quarta-feira, 12 de julho de 2017

[TRIATHLON] - Fernanda Yuri Sasai conquista Prata no Campeonato Brasileiro

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - O Campeonato Brasileiro de Triathlon ocorreu neste final de semana, em Tocantins, e reuniu aproximadamente 200 atletas. Dentre eles, a amazonense Fernanda Yuri Sasai, 11 anos, representou muito bem o Amazonas e conquistou a Medalha de Prata pela competição, após encarar 200 metros de Natação, 5 quilômetros de Ciclismo e 1,5 quilômetros de Corrida. Para ir à competição, a atleta contou com o apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Na Natação e na Ciclismo, Fernada chegou a liderar pela sua categoria, mas no final da corrida viu uma atleta da casa ultrapassar. Mesmo assim, a jovem conta que ficou satisfeita com o resultado, uma vez que teve que superar a forte ventania que fazia no dia da prova. Essa não foi a primeira competição nacional da atleta. Em 2015 ela ficou com a Prata e em 2016 com o Bronze, quando ambas as provas foram em Caiobá/PR.

“Estou muito feliz com esse resultado, pois a prova foi difícil e tinha gente do Ceará, Rio de Janeiro, Paraná, entre outros locais, e estava bem forte. A água estava bem gelada e no percurso da Corrida eu já estava um pouco cansada. Mas tudo foi superação e eu gostei muito, pois meu objetivo é ganhar experiência”, disse Fernanda, que dentro de casa conta com uma referência do esporte: a Mãe e Triatleta, Yuri Sasai.

Fernanda iniciou na Natação aos cinco anos de idade e há dois anos vem encabeçando as principais competições da modalidade, sendo vista como promessa para as categorias mais avançadas. Há dois anos, começou a seguir os passos da Mãe e não largou mais o Triathlon. É comum ver a duas participando das mesmas provas em Manaus/AM e o famoso filho de peixe, peixinho é parece querer se cumprir ainda mais. Isso porque, a dupla disputa em agosto o Mundial, no Canadá.

“Estou muito orgulhosa do resultado da Fernanda no Brasileiro. É uma felicidade ver que ela está seguindo neste caminho e acredito que a tendência é ela evoluir cada vez mais. Apesar da idade, ela é dedicada e responsável, porque também treinamos juntas e pego no pé. Eu não a acompanhei em Tocantins e fiquei super nervosa, agitada, mas em agosto vou realizar o Mundial de Aqualthon e ela vai fazer uma prova em paralelo de Triathlon e aí, de alguma forma, poderei ajudá-la mais de pertinho”, comentou Yuri.

Em abril deste ano, Fernanda já havia conquistado o Circuito Curumim de Águas Abertas, na Ponta Negra, após enfrentar o percurso de 500 metros. Ela disputou a categoria pela Mirim I e finalizou a prova em 8min07seg. Enquanto Yuri, aos 47 anos, foi terceira colocada nos 3 quilômetros, no mesmo dia, pelo Rio Negro Challenge.

“É legal praticar o mesmo esporte que a minha mãe, comecei no Triathlon por causa disso. Treinamos juntas, tiro dúvidas com ela, fazemos quase que a mesma alimentação e isso aproxima a gente. É muito bom”, comentou a garotinha, que neste final de semana, sem descanso, vai atrás de outro pódio. Desta vez, ela vai disputar o Circuito de Natação de Velocidade de Categorias, no Sesi, localizado no Coroado. Lá, ela vai brigar pelas provas de 50 metros Livre, 50 metros Peito, 50 metros Borboleta e 4x100 metros Livre.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 10 de julho de 2017

[CAMPEONATO BRASILEIRO FEMININO 2017] - Santos/SP vence de novo e vai à Decisão

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Leandro Martins/ALLSPORTS

Manaus/AM - Não deu... Foi vibrante. Foi heróico. Foi lindo. Mas não deu.

Por causa do Iranduba/AM, Manaus/AM e o Amazonas e cantado e decantado hoje, em todo o Brasil, como a terra do Futebol Feminino.

Por causa do Iranduba/AM, o Santos/SP teve seu melhor público no Estádio Urbano Caldeira, a lendária e legendária Vila Belmiro: quase 7.500 pessoas, que tiveram acesso GRATUITO para assistir, na noite de sábado (08/07) a partida de Volta da Fase Semifinal do Campeonato Brasileiro Feminino de 2017. Durante toda a semana, Diretoria do Santos/SP e Imprensa Esportiva da cidade massificaram o convite para comparecimento da torcida. Ao final do jogo, Santos/SP se encheu de orgulho, pela inédita classificação para a Decisão, e pelo maravilhoso público.

E o Iranduba/AM, entre choro sentido e soluço, deve se orgulhar do legado que está a construir para o engrandecimento do Futebol Feminino. Nos dois últimos jogos, 40.478 PAGANTES, nos jogos da Arena Vivaldo Lima - 15.107 contra o Flamengo/RJ e 25.371 contra o Santos/SP. O grande público na Vila Belmiro, aliás, teve forte influência desse fenômeno chamado Iranduba/AM. A grande diferença foi que, enquanto em Manaus/AM os ingressos custaram R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia entrada, em Santos/SP a entrada foi gratuita.

O jogo que custou a desclassificação do Iranduba/AM foi emocionante, do início ao fim. O Hulk da Amazônia, precisando vencer para ir à Decisão, começou melhor, criando chances reais de gol. Mas, num descuido, em contra-ataque rápido, o Santos abriu o placar, logo aos 4 minutos de jogo, com Sole James. O Iranduba/AM quase empatou, aos 23 minutos, em cobrança de falta de Djeni que Dani tirou com a ponta dos dedos para escanteio. Três minutos depois a zagueira Brena tocou com a mão na bola dentro da área, em pênalti para o Iranduba/AM que Djeni converteu, empatando, já aos 28 minutos (foto da postagem).

A exemplo do primeiro tempo, o Santos/SP marcou um gol logo nos primeiro minutos, novamente com Sole James, agora aos 7 minutos. O Santos/SP teve boas chances de ampliar o placar, mas desperdiçou todas. O empate em 2-2, através de Mari, aos 34 minutos do segundo tempo, colocou fogo na partida. O Iranduba/AM tentava o gol da classificação mas acabou sofrendo o golpe fatal, em contra-ataque, aos 47 minutos, Brena bateu da intermediária e marcou um golaço, sacramentando a vitória a e classificação do Santos/SP para a Decisão.

Ficha Técnica:
Santos/SP 3-2 Iranduba/AM
Sábado, 8 de julho de 2017, às 20 horas (de Manaus/AM)
Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos/SP
Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino
Semifinal - Jogo de Volta
Árbitro: Salim Fende Chavez/SP
Assistente 1: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo/SP
Assistente 2: Renata Ruel Xavier de Brito/SP
4º Árbitro: Adeli Mara Monteiro/SP
Cartões amarelos: Carol Arruda 39 minutos do primeiro tempo. Monalisa 36 minutos do segundo tempo.
Gols: Sole James 4 e Djeni (pênalti) 28 minutos do primeiro tempo. Sole James 7, Mari 34 e Brena 47 minutos do segundo tempo.
Santos/SP: Dani; Katiuscia, Carol Arruda, Camila e Dani Silva; Maria, Brena, Maurine (Cida 28/2º) e Patrícia Sochor; Ketlen (Juliette 33/2º) e Sole James. Treinador: Caio Couto.
Iranduba/AM: Rubi; Monalisa, Karen, Sorriso e Letícia (Elisa 44/2º); Driely (Mica 29/2º), Djeni, Mayara (Thais 20/2º) e Mari; Dany Helena e Kamilla. Treinador: Sérgio Duarte.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita