sábado, 17 de junho de 2017

[ATLETISMO] - Corrida Zé Gotinha na Floresta reúne corredores que abraçam a causa da doação de sangue

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Fotos: Antonio Lima/Sejel

Manaus/AM - Correr em prol da Saúde e pela Vida. Com esse pensamento, mais de 700 atletas entre profissionais e amadores participaram na manhã desta quinta-feira (15/06) da 3ª Edição da Corrida Zé Gotinha na Floresta, que incentiva os corredores a doarem sangue. O evento realizado no Círculo Militar de Manaus (Cirmman), na Chapada, Zona Centro-Sul, contou com um percurso misto de 7 quilômetros, sendo 2 quilômetros na pista e 5 quilômetros na trilha dentro da floresta. A corrida contou com o apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Organizado pelo Zé Gotinha, figura icônica das corridas no Amazonas - sempre com a cabeça em formato de gota de sangue - vivido pelo funcionário público Sérgio Silva, a disputa desta vez não contou com o tradicional pódio. Tudo para simbolizar a Vida e celebrar o Dia Mundial do Doador de Sangue, ocorrido na última quarta-feira (14/06). “Os verdadeiros Campeões são os que vieram e participaram da corrida. Eu só tenho a agradecer a todos que participaram, que são atletas e doadores, e aos que nos apoiaram. Essas pessoas realmente acreditam que a doação de sangue pode salvar vidas, o sangue é o combustível do corpo humano. Assim como o carro precisa de gasolina para se locomover, nós precisamos de sangue para viver”, contou Sérgio.

Outro fator solidário da prova foram as doações de alimentos. Cada corredor teve que doar 2 quilos de alimentos, o que rendeu meia tonelada de mantimentos arrecadados. “Estaremos doando essa meia tonelada de alimentos para famílias carentes, pessoas com câncer e alguns ribeirinhos”, declarou.

Com o primeiro lugar simbólico, o maranhense Juscelino Guedes, 42 anos, que vive há 16 anos na capital, conquistou pela segunda vez a Corrida. “Venci ano passado e agora de novo. Corro para colaborar com o evento que tem uma causa tão importante. E é isso aí que nos move”, contou o vencedor.

Apaixonado e adepto das corridas pedestres, o governador do Amazonas David Almeida, novamente calçou o tênis e vestiu a camisa branca e vermelha do evento. “Participo das atividades de Corrida para melhorar a qualidade de vida e participo, também, dos projetos de doação de sangue. É importante não só incentivar, mas também participar. Como sou adepto das duas coisas estou aqui nesse feriado, correndo, participando e incentivando as pessoas a praticarem esportes”, disse o Governador. “Correr uma prova mista é mais dificultoso, pois não é um terreno contínuo e o atleta sem dúvida alguma corre risco de lesão. Com cautela e cuidado a pessoa conclui a prova, como nós fizemos, sem se machucar”, comentou David (foto abaixo, com Sérgio Silva, o Zé Gotinha).
Não é comum ver um ex-craque do Futebol disputando as provas de Corrida. Mas ao contrário do que acontece com muitos que penduram as chuteiras, o ex-defensor e ex-treinador do Nacional/AM, Paulo Galvão, 67 anos, se tornou adepto da vida saudável após os campos de futebol.

Morando em Pernambuco, Galvão (foto abaixo) veio até Manaus/AM para organizar uma prova de Ultramaratona. Enquanto estuda os melhores traçados para a disputa, o ex-treinador, campeão Amazonense vestindo o manto azulino em 2002, aproveitou para abraçar a causa. “Faço parte de um grupo de Corrida, um consórcio, que nos ajuda a realizar o nosso sonho de correr em Manaus/AM e nadar no Rio Negro. Cheguei na última segunda-feira (12/06) e me deparo com uma Corrida assim, que valoriza a saúde e a doação de sangue, é muito gratificante”, contou.
Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

Nenhum comentário:

Postar um comentário