, tendo desvio de Gílson no meio do caminho, deslocando o goleiro Rodrigo Ramos, com a bola quase entrando, passando raspando pela trave esquerda. O Clube do Remo/PA passava a mandar na partida e aos 20 minutos Eduardo Ramos saiu cara a cara com Rodrigo Ramos, que salvou o gol remista de forma milagrosa. No rebote do goleiro nacionalino, Eduardo Ramos cruzou para Felipe Macena, com Dênis se antecipando de forma providencial e cortando para escanteio, em cima da linha do gol.

Eduardo Ramos continuava impossível de ser parado, apesar de tantos volantes e zagueiros nacionalinos em campo. Aos 23 minutos o meia remista puxou contra-ataque desde o campo defensivo, sofreu falta de Dênis mas continuou a jogada, e acabou parado mais em frente, em outra falta, agora de Felipe Manoel, que levou o cartão amarelo. Na sequência, o Clube do Remo/PA teve escanteio a seu favor, pelo lado esquerdo ofensivo e, numa desatenção de todo o time, Juninho cobrou curto, para Alex Rhuan completamente sem marcação dentro da área, com o lateral batendo para o gol de forma displicente, para fácil defesa de Rodrigo Ramos.

André Luiz bateu forte, aos 29 minutos, com Fernando Henrique fazendo difícil intervenção. Três minutos depois Eduardo Ramos fez boa jogada pela esquerda e cruzou para trás, com a zaga nacionalina cortando nos pés de Alex Rhuan, que tentou cruzar sem olhar, devolvendo o presente. Peter cobrou falta na área aos 35 minutos, com Maurício Leal cabeceando perigosamente. No minuto posterior, Levy, que acabara de entrar, cruzou da direita e Rodrigo Ramos e a zaga nacionalina falharam no lance mas por sorte não havia remista por perto para concluir a jogada. Chicão pegou rebote após cobrança de escanteio, aos 39 minutos, mas bateu por cima do gol.

Aos 42 minutos, Levy cruzou da direita, Aleílson se antecipou a Robinho e bateu à esquerda de Rodrigo Ramos, com muito perigo. Um minuto depois, Ilaílson arrancou pelo meio e Robinho fez falta providencial, recebendo cartão amarelo. O Clube do Remo/PA continuava perseguindo o gol, enquanto o Nacional/AM se arrastando em campo e sem qualquer padrão tático, mostrava-se satisfeito com o empate. Aos 45 minutos, Ilaílson tocou para Eduardo Ramos, que girou em cima de Felipe Manoel e bateu com muito perigo, de novo.

O Nacional/AM ainda teve escanteio a seu favor, aos 48 minutos e o que parecia ser a grande chance de decidir a partida transformou-se no seu golpe de misericórdia. Depois da cobrança, Fernando Henrique fez a defesa e mesmo com o time empatando em 0-0 fora de casa, contra um clube direto na briga pela classificação, ao invés da tradicional cera que 99% dos goleiros do futebol mundial optariam, o goleiro remista de forma rápida e precisa fez saída de bola ligando com Eduardo Ramos, que fez grande jogada e cruzou para Levy dominar, olhar para o gol e bater cruzado. Caprichosamente, a bola bateu no pé da trave direita antes de morrer no fundo das redes nacionalinas, já aos 49 minutos, decretando a vitória do Clube do Remo/PA por 1-0.

Ficha Técnica:
Nacional/AM 0-1 Clube do Remo/PA
Segunda-feira, 10 de agosto de 2015, às 20h30
Campeonato Brasileiro da Quarda Divisão - Série D
Quinta Rodada da Primeira Fase - Grupo A1
Arena Vivaldo Lima, em Manaus/AM
Árbitro: Rodolpho Toski Marques/PR
Assistente 1: Alexsandro Lira de Alexandre/AM
Assistente 2: Marcos Santos Vieira/AM
4° Árbitro: Uésclei Regison Pereira dos Santos/AM
Delegado: Raimundo Nonato da Silva/AM
Renda: R$ 278.480,00
Público presente: 11.037
Cartões amarelos: Ilaílson 5, Maurício Leal 20, Júnior Paraíba 30, Gílson 41, Danilo Rios 41 e Max 41 minutos do primeiro tempo. Eduardo Ramos no intervalo. Felipe Manoel 23, Chicão 37, Dênis 38, Robinho 43 e Levy 49 minutos do segundo tempo.
Gol: Levy 49 minutos do segundo tempo.

Nacional/AM: Rodrigo Ramos; Maurício Leal, Robinho, Gílson; Peter, Dênis, Lusmar (Felipe Manoel 37/1º), Charles, Danilo Rios (André Luiz 12/2º) e Romarinho (Lídio, no intervalo); Júnior Paraíba. Treinador: Aderbal Lana.
Suplentes: Wágner, João Rodrigo, Kelvin, André Luiz, Rafael Vieira, Felipe Manoel, Lídio, Bruno Potiguar, Thiago Marin, Felipe e Nando.
Clube do Remo/PA: Fernando Henrique; Ilaílson, Henrique, Max e Alex Rhuan; Leandro Santos, Chicão e Eduardo Ramos; Juninho (Levy 34/2º), Whelton (Aleílson, no intervalo) e Léo Paraíba (Felipe Macena 17/2º). Treinador: Cacaio.
Suplentes: Fabiano Bolla, Levy, Ciro Sena, Felipe Macena, Rodrigo Soares, Aleílson e Rafael Paty.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

[BADMINTON] - CETI Elisa Bessa Freire se destaca nos Jogos Escolares do Amazonas

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Disputada na Quadra da Escola Estadual Humberto de Campos, no bairro da Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus/AM, na sexta-feira (07/08), a modalidade Badminton Juvenil recebeu a inscrição de 82 estudantes (32 no Feminino e 50 no Masculino). Com nove atletas/estudantes inscritos, o Centro de Educação de Tempo Integral Elisa Bessa Freire, que funciona desde 2011 no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus/AM, alcançou grande destaque nas competições de Badminton dos XXXVIII Jogos Escolares do Amazonas (JEAs). No Feminino conseguiu a Medalha de Prata. Com cinco atletas no Masculino, o CETI Elisa Bessa Freire fez três Semifinalistas, conquistando as Medalhas de Ouro e Bronze.

FEMININO JUVENIL
Com oito ausências, o torneio Juvenil Feminino teve 16 jogos na Primeira Fase, quando saíram classificadas as atletas Ena Carolina Beleza de Mendonça, Flávia Izadora Ferreira Campos, Alessandra Gomes do Nascimento, Beatriz Cristina da Silva Moraes, Emmilly Rebeca Sousa dos Anjos, Adriane Pereira de Souza, Kamilla Santos de Almeida, Izaura Emily Nunes Vieira, Alline Faria de Souza, Larissa Galvão Dantas, Estefanny Gonzaga Costa, Juliane Campelo de Oliveira, Kaandra Jamilly de Araújo e Natália Simões de Lima e Souza. Em dois confrontos houve ausência total - nenhuma das atletas inscritas compareceu.

Na Fase Oitavas-de-Finais se classificaram Flávia Izadora Ferreira Campos, Alessandra Gomes do Nascimento, Emmilly Rebeca Sousa dos Anjos, Kamilla Santos de Almeida, Izaura Emily Nunes Vieira, Larissa Galvão Dantas, Estefanny Gonzaga Costa e Kaandra Jamilly de Araújo. Na eliminatória seguinte (Quartas-de-Finais), foram definidas as Semifinalistas, com Alessandra Gomes do Nascimento vencendo Flávia Izadora Ferreira Campos por 21-17, Kamilla Santos de Almeida derrotando Emmilly Rebeca Sousa dos Anjos pelo placar de 21-19, Izaura Emily Nunes Vieira passando por Larissa Galvão Dantas pelo escore de 21-13 e Estefanny Gonzaga Costa massacrando Kaandra Jamily de Araújo por 21-4.

Nas Semifinais, Kamilla Santos de Almeida (CETI Elisa Bessa Freire) venceu Alessandra Gomes do Nascimento (Escola Estadual de Tempo Integral Cinthia Régia Gomes do Livramento) por 21-15, enquanto Estefanny Gonzaga Costa (Escola Estadual de Tempo Integral Engenheiro Professor Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo) eliminou Izaura Emily Nunes Vieira (Escola Estadual de Tempo Integral Cinthia Régia Gomes do Livramento) por 21-18.

Na disputa pela Medalha de Bronze, entre as duas atletas da EETI Cinthia Régia Gomes do Livramento, melhor para Alessandra Gomes do Nascimento, que derrotou Izaura Emily Nunes Vieira por 21-13. Na grade Decisão, Esteffany Gonzaga Costa (EETI Engº Profº Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo) venceu Kamilla Santos de Almeida (CETI Elisa Bessa Freire) com certa facilidade, por 21-11.
MASCULINO JUVENIL
Com mais atletas no Juvenil Masculino (50), o número de ausências também foi maior (17). E o desempenho do CETI Elisa Bessa Freire também foi melhor. Dos cinco atletas inscritos, três chegaram às Semifinais. No final, Lucas Feijó do Nascimento conquistou o Ouro, vencendo Douglas de Oliveira Simões (Escola Estadual IV Colégio Militar da Polícia Militar Áurea Pinheiro Braga) por 21-18. A disputa pelo Bronze, colocou frente à frente dois estudantes do CETI Elisa Bessa Freire, com JOão Adailson Abrahão Nascimento vencendo Obadias Rodrigues Cardoso por 21-8 e conquistando a Medalha de Bronze.

DESTAQUE TAMBÉM NO INFANTIL
No Infantil Feminino, o Torneio de Badminton dos XXXVIII Jogos Escolares do Amazonas (JEAs), disputado no sábado (08/08), teve 24 inscrições, com duas desistências. O Centro de Educação de Tempo Integral Elisa Bessa Freire levou Ouro e Prata, com as atletas Bárbara Rodrigues de Sousa e Rebeca Victória Silva dos Santos. A disputa pela Medalha de Bronze teve duas estudantes da Escola Estadual de Tempo Integral Engenheiro Professor Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, com Pyetra Mylle Mota Rebelo vencendo Aline da Silva Lima por 21-20.

O CETI Elisa Bessa Freire também conquistou duas Medalhas no Infantil Masculino: Prata com Matheus Pereira da Silva e Bronze com Arlysson Johnn Oliveira Alves, que derrotou Lucas Manuel Menezes da Silva (Escola Estadual Cacilda Braule Pinto) por 21-18. A Medalha de Ouro ficou com Matheus Sousa Nascimento (Escola Estadual de Tempo Integral Engenheiro Professor Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo), que venceu seu xará Matheus Pereira da Silva por 21-17.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita