sábado, 17 de outubro de 2015

[COPA AMAZONAS 2015] - Segunda rodada terá nova jornada dupla no Carlos Zamith

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - A segunda rodada da Copa Amazonas 2015 será disputada neste sábado (17/10), novamente com jornada dupla no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM. Na partida preliminar, o Nacional Borbense/AM fará sua estreia na competição, contra o vice-líder Manaus FC/AM, a partir das 17 horas. No jogo de fundo, o Fast Clube/AM, líder do certame, terá pela frente o Operário/AM, que busca recuperação, com início previsto para as 19 horas. Essa partida foi transferida de local pela Federação Amazonense de Futebol (FAF), pois originariamente estava programada para acontecer em Manacapuru/AM, no Estádio Gilberto Mestrinho. O Holanda/AM, lanterna da Copa Amazonas, folga na rodada. A disputa vale a segunda vaga do Amazonas para a Copa Verde 2016, patrocinada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O valor do ingresso, preço único para os dois jogos, é de R$ 10,00 (dez reais).

Nacional Borbense/AM - Manaus FC/AM terá arbitragem de Antônio Carlos Pequeno Frutuoso, auxiliado por Luis Cláudio Rodrigues dos Santos e Odenilson Ferreira Monteiro, tendo Walter Francisco Nascimento dos Santos como Quarto Árbitro e Labibio André de Lima na função de Delegado. Carlos Augusto de Souza vai comandar Operário/AM - Fast Clube/AM, com Anne Kesy Gomes de Sá de Assistente 1 e Bonifácio Smith Rodrigues de Assistente 2. O Quarto Árbitro será Weden Cardoso Gomes e o Delegado será Lázaro D`Ângelo Pinheiro.

Resultados da 1ª Rodada da Taça Amazonas 2015:
Manaus FC/AM 1-0 Operário/AM
Quarta-feira, 14 de outubro de 2015, às 18h (de Manaus/AM)
Preliminar de Fast Clube/AM 7-0 Holanda/AM
Gol: Têty 45 minutos do primeiro tempo.
Expulsão: Filipe Cristiano (MFC), pelo segundo cartão amarelo, aos 48 minutos do segundo tempo.

Fast Clube/AM 7-0 Holanda/AM
Quarta-feira, 14 de outubro de 2015, às 20h (de Manaus/AM)
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Renda: R$ 1.690,00
Público pagante: 169
Gols: Weverton 41 e Raílson 45 minutos do primeiro tempo. Romarinho 9, Jackie Chan 23, Lucas Castro 35, Jackie Chan 39 e Jackie Chan 43 minutos do segundo tempo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

[COPA AMAZONAS 2015] - Fast Clube/AM estreia goleando o Holanda/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - O Fast Clube/AM confirmou as expectativas em sua estreia na Copa Amazonas e goleou o Holanda/AM por 7-0, na noite desta quarta-feira (14/10), no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM. Com um time mesclado contendo quatro jogadores Campeões Juniores do Amazonas e do Norte, três remanescentes do Estadual 2015 e quatro estreantes, o Tricolor de Aço encontrou certa dificuldade nos momentos iniciais, fechou o primeiro tempo com a vantagem de 2-0 e deslanchou no segundo tempo, quando Jackie Chan, o Artilheiro da III Copa Norte Sub-20 comandou a construção da goleada, com assistências e gols.

O jogo começou em ritmo lento, sem muita inspiração dos times. Aos 10 minutos, Romarinho cruzou da esquerda e Adriano cortou, no lance mais elaborado dos primeiros vinte minutos de partida. O próprio Romarinho, dez minutos depois, recebeu dentro da área e foi derrubado por Vaca, com pênalti anotado em favor do Fast Clube/AM. O estreante Raílson bateu, aos 21 minutos, com a bola explodindo na trave esquerda de Lucas Silva, que escolheu o canto oposto e já estava vendido no lance. Em outro lance de bola parada, aos 27 minutos, novo perigo para a meta holandense, com Matheus Iton cobrando falta de forma direta e Lucas Silva espalmando para fora da área. Três minutos depois Romarinho chegou de novo pela esquerda e cruzou, com Adriano cortando para escanteio mas de forma assustada, quase marcando gol contra.

Labilá foi finalmente acionado aos 34 minutos, quando Wallison arriscou de fora da área com perigo, mas com o goleiro fastiano defendendo, bem colocado. Na tentativa de mudar o panorama ofensivo de sua equipe, Alencar Viana trocou Anderson por Taison ainda no primeiro tempo, aos 38 minutos. Mas não surtiu efeito... Aos 41 minutos, Romarinho lançou Jackie Chan na esquerda, com o jovem talento fastiano cruzando para Weverton marcar facilmente, de dentro da pequena área, deslocando o goleiro Lucas Silva. Em cobrança de falta na entrada da área, aos 45 minutos, Raílson se redimiu do pênalti perdido e, de forma magistral, acertou o ângulo superior direito de Lucas Silva, marcando o segundo gol do Rolo Compressor.

No início do segundo tempo o Holanda/AM até tentou a reação e aos 4 minutos Wallison arriscou de novo de fora da área, com a bola passando à esquerda de Labilá. Passados três minutos, Raílson bateu falta e Lucas Silva espalmou, tirando o perigo. A reação Laranja parou aos 9 minutos, quando Jackie Chan recebeu na direita e mesmo em condições de marcar preferiu servir na bandeja para Romarinho, livre e de frente para o gol, marcar o terceiro, sem qualquer dificuldade. Alencar Viana queimou sua segunda alteração logo após seu time sofrer o terceiro gol, tirando Cleberson e colocando Élson em campo.

Gabriel fez boa jogada pela esquerda, aos 14 minutos, e cruzou para defesa de Labilá, praticamente nos pés de Vaca, que passou a jogar mais avançado após a entrada de Élson. No lance seguinte, novamente Gabriel cruzou para outra defesa de Labilá, agora em dois tempos. Antes da metade do segundo tempo, mais três alterações foram processadas: Lucas Castro na vaga de Weverton, aos 17 minutos; Eduardo no lugar de Vaca aos 20 minutos; e Emerson substituindo Delciney aos 21 minutos.

O quarto gol surgiu aos 23 minutos, em jogada iniciada num desarme de Matheus Iton, que avançou pela esquerda e lançou Jackie Chan em profundidade, com o atacante invadindo a área e batendo cruzado, no contra-pé do goleiro Lucas Silva. Pedra, que entrou no lugar de Ricardo, em seu primeiro lance cruzou da direita, aos 29 minutos, com Raílson batendo de primeira, mas para fora. Lucas Castro recebeu na direita, aos 35 minutos, invadiu a área e bateu cruzado, marcando o quinto gol fastiano. Jackie Chan completou a goleada marcando dois gols: o sexto aos 39 minutos, depois de entrar pelo meio da área enfileirando os marcadores adversários e batendo na saída do goleiro. Jackie Chan definiu a goleada, marcando o sétimo gol aos 43 minutos.

Ficha Técnica:
Fast Clube/AM 7-0 Holanda/AM
Quarta-feira, 14 de outubro de 2015, às 20h (de Manaus/AM)
Copa Amazonas 2015 - Primeira Rodada
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Walter Francisco Nascimento dos Santos/AM
Assistente 1: Marleudo Nunes de Lima/AM
Assistente 2: Noélia Chaves da Paixão/AM
Delegado: Lázaro D'Ângelo Pinheiro/AM
Gols: Weverton 41 e Raílson 45 minutos do primeiro tempo. Romarinho 9, Jackie Chan 23, Lucas Castro 35, Jackie Chan 39 e Jackie Chan 43 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Jackie Chan 35 e Gabriel 36 minutos do primeiro tempo.
Renda: R$ 1.690,00
Público pagante: 169

Fast Clube/AM: Labilá; Ricardo (Pedra 28/2º), Guigui, Bianor e Matheus Iton; Delciney (Emerson 21/2º), Roberto Dinamite, Raílson e Romarinho; Weverton (Lucas Castro 20/2º) e Jackie Chan. Treinador: Darlan Barroso.
Suplentes: Guanair Júnior, Pedra, Thiago, Damião, Rodrigo Ítalo, Lê, Niashe, Emerson, Eli, Werley e Lucas Castro.
Holanda/AM: Lucas Silva; Deyvison, Júnior, Fernando e Adriano; Wallison, Vaca (Eduardo 20/2º), Cleberson (Élson 10/2º) e Gabriel; Anderson (Taison 38/1º) e Ioran. Treinador: Alencar Viana.
Suplentes: Paul Gerard, Jonas, Élson, Gabriel, Leonardo, Taison, Edirley, João Pedro e Eduardo.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

[COPA AMAZONAS 2015] - Na abertura da competição, Manaus FC/AM vence Operário/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Fã Page do Manaus FC/AM
http://www.facebook.com/ManausFutebolClube


Manaus/AM - De um lado, uma verdadeira Seleção de Manacapuru/AM; do outro lado, um combinado Manaus FC/AM-Penarol/AM. O Operário/AM, comandado pelo manacapuruense Marquinho Piter, ex-treinador do Penarol/AM, optou por uma base local, com destaque para os veteranos Raiscifran (goleiro), Thyago Brandão e Piru (zagueiros) e Alessandro Toró (meia-atacante). A quase fusão Manaus FC/AM-Penarol/AM começava pela Presidente Patrícia Serudo e seguia com o volante Filipe Cristiano, com o meia Leozinho e o atacante Têty, além da revelação Rivelino, entre os reservas, todos, ex-Leões Itacoatiarenses. Em campo o jogo foi equilibrado no primeiro tempo, com leve domínio do Operário/AM, que massacrou seu adversário no segundo tempo. No placar, porém, vitória do Manaus FC/AM por 1-0, gol do habilidoso Têty, aos 45 minutos do primeiro tempo.

O Operário/AM teve a primeira chance de gol da partida, logo no primeiro minuto de jogo, em cobrança de falta de Thyago Brandão que Jonhatan espalmou. Aos 10 minutos, André fez boa jogada e tocou para Alessandro Toró, que passou por Fábio Gomes e bateu com perigo, mas para fora, à esquerda de Jonathan. Fininho Manacá, aos 16 minutos, recebeu livre, frente à frente com Jonhatan, mas perdeu a chance de abrir o placar. Quatro minutos depois, Alessandro Toró girou em cima do marcador, na entrada da área, mas chutou para fora. A partir dos 24 minutos, uma sequência de cinco cartões amarelos aplicados pelo árbitro Ivan da Silva Guimarães Júnior, deixou os jogadores com os nervos à flor da pele: Filipe Cristiano, Alessandro Toró, Juca, Anderson e Fábio Gomes, este por reclamação acintosa, foram os contemplados.

O Manaus FC/AM teve ligeira melhora a partir dos 40 minutos. Têty, até então apagado na partida, fez grande jogada, aos 42 minutos, e bateu raspando a trave esquerda de Rascifran. Três minutos depois, Pirú tentou driblar na saída de bola e entregou o ouro para o bandido, com Têty invadindo a área pela esquerda e batendo na saída de Rascifran e marcando o gol do Manaus FC/AM.

No segundo tempo, o Operário/AM massacrou o Manaus FC/AM em seu campo de defesa, mas mesmo com as substituições processadas por Marquinhos Pítter, faltou o homem-gol, o artilheiro, o matador para concluir as jogadas ofensivas, criadas e desperdiçadas sucessivamente. Aos 2 minutos, Caveirinha desceu em velocidade pela esquerda e cruzou rasteiro, para o meio da área, onde Fininho Manacá, de carrinho, chegou milésimos de segundo atrasado. No minuto seguinte, Alessandro Toró bateu para o gol, da risca da pequena área, com a bola desviando em Gabriel e, quando parecia que entraria, Jonhatan, em lance de raro reflexo e elasticidade, conseguiu voltar a tempo de espalmar a escanteio.

O Manaus FC/AM passou a jogar nos contra-ataques. Aos 4 minutos, Têty foi lançado e na disputa contra Rascifran, caiu de mal jeito, precisando de atendimento médico. Ousado, Igor Cearense tirou Juca, aos 5 minutos, que estava levando um calor de Fininho Manacá e Caveirinha, colocando em campo o lateral-direito Pelezinho, muito mais forte no apoio do que na marcação, numa tentativa de neutralizar as investidas manacapuruenses pela direita defensiva. Aos 11 minutos, em jogada agora pela direita, André cruzou e Jonhatan fez mais uma boa defesa.

Marquinhos Pítter reagiu à substituição de Igor Cearense de maneira também não convencional: tirou o pouco produtivo Juan, trocando-o pelo volante Lucas Velhinho e sacou o zagueiro Pirú, colocando o atacante Jonas em campo. As substituições também foram táticas, com Júnior Baé recuando para a zaga e Fininho Manacá recuando um pouco, passando a ser o responsável pela armação das jogadas. Na segunda mudança no Manaus FC/AM, Bruno Silva entrou no lugar do também improdutivo Claílson.

Aos 29 minutos, Anderson cobrou falta com perigo, para outra boa defesa de Jonhatan. Dez minutos depois, Jonas fez boa jogada pela esquerda e cruzou razante na área, onde não tinha jogador do Operário/AM para a finalização. Já nos descontos, aos 48 minutos, Júnior Baé e Filipe Cristiano se desentenderam, com o registro de princípio de confusão e saldo de cartão amarelo para os brigões; como Filipe Cristiano já tinha sido amarelado, acabou expulso da partida.

No final da partida, apesar do esforço e do domínio do Operário/AM na segunda etapa, o empate não veio e o time manacapuruense continua sem vencer em 2015, acumulando 1 empate e 18 derrotas na temporada, sendo que as 18 derrotas são seguidas.

Ficha Técnica:
Manaus FC/AM 1-0 Operário/AM
Quarta-feira, 14 de outubro de 2015, 18 horas (de Manaus/AM)
Copa Amazonas 2015 - Primeira Rodada
Partida preliminar de Fast Clube/AM 7-0 Holanda/AM
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Ivan Guimarães da Silva Júnior/AM
Assistente 1: Ivo Fernando da Costa de Souza/AM
Assistente 2: Odeilson Ferreira Monteiro/AM
4° Árbitro: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Gols: Têty 45 minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Guilherme 8, Sérgio Duarte Júnior 15, Filipe Cristiano 24, Alessandro Toró 24, Juca 25, Anderson 28 e Fábio Gomes 32 minutos do primeiro tempo. Leozinho 42 e Júnior Baé 48 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Filipe Cristiano, pelo segundo cartão amarelo, aos 48 minutos do segundo tempo.

Manaus FC/AM: Jonathan; Juca (Pelezinho 5/2º), Fábio Gomes, Gabriel e Paulo Henrique; Filipe Cristiano, Sérgio Duarte Júnior, Claílson (Bruno Silva 19/2º) e Leozinho; Purá (Rivelino 35/2º) e Têty. Treinador: Igor Cearense.
Suplentes: Júnior, Tubarão, Natal, Paulinho, Pelezinho, Meirelles, Bruno Silva, Garanha Júnior, Rivelino, João Paulo e Abraão.
Operário/AM: Rascifran; André, Thyago Brandão, Pirú (Lucas Velhinho 17/2º) e Guilherme; Júnior Baé, Anderson, Alessandro Toró e Juan (Jonas 17/2º); Caveirinha e Fininho Manacá. Treinador: Marquinhos Pítter.
Suplentes: Victor; Lucas Velhinho, Clemilton, Judá, Jonas, Jandão, Robert, Ítalo Gogo e Raul.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 13 de outubro de 2015

[FUTEBOL] - Família de Presidente Figueiredo/AM se encanta na primeira vez na Arena Vivaldo Lima

Texto e Fotos: Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - A passagem da Seleção Olímpica do Brasil por Manaus/AM foi uma grande festa. Nos dois jogos amistosos realizados na Arena Vivaldo Lima 51.908 pessoas, de acordo com os números oficiais divulgados, passaram no Estádio que sediou quatro jogos da Copa do Mundo da Fifa 2014. No segundo e último jogo, na segunda-feira (12/10), Feriado de Nossa Senhora Aparecida e também Dia das Crianças, o clima de festa parecia ainda maior, em razão do grande número de torcedores adversários, haitianos.

E em meio dos 27.282 presentes no jogo entre Brasil e Haiti, uma família me chamou a atenção. Cinco adultos e três crianças aproveitaram o Feriado e o baixo preço do ingresso para encarar 2 horas de 10 minutos de estrada, vencer os 127 quilômetros, via BR-174 e em ônibus intermunicipal, que separam Presidente Figueiredo/AM de Manaus/AM para, pela primeira vez, adentrar no Estádio da Copa. Eliézio, na foto com a camisa branca do Vasco da Gama/RJ e sua esposa Keila, os irmãos Leandro e Fábio, a cunhada Leane (não está na foto acima) e as crianças Davi, Kemora e Mirela, saíram do Vivaldo Lima satisfeitos com a festa.

"É muito bonito. Melhor ainda que a Seleção Brasileira jogou bem, assistimos a uma boa partida de futebol, com muitos gols", disse Eliézio. "Espero vir mais vezes aqui, com todos meus familiares. Quem sabe nas Olimpíadas possamos voltar", finalizou, olhando no relógio, para não perder o ônibus de volta a Presidente Figueiredo/AM. Dentre as lembranças que levou de volta ao seu município, está a filmagem do quarto gol do Brasil, de pênalti, marcado por Gabriel, o Gabgol (foto abaixo).

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[FUTEBOL] - Seleção Olímpica se despede de Manaus/AM com outra goleada

Texto: Site Oficial da CBF
Confederação Brasileira de Futebol
http://www.cbf.com.br
Foto: Antonio Assis/Site da FAF
Federação Amazonense de Futebol
http://www.fafamazonas.com.br/

Manaus/AM - A Seleção Brasileira Olímpica venceu o segundo teste realizado na Arena Vivaldo Lima, em Manaus/AM. Nesta segunda-feira (12/10), o adversário foi o Haiti, que saiu derrotado por 5-1. Com o objetivo de testar o maior número possível dos jogadores convocados, o técnico Rogério Micale mandou a campo um time completamente diferente do que goleou a República Dominicana por 6-0, na última sexta-feira (09/10). A equipe jogou bem e conseguiu a vitória.

O único jogador que iniciou a primeira partida e foi mantido contra o Haiti foi Maicon. Foi justamente o lateral-direito que abriu o placar para o Brasil. Aos 35 minutos do primeiro tempo, Walace tocou para Maicon, que chutou na saída do goleiro Ceus e marcou. Aos 41, Gabriel aproveitou a saída errada do goleiro haitiano e rolou para Vinícius Araújo, que completou: 2-0.

Na volta do intervalo, Micale deu chance a Wendell, que substituiu Maicon e atuou improvisado na lateral direita. Vitinho deu lugar a Gabriel Jesus, que fez gol logo aos cinco minutos. Após ótimo lançamento de Valdivia, o atacante entrou sozinho na área e finalizou de primeira.

Aos 38 minutos, Felipe Anderson – que entrou no lugar de Valdivia –, foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou o pênalti. Gabriel cobrou e ampliou a goleada. O camisa 11 marcou seu segundo gol após cruzamento de Felipe Anderson em jogada com troca de passes envolvente da Seleção.

O Haiti ainda conseguiu seu gol de honra com Belfort, que chutou da entrada da grande área para descontar: 1-5.

Brasil: Uilson; Maicon (Wendell), Lucão (Fred), Marlon e Douglas Santos; Walace (Lucas Silva), Rodrigo Caio e Valdivia (Felipe Anderson); Gabriel, Vinícius Araujo (Kenedy) e Vitinho (Gabriel Jesus)

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita