quinta-feira, 20 de julho de 2017

[VÔLEI DE PRAIA MÁSTER] - Ponta Negra recebe Campeonato com cunho social

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - Neste final de semana, a Ponta Negra, localizada na Zona Oeste de Manaus/AM, será palco do 2º Campeonato Proerd de Vôlei de Praia, Programa Social da Policia Militar do Amazonas que tem como objetivo afastar crianças, jovens e adultos das drogas e incluir por meio das práticas esportivas. O evento é aberto ao público e tem o apoio do Governo do Amazonas, por intermédio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel). No sábado (22/07), o evento começa às 13 horas e no domingo (23/07), às 9 horas.

Serão 21 equipes na competição Máster, que terá atletas a partir dos 30 anos no naipe Feminino e 35 anos no Masculino. Cada equipe será formada em quartetos para definir o Campeão e a Campeã do torneio. A organizadora do evento, Aíla Fernandes, explica que além do espírito competitivo, vale a importância do Projeto Social em benefício às crianças. “Com o esporte podemos praticar a disciplina, a responsabilidade social e a educação. Então, o Proerd tem esse objetivo, de promover a integração das práticas esportivas com a sociedade, para que muitas crianças possam ter uma vida saudável longe das drogas”, disse Aíla.

Além de combater o uso de substâncias ilícitas, o Programa também é voltado para prevenção da violência doméstica e bullying nas escolas. O coordenador estadual do Proerd no Amazonas, tenente-coronel Audiney Ferreira Pinto, comenta que várias escolas são beneficiadas com o projeto e acredita no futuro melhor em relação às crianças. “Já beneficiamos mais de quatro mil crianças no Projeto Social e educar com respeito e disciplina as nossas crianças através do esporte é cuidar do nosso futuro. Plantamos aqui para colher lá na frente, e o nosso programa tem dado certo”, explica Audiney.

Na sua segunda edição do Campeonato, são esperadas uma média de duas mil pessoas nos dois dias do evento. Para Audiney, o local e a desenvoltura do Proerd são alguns dos fatores para atrair um grande público. “Tivemos nossa primeira edição em dezembro do ano passado e o público girou em torno de mil pessoas. Por ser um dos pontos turísticos mais famosos da cidade e pelo programa beneficiar várias famílias, acredito que esse campeonato será um sucesso”, espera o coordenador.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) é uma parceria da Policia Militar do Amazonas (PMAM) com a Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) para prevenção ao uso de drogas e violência junto aos adolescentes da rede estadual de ensino da capital e do interior do Amazonas. Criado no Rio de Janeiro em 1992 e implantado no Amazonas em 2002, o Proerd tem o objetivo de ensinar através das práticas esportivas as resistências de pressões e influencias que possam levar ao uso de entorpecentes, à pratica do bullying e atos de violência.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

terça-feira, 18 de julho de 2017

[LUTA OLÍMPICA] - Amazonenses são destaque no Pan-Americano e no Sul-Americano, na Argentina

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - Sete medalhas. Este foi o saldo da delegação amazonense de Luta Olímpica no Pan-Americano e Sul-Americano da modalidade, competições que ocorreram em Buenos Aires, na Argentina. Já em Manaus/AM, os atletas comemoram o bom resultado nos eventos internacionais e voltam a treinar com tudo para as próximas missões. Para a temporada, os atletas receberam apoio do Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Pelo Campeonato Sul-Americano Cadete de Wrestling medalharam Ketellen Fernandes (2° lugar na Categoria até 43 quilos), Diana Alves (2° lugar na Categoria até 56 quilos), Helisson Bresson (1° lugar na Categoria até 46 quilos e atleta destaque da competição), Paulo Listik (1° lugar na Categoria até 58 quilos), Cristian Leite (1° lugar na Categoria até 63 quilos), Bryan Lucas (2° lugar na Categoria até 54 quilos). No Pan-Americano, subiu ao pódio Ketellen Fernandes (3° lugar na Categoria até 43 quilos).

De acordo com o professor Anderson Alves, que acompanhou a delegação, o Amazonas ainda conquistou a façanha da primeira medalha de Ouro num Sul-Americano. “Esses garotos fizeram história, foi a primeira vez que chegaram ao primeiro lugar no Sul-Americano, lutando contra grandes potências como Guatemala, Venezuela e Equador. Sendo assim, conseguimos fazer frente com todos estes países de igual para igual e deixar nosso nome cravado fora do Brasil e representando muito bem nosso esporte”, comentou Alves, ao frisar que a atleta Ketellen Fernandes conseguiu índice para disputar o Campeonato Mundial que acontecerá na Grécia, em setembro. Essa foi a primeira competição internacional da jovem de 15 anos.

Ainda segundo o treinador, os eventos internacionais estão servindo como base para a equipe amazonense, uma vez que o próximo objetivo dos atletas são os Jogos Olímpicos da Juventude. “Em outubro deste ano e janeiro de 2018 teremos outras seletivas que classificarão os atletas para os Jogos Olímpicos da Juventude. Se conseguirmos entrar, isso vai ser maravilhoso, pois nunca o Estado conseguiu classificar atletas para essa competição. Vai ser algo inédito e vamos batalhar por isso”, destacou.

Durante as duas semanas na Argentina, a delegação ainda realizou um camp no complexo esportivo León Najndel Cenard, local semelhante a Vila Olímpica, que deu suporte para as competições e que também ofereceu intercâmbio para os amazonenses.

Resultado Campeonato Pan-Americano Cadete de Wrestling
Ketellen Fernandes - Medalha de Prata na Categoria até 43 quilos.
Bryan Lucas - 4°lugar na Categoria té 54 quilos.
Paulo Listik - 7° lugar na Categoria até 58 quilos.
Cristian Leite - 4° lugar na Categoria até 63 quilos.

Resultado Campeonato Sul-Americano Cadete de Wrestling
Ketellen Fernandes - Medalha de Prata na Categoria até 43 quilos.
Diana Alves - Medalha de Prata na Categoria até 56 quilos.
Helisson Bresson - Medalha de Ouro na Categoria até 46 quilos e Destaque da competição
Bryan Lucas - Medalha de Prata na Categoria até 54 quilos.
Paulo Listik - Medalha de Ouro na Categoria até 58 quilos.
Cristian Leite - Medalha de Ouro na Categoria até 63 quilos.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[BOM DIA MUSICAL] - Menino do Rio, com Baby (Consuelo) do Brasil

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Pouquíssimos conhecem Bernadete Dinorah de Carvalho. Os mais antigos são capazes de reconhecerem Baby Consuelo. Atualmente, ela é Baby do Brasil. Natural de Niterói/RJ, ela completa nesta terça-feira (18/07) 65 anos de idade e Blog do Teófilo escolheu Menino do Rio, composição de Caetano Veloso para o o 102º Bom Dia Musical, em Homenagem a Baby (Consuelo) do Brasil, que começou a carreira artística em 1969, no Grupo Novos Baianos. Menino do Rio, de 1980, foi seu primeiro sucesso na carreira solo, e tema da novela global Água Viva. É uma versão masculina de Garota de Ipanema, em homenagem de Caetano ao surfista José Artur Machado, o Petit.

O Hawaí, seja aqui, tudo o que sonhares... Todos os lugares, as ondas dos mares...

Copie esse link para assistir e escutar o Clipe de Lançamento de Menino no Rio, no Programa Fantástico https://www.youtube.com/watch?v=PCHBpkaqM1Y

Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Dragão tatuado no braço
Calção corpo aberto no espaço
Coração, de eterno flerte
Adoro ver-te...

Menino vadio
Tensão flutuante do Rio
Eu canto prá Deus
Proteger-te...

O Hawaí, seja aqui
Tudo o que sonhares
Todos os lugares
As ondas dos mares
Pois quando eu te vejo
Eu desejo o teu desejo...

Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Toma esta canção
Como um beijo...

Menino do Rio
Calor que provoca arrepio
Dragão tatuado no braço
Calção corpo aberto no espaço
Coração, de eterno flerte
Adoro ver-te...

Menino vadio
Tensão flutuante do Rio
Eu canto prá Deus
Proteger-te...

O Hawaí, seja aqui
Tudo o que sonhares
Todos os lugares
As ondas dos mares
Pois quando eu te vejo
Eu desejo o teu desejo.


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

segunda-feira, 17 de julho de 2017

[GINÁSTICA RÍTMICA] - Delegação Amazonense conquista 10 Medalhas no Regional Norte

Da Assessoria de Comunicação da Sejel
Foto: Mauro Neto/Sejel

Manaus/AM - As Ginastas do Amazonas fizeram bonito no Torneio Regional de Ginástica Rítmica - Norte, que ocorreu na cidade de Boa Vista/RR, de 6 a 9 de julho. Ao desembarcar em Manaus/AM na última quarta-feira (12/07), trouxeram na bagagem um total de 10 Medalhas, sendo quatro de Ouro, quatro de Prata e duas de Bronze. Todas as atletas integram o Centro de Treinamento do Amazonas Bianca Maia Mendonça, localizado na Vila Olímpica de Manaus, Dom Pedro, e recebem apoio do Governo do Amazonas, por intermédio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Com o bom resultado na competição regional, as atletas se classificaram para o Torneio Nacional de Ginástica Rítmica, que acontece de 18 a 22 outubro, em Chapecó/SC. “Estamos muito felizes com os resultados das nossas meninas. Ao todo, o Amazonas foi com 38 atletas, uma boa delegação, e estivemos conquistando as principais categorias e provas. Posso dizer que nosso Estado foi realmente um dos que mais se destacou e isso é resultado de muito trabalho”, disse a presidente da Federação Amazonense de Ginástica (FAG), Alessandra Balbi.

Pelo Pré-Infantil Nível II, quem se deu bem foi Ana Vitória Marambaia/Manaus EC (Ouro), Yanna Quadros/Manaus EC (Prata), Ana Carolina Arce/ Manaus EC (Bronze), Alice Santos/Manaus EC (quarto lugar, classificada para o Torneio Nacional).

No Infantil Nível II, subiu ao pódio Giovanna Duttenhoofer/ADAMCE (Ouro), Eduarda TsuiTsui/Manaus EC (Prata), Lara Dias/Associação Atlética Adalberto Valle Clube (quarto lugar, classificada para o Torneio Nacional).

Na disputa pelo Infantil I, as atletas que se destacaram foram Ana Luiza Freitas/Associação Atlética Adalberto Valle (Prata) e Hadassa Vitória Castro – ADAMCE (Bronze). Nos Conjuntos, brilharam pelo Pré-Infantil o Manaus EC (Ouro), o Centro Esportivo e Cultural do Amazonas/CECAM (Prata), e no Infantil o CETEP (Ouro).

Para a técnica do CETEP, Emile Paes, a conquista da colocação mais desejada pelas competidores, o primeiro lugar, foi resultado de muito empenho. Segundo ela, em alguns dias de treinos, a preparação iniciava pela manhã e seguia até a noite. Tanto esforço, deixou a professora que soma apenas um ano com o clube orgulhosa e agora o objetivo é conquistar o Torneio Nacional, onde as principais adversárias devem ser Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

“Estou há um ano com essa equipe. Sou de São Paulo, comecei a dar aula aqui e somo mais de 20 anos de carreira como técnica. Para mim, é uma alegria e orgulho enorme ver minhas meninas com essa Medalha de Ouro, mas o caminho não foi fácil. A preparação física, a sincronização, o manusear dos aparelhos, e o foco foram essenciais para a vitória. Tinha dias que treinávamos por cinco horas e outras que passávamos de oito horas. Graças a Deus, obtivemos sucesso”, disse a comandante, que também conta com o auxílio do marido na preparação, o técnico Luís Martins.

Em sua segunda competição regional, Yasmim Helena Alencar, 11 anos, conta que o Ouro é sinônimo de evolução no esporte. Em 2015, pela mesma competição, a garota competiu no individual e não teve a mesma felicidade em conquistar uma medalha. Desta vez, a história foi diferente e para melhor.

“Essa medalha tem um significado muito importante para mim. Ela representa todo o nosso esforço, as dores que passamos, as horas de treino, o desconforto, e é muito bom ser recompensada por tanta dedicação. Em 2015 eu não tive um bom resultado e meu objetivo sempre vou crescer nessa modalidade. Acho que estou no caminho certo”, afirmou Yasmim, que medalhou com o conjunto após se apresentar com o tema A Era do Gelo.

Resgatando a trilha sonora de um dos personagens eletrônicos mais famosos do mundo, o Mario, a técnica Lorena Miller, 24 anos, comemorou a conquista da segunda colocação. A jovem explica que essa foi a estreia de sua equipe em competições. “Foi um resultado super positivo para a gente, ficamos felizes, pois foi a nossa estreia e isso dá mais vontade de continuar. Treinamos três vezes na semana, por aproximadamente cinco horas, e vamos continuar em busca de muito mais e sempre focadas em fazer o melhor”, contou.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita