quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

[LUTA OLÍMPÍCA] - Diana Alves fecha 2017 conquistando título na Argentina

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Fotos: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - A rica história da Luta Olímpica amazonense terminou o ano com o primeiro lugar no Torneio Internacional, realizado na Argentina. A competição no país dos hermanos contou com a manauara Diana Alves, 15 anos, que venceu a categoria até 60 quilos. A atleta que recebe apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), eliminou adversárias chilenas e argentinas nas disputas realizadas em La Rioja.

De volta a Manaus/AM nesta semana, com a primeira conquista fora do país, Diana agora pensa num 2017 de ainda mais excelência, focando nas Olimpíadas de 2020, em Tokyo. “Depois dessa conquista na Argentina, agora estou focada nas competições do próximo ano. Quero participar da seletiva Nacional Cadete e obter a vaga no Sul-Americano e no Pan-Americano. Quero ganhar essas competições para poder subir no ranking e ir às Olimpíadas”, disse a atleta.

Ainda segundo Diana, o caminho percorrido para a inédita conquista internacional foi difícil, mas a persistência da lutadora fez toda a diferença. “Foram cinco lutas e tive mais dificuldade na Final e Semifinal. Na Final, enfrentei uma lutadora da Argentina, que era muito forte e experiente. Puxei, ataquei e enfim consegui derrubar ela com um double leg. Estou muito feliz por esta conquista. Melhor presente de Natal e de Ano Novo, com certeza”, comemorou a atleta.

Com apenas dois anos na modalidade, Diana conheceu o esporte por meio da Academia de Luta próxima da escola em que estuda. A dedicação de quase três horas diárias de treinamento na Academia Clube da Luta, na Zona Norte, já garantiram vários Ouros nas principais competições escolares do Brasil. Antes do Torneio Internacional, na Argentina, ela já havia faturado a Copa Natal, que ocorreu na capital do Rio Grande do Norte, em novembro.
“Minha primeira Medalha foi ano passado, fiquei em terceiro no JEAs (Jogos Escolares do Amazonas). Já neste ano consegui um Bronze na categoria 56 quilos no Amazonense e conquistei a vaga para o Brasileiro. Ganhei o JEAs, este ano, e fui para os Jogos Escolares da Juventude, onde e fui primeiro lugar no individual e primeiro lugar por equipes. Em seguida, fui para a Copa Natal e fiquei em primeiro lugar e o outro foi o Torneio da Juventude, que serviu de classificatório para a Argentina”, destacou.

O ano de 2016 para a Luta Olímpica vai ficar eternizado pela boa temporada. Despontando entre os melhores na modalidade, os amazonenses subiram ao pódio inúmeras vezes, conquistando até feitos inéditos. “Foi um ano muito bom. O Amazonas é muito forte no estilo Livre Masculino e no Feminino também. Como temos mais homens que mulheres, conseguimos conquistar tudo esse ano. Escolar, Cadete, Brasileiro, por equipes, fomos Campeões pela primeira vez com a equipe Sênior e para 2017 queremos manter os resultados. Nossa ambição é aumentar as Medalhas internacionais. Se temos uma, duas Medalhas internacionais, queremos ter quatro. Nosso objetivo principal é ser Campeão Brasileiro por equipes e colocar o maior número de atletas na Seleção Brasileira”, garantiu o lutador e professor, Waldeci Silva.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[ATLETAS AMAZONENSES] - Vencedores do Projeto Nema formalizam contrato com a Equador

Da Agência Maxi Mídia
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Em clima de Confraternização de Fim de Ano, os destaques do esporte amazonense, Lukas Matheus e Michel Sassarito Silva - que foram os vencedores na categoria esporte, da 5ª edição do Projeto Nossa Energia Move a Amazônia (NEMA) - oficializaram os contratos de um ano de Patrocínio com a Empresa Dislub Equador Petróleo, durante almoço informal.

Quase 20 mil votos foram contabilizados na disputa que envolvia nove atletas da região Norte. Os vencedores garantiram mais de 50% do total dos votos e se juntarão, a partir do ano que vem, aos demais atletas apoiados pelo Projeto. A lista contém cinco nomes entre eles o lutador peso-leve do UFC, Adriano Martins, Héricles Sccott (remador de Santarém/PA) e Mário Israel (lutador amazonense de MMA).

“Desde a primeira edição do Projeto NEMA até hoje, a Equador patrocinou dez atletas. Alguns como o lutador Adriano Silva permanecem, outros já se aposentaram. É sempre um momento muito feliz pra gente apoiar novos atletas. O Lukas que é uma promessa do Jiu-Jítsu e tem só 17 anos. O Michel já conquistou uma projeção maior e luta fora do Brasil. Estamos muito felizes com esse time de atletas patrocinados pela Equador Petróleo", comemorou o Gestor de Marketing da Empresa, David Freidzon.

Promessa do Jiu-Jítsu, Lukas Matheus, de 17 anos, é Faixa-Azul e luta pela categoria dos Médios. Entre suas principais conquistas estão o Mundial de 2015, o Europeu de 2015 e deste ano, além do Pan-Americano Gi e No Gi. O atleta já se prepara para voltar aos tatames no mês de fevereiro onde encara o Brazil National Pro, que vale vaga para o Mundial em Abu Dhabi. "Assim como eu muitos atletas precisam de patrocínios que sirvam de incentivo para a prática do esporte e a realização de conquistas. Esse patrocínio é uma conquista pessoal. Vou lutar bastante para representar esse time de campeões", afirmou.

Referência do MMA local, Michel Sassarito acumula no cartel 17 vitórias. Natural de Manaus/AM, o lutador Peso-Leve (até 70 kg) é ex-Campeão do Rei da Selva e, já passou pelo evento internacional XFC. Atualmente Sassarito luta no maior evento da América Latina, o Jungle Fight e, é considerado pelo site MMA Premium, o melhor lutador de sua categoria no país. “Fico muito feliz com o apoio do projeto NEMA. Poderei focar mais nos treinamentos e conseguir grandes resultados para o Amazonas”, ressaltou.

Na foto da postagem, os gestores André Borges e David Freidzon, da Equador Petróleo confraternizam com os lutadores Lukas Matheus e Michel Sassarito, durante formalização do contrato com a Empresa.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[TÊNIS DE MESA/BOXE] - Instalações da Vila Olímpica serão modernizadas

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Antonio Lima/Sejel

Manaus/AM - A Vila Olímpica de Manaus/AM foi inaugurada no dia 28 de março de 1990 e, com ela, foi entregue aos atletas uma Quadra de Tênis de Mesa. Após 26 anos, o templo dos mesatenistas começa a tomar uma nova cara com a reforma e modernização do espaço, que deve ser entregue no início de março de 2017. O recurso do contrato é provido do Fundo Estadual de Esporte e Lazer (Feel), no valor de R$259.708,01.

A reforma e modernização da Quadra de Tênis de Mesa contempla uma nova instalação elétrica, prevendo iluminação de LED, demolição do piso anterior e colocação de um novo adequado para a prática do esporte, reforma no vestiário masculino e feminino, construção de um banheiro para Pessoas com Deficiência (PCDs), ampliação da arquibancada, climatização do ambiente com 10 aparelhos de ar-condicionado splits de 10 mil BTUs, reforma da sala de administração da Federação, pintura, e ainda a colocação de forro.

De acordo com o titular da Sejel, Fabricio Lima, antes do início do Projeto Básico, foi feito um levantamento para apurar com atletas e representantes da Federação de Tênis de Mesa do Amazonas (FTMA) as principais necessidades e as mudanças mais significativas, que iriam colaborar com a prática do esporte. “Antes mesmo de assumir o cargo de Secretário, sempre tive o sonho de colaborar com os atletas de Tênis de Mesa, pois este espaço sempre foi muito criticado, principalmente pelo calor em que os atletas ficavam expostos por horas, comprometendo o rendimento. Acredito que com a reforma, vamos atrair ainda mais praticantes através da Escolinha de Iniciação Esportiva, assim como o rendimento nos treinos e competições dos atletas vão ser ainda melhores”, destacou Lima.

Ainda segundo o Secretário, o espaço também receberá materiais novos, sendo 10 mesas e 20 rolos de pisos, que foram usados nos Jogos Olímpicos Rio 2016. A doação é uma parceria da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), Ministério do Esporte e Governo do Amazonas, via Sejel. “Conversei com o presidente da CBTM e conseguimos conquistar este legado para o Amazonas, algo que vai somar com a modalidade e, com certeza, vai ajudar nas conquista de mais resultados”, salientou.

Fabricio Lima ainda frisou que a reforma e modernização conta com o incentivo do Feel, fundo de arrecadação de eventos e aluguéis provenientes de espaços pertencentes a Sejel, como Arena da Amazônia, Arena Amadeu Teixeira e outros. “Todos os jogos de clubes de fora do Estado, os aluguéis dos espaços para realização de festas, bazar, aniversários, todo o rendimento vai para o Feel, que também está nos proporcionando avançar. Ano que vem, a ideia é utilizar ainda mais recurso e fazer o Fundo crescer”, afirmou.

Para um dos mesatenistas mais vitoriosos do Amazonas, Mário Costa, a reforma e modernização vai contribuir para o crescimento do esporte local e vai viabilizar intercâmbios. Dono de 13 Medalhas de Ouro do Campeonato Brasileiro, 13 Medalhas de Ouro pela Copa Brasil, oito títulos do Amazonense, campeão Universitário e Campeão Sul-Americano, o atleta pode falar com propriedade do local que há 25 anos também é palco de sua carreira.

“Eu comecei no Tênis de Mesa em 1991 e sempre estive aqui na Vila Olímpica. Desde lá, nunca houve uma reforma geral, essa é a primeira vez que uma obra assim vai ser feita e isto vai marcar a história da nossa modalidade, viabilizando mais condições de treinos e ainda vai proporcionar mais eventos locais, nacionais e até internacionais e com o espaço teremos condições de receber atletas também do interior e de outros estados. Este momento é um verdadeiro presente de Natal e Ano Novo para quem ama o esporte”, disse Costa, que também é o primeiro secretário da FTMA.

CENTRO DE TREINAMENTO DE BOXE
O contrato de reforma da Quadra de Tênis de Mesa também contempla a modernização do Centro de Treinamento de Boxe. De acordo com o Chefe de Departamento de Engenharia da Sejel, Agilson Leonel, a sala de boxe é localizada próximo ao espaço da Quadra de Tênis de Mesa e, por isto, também recebe modificações. “Os dois espaços são vizinhos e para uma reforma do tamanho que estamos fazendo na Quadra de Tênis de Mesa, precisaríamos mexer também na sala de boxe, pois as áreas são em conjunto e, assim, não há comprometimento de ambiente. Os dois serão entregue no início de março”, comentou Leonel.

O Centro de Treinamento de Boxe vai receber pintura, elevação do forro em 1m30, reforma do banheiros e troca de espelhos.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

[COTIDIANO] - Papai Noel, Amizade, Reencontros, Churrasco e Cerveja (de novo !!!)

Teófilo Benarrós de Mesquita
Manaus/AM - Para mim, 2017 começou em outubro, logo após a Eleição Municipal. Desde lá estou vivendo bem demais, apesar dos momentos de tristeza e às vezes até inconformismo. Faz parte né? Se a gente for feliz permanentemente, não tiramos lições das dificuldades... Agora é sim: quero fazer, faço mesmo. Nada mais fica para amanhã. Como diria a Pitty, "não deixe nada prá depois, não deixe o tempo passar". Raul Seixas corrobora, com "coragem se o que você quer é aquilo que pensa e faz...". E assim vamos vivendo 2017, que eu já elegi como o MEU ANO...

Assim que, sem planejamento prévio, decidi fazer o teste de vida de mochileiro que em breve pretendo adotar com o Raul Carlos, juntando umas peças de roupa, suficientes para encher uma bolsa pequena, chinelos de dedos, mais o essencial para higiene pessoal e resolvemos passar uns dias na Cidade Nova, instalados onde nos recebessem. Dia 22/12 chegamos na rua Buriti, onde vivi de 1981 a 1993, dos 12 anos aos 24 anos.

Na manhã de sexta-feira (23/12) passamos o dia no Bazar da Rua Flórida, na Cidade Nova I. No sábado (24/12), os primos Luis Filipe e Luis Henrique se esbaldaram de brincar com o Raul Carlos... Sem que eu tivesse ideia de fazer o registro fotográfico, um dos primeiros passeios foi de bicicleta - eu, Tércio Mesquita e Raul Carlos - pelas ruas Buriti, Graviola e Biribá e avenida Bacuri; ficou faltando a Cajarana e a Cupuaçu. No final do Pedal, um encontro inesperado - Marlon Xavier e Marcelo Lins, que junto aos irmãos Tércio, Tales e Teófilo Benarrós de Mesquita, dominaram a rua Buriti desde o início dos Anos 80, todos moradores originários, a partir de junho de 1981.

Depois, Amigo Oculto, com as participações especiais da Scarlett Syssi e da Maria Cecília, dos tios Raimundo e Selma Benarrós e do primo Ciro Benarrós. Pela manhã de domingo (25/12), a descoberta do presente solicitado, via carta, ao Papai Noel, no pé da Árvore de Natal da Ledice Mesquita. O guri entrou em estado de transe, de êxtase hipnótica. Passou o dia brincando, dando asas à sua imaginação e criatividade, nas pizzas e tortas que o Play Doh proporciona fabricar. Pude até me dedicar ao novo hobby - umas geladas, na companhia da Mamãe e da vizinha Luizete Polari.
Mas, no meio do caminho havia um convite e assim, antes do final da tarde, desembarcamos de mochila, cuia, uma caixa de Crystal e quatro litrões de Antarctica na Rua Peruíbe, onde Karlos Kleber e Taty se reuniam com familiares e convidados em torno de uma churrasqueia e um isopor até o tucupi de cerveja. Foi a vez dos primos Kaycky, Kauahn e Wendel compartilharem as brincadeiras com o Raul Carlos, assistidos pela Karla Karolina.
Sozinho, vi novamente o dia nascer, ao som do Rock Nacional dos Anos 80, época de ouro na minha Geração. Cedo já estava de pé, pois as crianças dormiram cedo, acordaram cedo, e aí ficou impossível continuar dormindo. Na segunda-feira, o dia foi dedicado para a gurizada, com direito a dominó. A Dupla Teófilo/Raul Carlos (Fast Clube/AM) deu uma surra em Kauahn/Wendel (Barcelona) - 265-105, quase um capote.
Era para voltarmos na segunda-feira (26/12) mas a alegria do Raul Carlos era tanta e incontida, que não tive coragem de quebrar o clima. Criança precisa da companhia de criança. Pode parecer óbvio, mas muitas vezes esquecemos disso. Criança precisa de programação voltada para criança [hoje em dia muitos adultos impõe seus cotidianos para os filhos, como regra e/ou obrigação a ser cumprida, querendo que as crianças se adaptem aos seus eventos...]. Criança tem o direito de sujar de vez em quando. De transgredir de vez em quando. De sair da rotina de disciplina, de vez em quando. Claro, tudo dentro de uma vigilância e um limite tolerável.

Assim, sem planejamento prévio mas com muita alegria, dedicando umas horas para o guri e podendo usufruir também de alguns momentos, já estou vivendo 2017. A todos e a todas, meu desejo é de um FELIZ 2017, TAMBÉM !!!

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[BOM DIA MUSICAL] - Ritmo da Chuva, com Demétrius

Teófilo Benarrós de Mesquita
Manaus/AM

BOM DIA AMIGOS, BOM DIA AMIGAS !!!
E haja chuva...

Olho para chuva que não quer cessar
Nela vejo o meu amor
Esta chuva ingrata que não vai parar
Pra aliviar a minha dor

Eu sei que meu amor pra muito longe foi
Numa chuva que caiu
Oh! Gente por favor pra ela vá contar
Que o meu coração se partiu

Chuva traga o meu benzinho
Pois preciso de carinho
Diga a ela pra não me deixar triste assim

O ritmo dos pingos ao cair no chão
Só me deixa relembrar
Tomara que eu não fique a esperar em vão
Por ela que me faz chorar

Oh! Chuva traga o meu amor
Chuva, chuva traga o meu amor
Add a playlist


Escute a música em: http://mais.uol.com.br/view/a57v9z42blp1/demetrius-ritmo-da-chuva-04020C9B3164C8994326?types=A&
Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

domingo, 25 de dezembro de 2016

[VÔLEI SENTADO] - Laiana Rodrigues fecha o ano com chave de ouro

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Divulgação

Manaus/AM - A paratleta Laiana Rodrigues não precisava mais provar nada este ano. Em setembro, a amazonense já havia orgulhado todo o País com a conquista do Bronze nas Paralimpíadas pelo Vôlei Sentado. Porém, para fechar 2016 em grande estilo, ela queria mais. E conseguiu. Em São Paulo/SP, ela conquistou a 1ª Liga Nacional Feminina de Paravôlei 2016, com a equipe do Sesi/SP, antes de retornar a Manaus/AM para uma um justo período de férias. A paratleta recebeu o apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

A equipe de Laiana disputou a final contra o ADP/GO e venceu após marcar 3-0, com parciais de 25-7, 25-23 e 25-17. “O melhor de tudo é retornar do Bronze das Paralimpíadas e ser acolhida por uma equipe tão grande como é o Sesi/SP, que é onze vezes Campeã de uma competição nacional. Então eu já estava me sentindo uma vitoriosa por isso e quando cheguei em São Paulo/SP fui super bem recebida pelo time, com muito carinho, foi muito legal”, disse.

Laiana participou da competição nacional como titular, a convite da comissão técnica do Sesi/SP. Os planos, agora, é de descansar nos próximos meses e recarregar as baterias para a temporada 2017, que promete muitas pontes aéreas Manaus/São Paulo. Além disso, a missão da paratleta para o novo ano será continuar na Seleção Brasileira e ir construindo um caminho sólido até as próximas Paralimpíadas. “A minha Comissão Técnica do Sesi/SP, Ronaldo Oliveira e o professor Célio, disseram que estavam confiando em mim e que eu iria ser a titular da equipe, e eu fiquei muito honrada, feliz ao extremo mesmo. Fui lá e não decepcionei, graças a Deus. Agora, chegando em Manaus/AM, o momento será de férias. Retorno para São Paulo/SP dia 6 de fevereiro e dia 15 venho para o Sesi/SP, treinar. Vou começar um novo ciclo, de campeonatos nacionais, internacionais e a busca sempre é por melhores resultados. Mas uma coisa é certeza, eu vou continuar a minha missão de me manter na Seleção Brasileira e é cedo para falar de Tokyo 2020, mas estarei empenhada sempre”, destacou.

Laiana é uma das poucas da Seleção Brasileira que tem experiência em atuar no desporto e paradesporto. Isso porque, ainda sem o comprometimento do membro inferior, ela iniciou no vôlei aos 14 anos e quatro anos mais tarde já fazia parte da Seleção Amazonense. Aos 18 anos, porém, a carreira foi interrompida quando foi diagnosticada com dengue hemorrágica e, na sequência, sofreu com Síndrome de Guillain-Barré. A doença causou uma sequela na perna direita e depois um período de revolta e muito sofrimento, Laiana foi morar com a Chefe de Departamento da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Lilian Valente, que convenceu a jovem a abandonar o curso técnico em Enfermagem e ingressar na Faculdade de Educação Física.

Depois de formada, Laiana passou a trabalhar com pessoas com deficiência (PCDs), primeiro na Secretaria Municipal de Esportes de Manaus/AM, e depois na Secretaria de Estado dos Direitos de Pessoas com Deficiência (Seped), por meio do projeto Viver Melhor – Atividades Motoras, até chegar ao Colégio da Policia Militar. “Após algum tempo atuando como professora, fui surpreendida com o convite do presidente da Associação Brasileiro de Vôlei Sentado (ABVP), Amauri Ribeiro, para fazer um teste para a Seleção Brasileira de Vôlei, depois dele me observar num evento esportivo. Me destaquei e muitas portas se abriram”, lembrou a paratleta.

Somando dois anos na Seleção Brasileira e títulos importantes, como o Mundial da Holanda e o Parapan-Americano de Toronto 2015, no Canadá, quando faturou Medalha de Prata, Laiana também é dona de uma Medalha de Bronze pelas Paralimpíadas e de Ouro pela 1ª Liga Nacional Feminina de Paravôlei 2016.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita