sexta-feira, 23 de outubro de 2015

[FUTSAL] - Recanto da Criança/AM vence Unidos do Alvorada/AM e assume liderança no Sub-17

Texto e Foto: Assessoria de Comunicação
Willian D'Ângelo

Manaus/AM - Em partida realizada pela Fase Classificatória do Campeonato Amazonense de Futsal Sub-17 Masculino, o Grêmio Recanto da Criança/AM venceu o Unidos do Alvorada/AM de virada por 3-2, assumindo a liderança isolada da competição. Andrew, João Victor e Renarst marcaram para o time da Cidade Nova, enquanto que Cleudson e Hytalo descontaram para o Alvorada/AM.

O Unidos do Alvorada/AM abriu vantagem de dois gols, mais acabou cedendo o empate na primeira etapa. O Recanto da Criança/AM voltou mais ofensivo na reta final da partida disputada no ginásio do Unidos do Alvorada, com Renarst decretando a vitória e a liderança do time do técnico Cândido Jucá.

Na partida preliminar, Tuna Luso/AM goleou o La Salle/AM por 7-1, com gols de Ramon Guimarães (2), Gabriel, Lucas Sena, Lucas Costa, Adson Gustavo e Matheus Galvão. Lucas descontou para o La Salle/AM.

A próxima rodada acontece nessa sexta-feira (23/10) no ginásio do Zezão, com Abílio Nery/AM enfrentando o Sesi/AM, a partir das 19h30 e Palas Atena/AM e Batista Canaã/AM às 20h30.

Classificação atualizada:

1º) Recanto da Criança/AM (20 pontos)
2º) Palas Atena/AM (19 pontos)
3º) Tuna Luso/AM (13 pontos)
4º) La Salle/AM (13 pontos)
5º) Batista Canaã/AM (11 pontos)
6º) Dom Bosco/AM (06 pontos)
7º) Abílio Nery/AM (03 pontos)
8º) Unidos do Alvorada/AM (03 pontos)
9º) Sesi/AM (zero ponto)

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[COPA AMAZONAS 2015] - Manaus FC/AM vence a terceira, mas ainda não garantiu vaga na Final

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antônio Assis/FAF
Site Oficial da Federação Amazonense de Futebol
http://www.fafamazonas.com.br

Manaus/AM - Estreando o treinador Paulo Feitosa, o Holanda/AM entrou em campo na noite desta terça-feira (20/10) para cumprir seu segundo compromisso na Copa Amazonas 2015. Após a goleada sofrida na estreia (0-7 para o Fast Clube/AM), o Laranja demitiu Alencar Viana. Em seu segundo jogo, o Holanda/AM mostrou progressos, mas perdeu de novo, agora para o Manaus FC/AM, por 0-3, resultado que levou o Gavião do Norte à terceira vitória (nove pontos) mas ainda não garantido na Decisão. Se o Nacional Borbense/AM vencer seus dois próximos jogos (Fast Clube/AM e Holanda/AM) e o Fast Clube/AM vencer o Manaus FC/AM na última rodada, haverá um tríplice empate, com os finalistas sendo definidos pelo terceiro critério de desempate, o saldo de gols.

No jogo, o Manaus FC/AM começou pressionando e quase abriu o placar aos 8 minutos, quando Sérgio Duarte Júnior arriscou de fora da área, carimbando a trave direita de Lucas Silva. O Holanda/AM respondeu aos 13 minutos, com Gabriel Soares avançando em velocidade e batendo para defesa de Jonhatan. O goleiro foi exigido de novo logo em seguida, em conclusão de Ioran que ele espalmou para escanteio.

O primeiro gol da partida ocorreu aos 17 minutos, em jogada pela direita de Pelezinho, que cruzou para Claílson marcar. Nem o gol intimidou o Holanda/AM que, diferentemente da estreia, mostrou poder de reação. Ioran aos 20 minutos acertou o travessão de Jonhatan. Mas a ducha de água fria veio aos 22 minutos, quando Bruno Silva passou por Taison, pela direita, e cruzou rasteiro na área onde mais uma vez Claílson não perdoou, marcando o segundo gol do Manaus FC/AM na partida e também seu segundo gol. O primeiro tempo seguiu com chances dos dois lados. Paulo Henrique cruzou da esquerda e Leozinho chegou milésimos de segundos atrasado, raspando na bola mas sem sucesso.

No segundo tempo o Holanda/AM esteve mais perto de descontar. A melhor chance foi aos 8 minutos, com Ioran invadindo a área mas batendo em cima de Jonhatan. Meirelles, que entrou no lugar de Rivelino, definiu a vitória do Manaus FC/AM, aos 22 minutos. Depois de cobrança de escanteio pela direita, a zaga do Holanda/AM aliviou o perigo mas Meirelles aproveitou a sobra e de fora da área chutou forte, vencendo Lucas Silva.

Ficha Técnica:
Holanda/AM 0-3 Manaus FC/AM
Terça-feira, 20 de outubro de 2015, às 20h (de Manaus/AM)
Copa Amazonas 2015 - Terceira Rodada
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: João Batista Cunha de Brito/AM
Assistente 1: Jander Rodrigues Lopes/AM
Assistente 2: Jeová Rodrigues dos Santos/AM
4º Árbitro: Wilton Souza de Souza/AM
Delegado: Lázaro D'Ângelo Pinheiro/AM
Renda: R$ 790,00
Público pagante: 79
Gols: Claílson 17 e Claílson 22 minutos do primeiro tempo. Rivelino 22 minutos do segundo tempo.

Holanda/AM: Lucas Silva; Deyvison (Anderson), Júnior, Fernando e Leonardo (Adriano); Edirley (Élson Bala), Vaca, Cleberson e Taison; Gabriel Soares e Ioran. Treinador: Paulo Feitosa.
Suplentes: Paul Gerard, Jonas, Élson Bala, Gabriel, Adriano, Anderson, João Pedro e Eduardo.
Manaus FC/AM: Jonhatan; Pelezinho, Fábio Gomes (Têty), Gabriel e Paulo Henrique; Bruno Silva, Filipe Cristiano (Tubarão), Sérgio Duarte Júnior, e Leozinho; Claílson e Rivelino (Meirelles). Treinador: Igor Cearense.
Suplentes: Júnior, Tubarão, Natal, Paulinho, Juca, Meirelles, Garanha Júnior, Gabriel, João Paulo e Abraão.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[COPA AMAZONAS 2015] - Nacional Borbense/AM vence Operário/AM e entra na luta por vaga na Decisão

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antônio Assis/FAF
Site Oficial da Federação Amazonense de Futebol
http://www.fafamazonas.com.br

Manaus/AM - O favoritismo de Manaus FC/AM e Fast Clube/AM sofreu um abalo, diante das performances e dos resultados da terceira rodada da Copa Amazonas, disputada na noite desta terça-feira (20/10), no Estádio Municipal Carlos Zamith, em Manaus/AM. Na partida preliminar, o Nacional Borbense/AM, que estreara com derrota frente o Gavião do Norte, se recuperou, venceu o Operário/AM por 3-1 com um futebol maduro e qualificado, deixando em aberto as duas vagas para a Decisão da competição, apesar da vitória no Manaus FC/AM no jogo de fundo. Com os resultados, os três times - Manaus FC/AM, Fast Clube/AM e Nacional Borbense/AM - tem chances de classificação, existindo até a possibilidade de um tríplice empate com a definição dos finalistas indo para o terceiro critério de desempate, o saldo de gols.

O Operário/AM começou valorizando a posse de bola, trocando passes cadenciados e conscientes, mas o Nacional Borbense/AM criou todas as melhoras chances da primeira metade do primeiro tempo. A primeira, aos 12 minutos, quando Lucas Autazes cruzou da direita, com a bola passando por Jefferson e chegando até Romarinho, na esquerda. O meia perdeu o tempo da batida e acabou cruzando por cima, visando mais uma vez o atacante Jefferson, que não alcançou. Na sobra, Lucas Autazes bateu de primeira, com leve desvio de Jefferson e a primeira grande defesa de Victor, de volta à titularidade no Operário/AM, no lugar do contundido Rascifran.

Victor, que foi o grande destaque do Operário/AM no Campeonato Amazonense de 2015, fez nova boa intervenção aos 19 minutos, agora em dose dupla, depois de Brendo arrancar pelo meio sozinho, após passe errado no meio de campo do atacante Caveirinha. O jovem atacante borbense teve tudo para abrir o marcador mas, cara a cara contra Victor, perdeu na primeira e também no rebote, com duas defesa do arqueiro manacapuruense. Três minutos depois, após cobrança de escanteio pela esquerda efetuada por Alberto, a bola sobrou na direita para o zagueiro Lídio, que cruzou rasteiro e rasante, passando na frente do gol por Jefferson, Romarinho e Brendo.

Mais objetivo, o Nacional Borbense/AM chegou ao primeiro gol aos 24 minutos. Antes, Victor fez mais uma defesa difícil, quando Brendo recebeu pela esquerda, avançou em velocidade e bateu cruzado, com o goleiro se esticando e jogando para escanteio com a ponta dos dedos. Na cobrança pelo lado direito de Lucas Autazes não deu para Victor e Brendo se redimiu das chances desperdiçadas, desviando para o gol. O detalhe é que quando sofreu o primeiro gol, o Operário/AM estava com um jogador a menos, pois o zagueiro Thyago Brandão recebia atendimento médico fora de campo.

O Operário/AM teve a chance de empatar no minuto seguinte, com Jacaré recebendo cara a cara e batendo para defesa de Pablo. No rebote, de forma inacreditável, Caveirinha cabeceou para o gol vazio, com a bola saindo pelo lado direito, para fora. Marquinhos Pítter fez duas substituições, uma forçada e outra por opção técnica. Aos 28 minutos Ítalo Gogo entrou no lugar de Thyago Brandão, que não conseguiu se recuperar e aos 30 minutos Caveirinha deu lugar a Jonas. Porém, de forma igualmente incrível, Jonas perdeu um gol feito, aos 32 minutos, quando Fininho Manacá cruzou da direita e o atacante concluiu livre, sem marcação, para fora, à direita de Pablo.

O castigo não demorou a acontecer por tantas oportunidades desperdiçadas e aos 41 minutos Brendo puxou contra-ataque e rolou para Romarinho que cara a cara não perdoou e aumentou para 2-0. No último lance perigoso do primeiro tempo, aos 45 minutos, Fininho arrancou pelo meio e ao tentar o último drible sobre o Kleitão, o zagueiro do Nacional Borbense/AM se esticou todo para tirar, com o bico da chuteira, jogando a bola para escanteio.
No segundo tempo, o Operário/AM atingiu seu objetivo logo aos 3 minutos, diminuindo o placar. Fininho Manacá cobrou escanteio pelo lado direito e Jacaré marcou, de cabeça (foto acima). E, ao contrário do primeiro tempo, que teve aplicação de apenas um cartão amarelo, e etapa final teve um festival de cartões distribuídos, com 3 expulsões. Aos 6 minutos, Lucas e Guilherme foram os premiados. Quatro minutos os amarelados foram Clemilton e Jefferson. Dois minutos depois mais dois cartões amarelos, para Fininho Manacá e Lucas, que acabou expulso de campo, pelo segundo cartão amarelo. Brendo também levou amarelo por reclamação.
Um minuto depois, Brendo arrancou e tocou para Romarinho, que bateu para fora, à direita de Victor, tendo Jefferson livre no meio, esperando o passe. Aos 16 minutos Clemilton cobrou falta na entrada da área, mas desperdiçou, batendo para fora. Romarinho deu lugar a Gabriel, aos 17 minutos, na primeira alteração processada por Alberone Souza no Nacional Borbense/AM. Na sua característica, com a bola de pé em pé de forma cadenciada, o Operário chegou com perigo aos 18 minutos, com André batendo para boa defesa da Pablo.

O festival de cartões seguiu, com Jacaré recebendo aos 19 minutos, Jonas aos 22 minutos e Alessandro Toró aos 25 minutos. Aos 27 minutos Fininho Manacá lançou Guilherme na esquerda, que cruzou na pequena área, com Jonas passando pela bola. Dois minutos depois, em cobrança de escanteio pelo lado direito, Jandão segurou Kleitão dentro da área (Jefferson também foi seguro), em pênalti inquestionável. Já aos 31 minutos, Jefferson cobrou no canto direito de Victor, que escolheu o lado esquerdo e nem saiu na foto, aumentando para 3-1. Após a cobrança, em cartão vermelho direto, Jandão acabou expulso de campo. No lance seguinte, por carrinho violento em Jefferson, Fininho Manacá levou o segundo cartão amarelo e também foi expulso.

Mesmo com a vitória garantida, o Nacional Borbense/AM continou criando e desperdiçando chances de gol. Alberto saiu jogando errado, aos 34 minutos, mas Jefferson desperdiçou o contra-ataque promissor, tocando errado. Aos 38 minutos Alessandro Toró arrancou pela direita e só foi parado com falta, que Guilherme cobrou para fora. Aos 44 minutos Brendo arriscou com estilo, de fora da área, com perigo, à direita de Victor. Nos descontos, aos 47 minutos, Jefferson fez jogada pela direita e tocou para Gabriel, que cruzou para Brendo bater forte, novamente com perigo.

Ficha Técnica:
Nacional Borbense/AM 3-1 Operário/AM
Terça-feira, 20 de outubro de 2015, às 18h (de Manaus/AM)
Copa Amazonas 2015 - Terceira Rodada
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Partida preliminar de Holanda/AM 0-3 Manaus FC/AM
Árbitro: Weden Cardoso Gomes/AM
Assistente 1: Marcos Santos Vieira/AM
Assistente 2: Abson Pantoja de Barros/AM
4º Árbitro: Edmar Campos da Encarnação/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Gols: Brendo 24 e Romarinho 41 minutos do primeiro tempo. Jacaré 3 e Jefferson (pênalti) 31 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Romarinho 44 minutos do primeiro tempo. Lucas 6, Guilherme 6, Clemilton 10, Jefferson 10, Fininho Manacá 12, Brendo 12, Jacaré 19, Jonas 22, Alessandro Toró 25, Kleitão 39 e Lucas Velhinho 40 minutos do segundo tempo.
Expulsões: Lucas (pelo segundo cartão amarelo) 12, Jandão (vermelho direto) 31 e Fininho Manacá (segundo cartão amarelo) 32 minutos do segundo tempo.

Nacional Borbense/AM: Pablo; Lucas Autazes, Lídio (Élton 36/2º), Kleitão e Alberto; Keny, Kleitinho, Lucas e Romarinho (Gabriel 17/2º); Brendo e Jefferson. Treinador: Alberone Souza
Suplentes: Franco, Rafael, Élton, Rodrigo, Marcos Neto, Danúbio, Gabriel, Diego Negreiros e Aderílson.
Operário/AM: Victor; André (Júnior Baé 37/2º), Jandão, Thyago Brandão (Ítalo Gogo 28/1º) e Guilherme; Clemilton, Lucas Velhinho, Alessandro Toró e Jacaré; Caveirinha (Jonas 30/1º) e Fininho Manacá. Treinador: Marquinhos Pítter.
Suplentes: Rascifran, Júnior Baé, Ítalo Gogo, Judá, Jonas, Anderson, Juan e Raul.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

[COPA AMAZONAS 2015] - Competição pode ter primeiro finalista definido na terceira rodada

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Perfil da Web Rádio A Gazeta da Tarde no Facebook

Manaus/AM - A Copa Amazonas, que decide quem será o segundo representante do Amazonas na Copa Verde 2016, pode ter seu primeiro finalista na rodada dupla desta terça-feira (20/10), no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith. O Manaus FC/AM se garante na Decisão, prevista para acontecer no próximo dia 30 de outubro, se vencer o jogo de fundo, contra o Holanda/AM, a partir das 21 horas. O Gavião do Norte é o vice-líder da competição, com seis pontos em dois jogos disputados, fruto de duas vitórias. O Laranja disputou apenas uma partida, perdendo na estreia para o Fast Clube/AM por 0-7, goleada que culminou com a demissão do ex-treinador Alencar Viana. Paulo Feitosa fará sua estreia no comando do time. O jogo terá arbitragem de João Batista Cunha de Brito, com Jander Rodrigues Lopes e Jeová Rodrigues dos Santos como assistentes e Wilton Souza de Souza na função de 4º Árbitro. A Web Rádio A Gazeta da Tarde transmite o jogo, com narração de Sano Pedraça, reportagens de Kassio Junio e comentários de Willian D'Ângelo e você pode acompanhar no link www.http://agazetadatarde.com.

A rodada dupla será aberta às 18h30, com a partida envolvendo Nacional Borbense/AM - Operário/AM. O Camaleão do Norte entra em campo pressionado, após perder na estreia para o Manaus FC/AM, pois uma nova derrota elimina as pretensões do clube e terá pela frente um Operário/AM que tenta sua primeira vitória em 2015, após perder 19 partidas consecutivas (17 pelo Estadual e 2 pela Copa Amazonas). A partida preliminar será dirigida pelo árbitro Weden Cardoso Gomes, com Marcos Santos Vieira e Abson Pantoja de Barros como assistentes e Edmar Campos da Encarnação de 4º Árbitro. Na cobertura da Web Rádio A Gazeta da Tarde (www.http://agazetadatarde.com), a narração será de Adeilson Albuquerque, reportagens de Paulo Rogério Veiga e comentários de Teófilo Benarrós de Mesquita (foto da postagem).

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[FUTEBOL AMAZONENSE] - Morre em Castanhal/PA jovem jogador Smith, ex-Rio Negro/AM, ex-Nacional/AM e ex-Fast Clube/AM

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Perfil de Smith Nóvoa no Facebook

Manaus/AM - O Futebol Amazonense está novamente de luto. Dessa vez, a perda não foi de um jogador genuinamente amazonense, nem de um jogador de outrora. A morte, desta vez, atingiu o jovem Adrian Smith Nóvoa Bezerra, 26 anos recem completados no último dia 12 de setembro. O meia faleceu na noite do domingo (18/10), em acidente de moto, em sua cidade natal, Castanhal/PA.

Cria da base do Castanhal/PA e parceiro de longa data do jogador Everson "Messi", com passagens em clubes amazonenses como América/AM, Nacional/AM e Manaus FC/AM, o meia Smith teve sua primeira experiência no futebol local em 2011, pelo Grêmio Coariense/AM, na disputa da Segunda Divisão. No ano seguinte, 2012, defendeu o Rio Negro/AM, com o time chegando à Semifinal da Taça Cidade de Manaus, a 2ª Fase, jogando ao lado de Maranhão, Ney Júnior, Bianor, Edinho Canutama, Paca e Delciney. Defendeu o Nacional/AM em 2013 e este ano foi contratado pelo Fast Clube/AM, mas acabou desligado no início da competição, voltando ao município de Castanhal/PA, onde vinha mantendo uma loja de confecções, a Lúxuria Imports.

Informações obtidas pelo Blog do Teófilo dão conta que Smith sofreu acidente no início da noite de domingo (18/10). Ele estava de moto, teve um choque frontal com outra moto dirigida por um rapaz de nome Silas, também conhecido como Cebola, que também jogou Base no Castanhal/PA e morreram os dois na hora. Por eles serem muito queridos na cidade, está sendo um momento de grande consternação em Castanhal/PA. Uma Missa de corpo presente será celebrada às 15 horas (de Castanhal/PA) desta segunda-feira (19/10), com o enterro do jogador previsto para as 17 horas locais.

A Diretoria do Manaus FC/AM, que terá compromisso pela Copa Amazonas 2015 na próxima terça-feira (20/10), contra o Holanda/AM, confirmou que pedirá um minuto de silêncio em homenagem póstuma a seu ex-jogador.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[JIU-JÍTSU] - Associação Monteiro/AM vence Copa Ajuricaba Mascarenhas

Texto e Fotos: Emanuel Sports
Manaus/AM - A Associação Monteiro/AM foi a grande Campeã por equipes da primeira edição da Copa Ajuricaba Mascarenhas de Jiu-Jítsu, disputada neste fim de semana (17 e 18 de outubro), na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, em Manaus/AM. Com quase 2 mil inscritos, a competição realizada pela Federação de Jiu-Jítsu do Amazonas (FJJAM) e coordenada por Elvys Damasceno e Guto Monteiro foi marcada pela homenagem à família do saudoso Ajuricaba, Faixa Preta que levou o nome da arte suave do Amazonas para o Brasil e a Europa.

Os lutadores da Monteiro levaram o troféu nas categorias Graduados, com 635 pontos, e Branca, com 365. O pódio por equipes da Copa Ajuricaba entre os Graduados foi completado pelas academias Orley Lobato (293), Mascarenhas Team (183), Gracie Barra (166) e Pina (118). Na Branca, completaram o pódio as equipes Mascarenhas Team (176) e Elvys Damasceno (113).

A conquista da Monteiro teve contribuição de um atleta que é uma lenda no esporte amazonense. William Couto, primeiro Campeão Mundial de Jiu-Jítsu pelo Estado, venceu o também renomado Iran Mascarenhas na final do Absoluto Preta Máster.
A 1ª Copa Ajuricaba Mascarenhas teve apoio do Governo do Amazonas, Prefeitura de Manaus, Fundação Vila Olímpica, Samel, Todeschini, Água Crim e Vimi Naturales.

Resultados oficiais:
Graduados:
1º) Monteiro – 635 pontos

2º) Orley Lobato – 293 pontos
3º) Mascarenhas Team – 183 pontos
4º) Gracie Barra – 166 pontos
5º) Clube Pina – 118 pontos

Brancas:
1º) Monteiro – 365 pontos

2º) Mascarenhas Team – 176 pontos
3º) Elvys Damasceno – 113 pontos

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

domingo, 18 de outubro de 2015

[COPA AMAZONAS 2015] - Fast Clube/AM vence de novo e mantem liderança

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antônio Assis/FAF

Manaus/AM - O Fast Clube/AM manteve a liderança da I Copa Amazonas, ao vencer o Operário/AM por 2-1, na noite deste sábado (17/10), no Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM. Com o resultado, o Tricolor de Aço soma seis pontos em dois jogos, a mesma pontuação do Manaus FC/AM, mas se torna líder pelo saldo de gols (8, contra 3 do Gavião do Norte). Na terceira rodada, terça-feira (20/10), o time folga na tabela, voltando a campo somente no próximo sábado (24/10). O Operário/AM acumulou a segunda derrota na Copa Amazonas e está precocemente eliminado. Na temporada, foi a 19ª derrota consecutiva do Sapão de Manacapuru/AM.

O Fast Clube/AM começou o jogo dando a impressão que venceria com facilidade mais uma vez e aos 8 minutos, em jogada envolvente e rápida pela esquerda, Romarinho marcou (foto acima). O Operário/AM começou a partida com dois problemas de contusão, praticamente simultâneos: Pirú e Júnior Baé se machucaram e não puderam mais voltar para o jogo, sendo substituídos por Jandão e Clemilton, respectivamente. Fininho Manacá, após cobrança de escanteio pelo lado direito, quase empatou aos 21 minutos. Em resposta, Weverton recebeu lançamento em profundidade, mas em posição de impedimento.

A partir dos 20 minutos, o Rolo Compressor passou a dominar a partida, criando e perdendo inúmeras chances de gols pelo lado esquerdo ofensivo, especialmente com Romarinho, enquanto o Operário/AM buscava explorar os contra-ataques. Aos 24 minutos Romarinho recebeu aberto na esquerda mas demorou muito para definir o cruzamento e acabou passando errado. Imediatamente o Operário/AM reagiu, com uma jogada em penetração pelo meio que o lateral-direito Ricardo tirou de forma providencial. Raílson lançou Romarinho aos 30 minutos, sempre pela esquerda, com o jogador fastiano entrando na área, driblando Rascifran, mas perdendo o ângulo e perdendo a chance.

Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, aos 32 minutos, Thyago Brandão aproveitou e marcou de cabeça, empatando a partida. O Fast Clube/AM não sentiu o gol e continuou criando pela esquerda. Aos 35 minutos Jackie Chan foi lançado em profundidade mas Rascifran saiu e defendeu antes da chegada do artilheiro fastiano. Dois minutos depois, Romarinho recebeu, adiantou em velocidade, entrou na área e cruzou, com Thyago Brandão cortando para escanteio.

No segundo tempo, o Fast Clube/AM começou criando as chances. Aos 4 minutos, após defesa de Labilá, o goleiro ligou rapidamente o contra-ataque, com Raílson lançando Romarinho na esquerda, que cruzou rasteiro para a área, onde Jackie Chan, de carrinho, chegou um pouco atrasado na conclusão. Dois minutos depois, Romarinho serviu Jackie Chan, que entrou na área pelo lado esquerdo e bateu cruzado, com muito perigo, raspando a trave esquerda de Rascifran. Jacaré ajeitou para Fininho Manacá, aos 11 minutos, que bateu colocado, para defesa de Labilá. Aos 13 minutos, em cobrança de escanteio de Romarinho pela esquerda, Bianor cabeceou com perigo contra a meta de Rascifran. Logo em seguida, Darlan Barroso tirou o lateral-esquerdo Matheus Iton, colocando o atacante Júnior em campo, recuando Romarinho para a lateral.

Aos 19 minutos, Fininho Manacá recebeu dentro da área mas chutou muito mal, perdendo a chance de virar o placar do jogo. Três minutos depois, Romarinho cruzou na área, mas Jackie Chan chegou atrasado mais uma vez. Com Júnior jogando aberto pela esquerda, aos 26 minutos ele fez boa jogada e tocou para Jackie Chan, já na área, com o atacante batendo de dentro da pequena área e a bola explodindo no travessão de Rascifran. O gol da vitória surgiu aos 37 minutos, em lance onde Roberto Dinamite fez bela enfiada de bola para Júnior, pela esquerda, que entrou na área e bateu cruzado na saída de Rascifran, com a bola batendo na trave esquerda antes de entrar (foto abaixo).
Extenuado fisicamente, o Operário/AM não esboçou reação e assistiu o Fast Clube/AM criar novas chances até o final da partida. Aos 44 minutos, Júnior recebeu aberto na esquerda e bateu para defesa de Rascifran. Três minutos depois, em blitz fastiana pelo lado esquerdo, Emerson quase fez o terceiro, com grande defesa de Rascifran. Logo em seguida, Romarinho lançou Jackie Chan, que entrou na área, driblou seu marcador com um corte seco e bateu colocado, buscando o ângulo superior esquerdo de Rascifran, mas para fora.

Ficha Técnica:
Operário/AM 1-2 Fast Clube/AM
Sábado, 17 de outubro de 2015, às 19h (de Manaus/AM)
Copa Amazonas 2015 - Segunda Rodada
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Carlos Augusto de Souza/AM
Assistente 1: Anne Kesy Gomes de Sá/AM
Assistente 2: Bonifácio Smith Rodrigues/AM
4º Árbitro: Weden Cardoso Gomes/AM
Delegado: Lázaro D'Ângelo Pinheiro/AM
Renda: R$ 970,00
Público pagante: 97
Gols: Romarinho 8 e Thyago Brandão 32 minutos do primeiro tempo. Júnior 37 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: André 11, Jandão 25, Matheus Íton 33, Lucas Velhinho 33 e Roberto Dinamite 38 minutos do primeiro tempo. Raílson 21, Clemilton 27 e Juan 46 minutos do segundo tempo.

Operário/AM: Rascifran; André, Thyago Brandão, Pirú (Jandão 9/1º) e Guilherme; Júnior Baé (Clemilton 10/1º), Lucas Velhinho, Alessandro Toró e Jacaré (Juan 29/2º); Caveirinha e Fininho Manacá. Treinador: Marquinhos Pítter.
Suplentes: Victor; Jandão, Clemilton, Ítalo Gogo, Judá, Jonas, Fabrício, Anderson, Juan e Raul.
Fast Clube/AM: Labilá; Ricardo, Guigui, Bianor e Matheus Iton (Júnior 13/2º); Delciney (Emerson 33/2º), Roberto Dinamite, Raílson e Romarinho; Weverton (Lucas Castro 21/2º) e Jackie Chan. Treinador: Darlan Barroso.
Suplentes: Bruno Saul, Pedra, Damião, Rodrigo Ítalo, Lê, Niashe, Emerson, Eli, Renan, Júnior e Lucas Castro.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[COPA AMAZONAS 2015] - Manaus FC/AM vence a segunda e fica perto da vaga para a Decisão

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Antônio Assis/Site da FAF
Federação Amazonense de Futebol
http://www.fafamazonas.com.br

Manaus/AM - A partida inaugural da segunda rodada da Taça Amazonas 2015 marcou a estreia do ex-jogador Alberone como treinador, comandando o Nacional Borbense/AM. Era também o primeiro jogo da equipe de Borba/AM na competição, curtíssima - serão 11 jogos em apenas 16 dias. E o primeiro desafio já era extremo: o Nacional Borbense/AM não poderia perder, sob pena de reduzir bastante suas chances de classificação para a Decisão da Copa Verde, programada para o dia 30 de outubro. No final não deu, e o Manaus FC/AM, que cumpria seu segundo compromisso, venceu por 2-0, gols marcados no primeiro tempo por Fábio Gomes e Leozinho, o grande nome da partida, ao lado de Têty. O Gavião do Norte passou a seis pontos conquistados e o Nacional Borbense/AM, de Alberone Souza, ainda tem três jogos a cumprir, podendo chegar a 9 pontos, mantendo chances matemáticas, porém reduzidas.

A partida começou muito estudada e equilibrada, com o Nacional Borbense/AM mostrando-se mais à vontade em campo. Aos 8 minutos, Élton cobrou falta no bico esquerdo da grande área, buscando o ângulo superior inverso (esquerdo), com perigo. O time de Borba/AM levou um duro golpe aos 13 minutos, quando Fábio Gomes abriu o marcador. O gol inaugural acabou sendo um divisor de águas no primeiro tempo, com o Manaus FC/AM passando a dominar a jogo. Aos 20 minutos em cobrança de falta de Têty, a bola foi lançada na área, e após corte da zaga caiu nos pés de Leozinho, que bateu forte, com desvio de Élton para escanteio.

O segundo gol aconteceu aos 33 minutos, após saída de bola rápida com Pelezinho, que acionou Leozinho. O habilidoso meia tocou para Purá, dentro da área, com o atacante se enrolando no domínio da bola, mas com Leozinho recuperando a posse, entrando na área pelo lado esquerdo e batendo cruzado, no canto médio esquerdo de Pablo, marcando um golaço. No minuto seguinte por pouco Leozinho não marcou o terceiro gol, após receber de Claílson, com Pablo defendendo bem. O Nacional Borbense/AM ainda teve um gol bem anulado, de Brendo, aos 38 minutos, mas com o atacante em posição de impedimento.

A entrada de Alderilson no lugar de Lucas, aos 39 minutos ainda do primeiro tempo, mudou completamente o panorama da partida, com o Borbense/AM voltando a criar chances de gols. Em sua primeira participação, aos 40 minutos, Alderilson lançou para Jeferson na esquerda, que cruzou rasteiro, para defesa em dois tempo de Jonhatan, na disputa contra Brendo.

O segundo tempo, com grandes atuações de Alderilson e Brendo, foi todo do Nacional Borbense/AM, com Jefferson, o artilheiro do time na temporada com 10 gols marcados (na 1ª Divisão Amazonense) desperdiçando pelo menos quatro reais chances de gols. Logo aos 6 minutos, Claílson recuou bola errada, nos pés de Kleiton Augusto, com o Borbense/AM perdendo a primeira oportunidade de marcar. Dois minutos depois Alderilson fez grande jogada pela direita e cruzou para Jefferson, que desperdiçou.

Tentando recuperar o equilíbrio na partida, Igor Cearense fez duas alterações no Manaus FC/AM aos 9 minutos, trocando Purá por Garanha Júnior e Paulo Henrique por Natal. Mas o resultado não foi o esperado. A bola continuou não chegando na frente para Garanha Júnior, como não chegava para Purá. E o lado esquerdo defensivo ficou extremamente vulnerável, com Brendo e Aderilson deitando e rolando pelo setor. Aos 14 minutos, Brendo cruzou da direita e Jefferson, no meio da área, tentou o voleio, com a bola passando à esquerda de Jhonatan, com perigo.

Cinco minutos depois, Brendo fez outra boa jogada pela direita e inverteu o jogo de forma consciente, encontrando Alberto na esquerda, que colocou Jefferson cara a cara com Jhonatan. O atacante acabou batendo em cima do goleiro, que evitou o gol borbense. Aos 21 minutos, mais uma descida veloz e perigosa de Brendo pela direita, com Jefferson dominando no meio da área mas perdendo de novo, agora pela quarta vez. Três minutos depois, Jefferson recebeu na entrada da área, girou em cima de seu marcador e bateu firme, com Jhonatan defendendo.

Igor Cearense queimou sua terceira substituição para reforçar o sistema defensivo, tirando o meia-atacante Claílson e colocando em campo o zagueiro Tubarão, aos 27 minutos, aumentando a marcação para tentar frear as investidas adversárias. Um minuto depois Garanha Júnior foi finalmente acionado, ao receber bom passe de Têty e bater com perigo, à direita de Pablo. Alberone ousou em sua segunda substituição, trocando o lateral-direito Lucas Autazes pelo atacante Gabriel, com o meia Romarinho passando a ocupar o espaço de Lucas Autazes. Mas a ousadia durou pouco (apenas cinco minutos), com Jefferson sendo substituído, aos 34 minutos, pelo lateral-direito Franco, voltando à normalidade tática.

No apoio ao ataque, Franco quase marcou aos 43 minutos, quando recebeu no meio, procurou com quem jogar e decidiu ele mesmo definir, batendo com estilo, para grande defesa de Jhonatan, mandando a escanteio. Após a cobrança, a bola sobrou para Alberto na entrada da área, com o lateral-esquerdo enchendo o pé, com a bola estourando em Élton e voltando para Alberto bater muito por cima da meta de Jhonatan.

Apesar dos quatro minutos de acréscimos, o resultado se manteve, vitória do Manaus FC/AM por 2-0, com o Gavião do Norte, após dois jogos disputados, muito perto da final da Copa Amazonas - provavelmente contra o Fast Clube/AM, que também tem duas vitórias em dois jogos na competição. O Nacional Borbense/AM, ainda com chances matemáticas, tem que vencer seus três jogos e torcer contra seus dois concorrentes - Manaus FC/AM e Fast Clube/AM. O Operário/AM já está eliminado matematicamente e o Holanda/AM, a não ser que mude muito seu padrão de jogo, não ameaça nem assusta.

Ficha Técnica:
Nacional Borbense/AM 0-2 Manaus FC/AM
Sábado, 17 de outubro de 2015, 17 horas (de Manaus/AM)
Copa Amazonas 2015 - Segunda Rodada
Partida preliminar de Operário/AM 1-2 Fast Clube/AM
Estádio Municipal Jornalista Carlos Zamith, em Manaus/AM
Árbitro: Antonio Carlos Pequeno Frutuoso/AM
Assistente 1: Luis Cláudio Rodrigues dos Santos/AM
Assistente 2: Odeilson Ferreira Monteiro/AM
4° Árbitro: Walter Francisco Nascimento dos Santos/AM
Delegado: Labíbio André de Lima/AM
Gols: Fábio Gomes 13 e Leozinho 33 minutos do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Kleitão 26 minutos do primeiro tempo. Purá 2, Fábio Gomes 13, Lucas Autazes 18 e Franco 39 minutos do segundo tempo.

Nacional Borbense/AM: Pablo; Lucas Autazes (Gabriel 29/2º), Kenny, Kleitão e Alberto; Élton, Lucas (Alderilson 39/1º), Kleiton Augusto e Romarinho; Jefferson (Franco 34/2º) e Brendo. Treinador: Alberone Souza.
Suplentes: Franco, Rafael, Lídio, Rodrigo, Marcos Neto, Danúbio, Gabriel, Alderilson e Diego Negreiros.
Manaus FC/AM: Jonathan; Pelezinho, Fábio Gomes, Gabriel e Paulo Henrique (Natal 9/2º); Bruno Silva, Sérgio Duarte Júnior, Claílson (Tubarão 27/2º) e Leozinho; Purá (Garanha Júnior 9/2º) e Têty. Treinador: Igor Cearense.
Suplentes: Júnior, Tubarão, Natal, Paulinho, Juca, Meirelles, Garanha Júnior, Gabriel, Rivelino, João Paulo e Abraão.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita