domingo, 19 de maio de 2019

[SÉRIE D 2019] - Manaus FC/AM goleia Galvez/AC e lidera Grupo

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antônio Assis/FAF

Manaus/AM - Embalado pela vitória fora de casa no jogo de estreia do Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão 2019, a Série D, o Tricampeão Amazonense, Manaus FC/AM, voltou a vencer, na tarde deste sábado (11/05), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM. A vítima da vez foi o Galvez/AC, goleado por 5-2.

O Gavião do Norte começou arrasador e logo aos 2 minutos quase abriu o marcador, quando Panda acionou Negueba na esquerda, que cruzou buscando Hamilton, com o meia atacante furando na hora da conclusão. No lance seguinte, Rossini, pela direita, tocou para o volante artilheiro Derlan, que soltou a bomba, por cima do travessão, com muito perigo.

Depois desses dois lances, o time amazonense deu uma esfriada, e o Galvez/AC equilibrou a partida. Só voltou a chegar com perigo aos 17 minutos, com Panda arriscando de fora da área, à esquerda. Aos 23 minutos, em jogada individual pela direita, Derlan é derrubado. Na cobrança, no minuto seguinte, Rossini joga na área e Matheus Oliveira, de cabeça, abre o placar.

Thiago Spice quase ampliou o marcador aos 36 minutos, após conduzir a bola desde o campo de defesa, sem ser incomodado na marcação, e soltar a bomba, rasteira, com grande defesa de Thiago Rocha. O segundo gol surgiu aos 40 minutos, após Derlan tocar para Matheus Oliveira, se projetar, receber na frente, e bater na saída do goleiro adversário, com categoria.

Aos 45 minutos, Igor inverteu da direita para a esquerda, onde Panda dominou e cruzou, com Matheus Oliveira subindo livre, de cabeça, mas desperdiçando. Negueba, aos 47 minutos, arriscou com perigo e Rossini, em cobrança de falta no minuto seguinte, exigiu defesa de Thiago Rocha.

Com quatro minutos de acréscimos, o primeiro tempo terminou com a vitória parcial de 2-0 do Manaus FC/AM. Em desvantagem, Zé Marco voltou para o segundo tempo com uma alteração no Galvez/AC, com a entrada de Ciel na vaga de Daniego.
O segundo tempo começou com o mesmo script do primeiro tempo: Manaus FC/AM no ataque. No primeiro minuto, Derlan pegou um rebote e encheu o pé, com muito perigo, embora para fora. Aos 8 minutos veio o terceiro gol, após cobrança de falta do Galvez/AC na barreira, Matheus Oliveira é lançado em contra-ataque, arranca do campo defensivo, dribla Thiago Rocha e toca para o gol, ampliando.

Jonathan foi acionado aos 12 minutos, em chute de Marcelo Brás, com fácil e segura defesa. A segunda alteração de Zé Marco veio em seguida, com a entrada de Matheus Andrade no lugar de Giovani. O nome da partida, com dois gols e duas assistências, Matheus Oliveira foi susbtituído, aos 17 minutos, por Sávio.

Em desvantagem significativa, o Galvez/AC tentou apertar o ritmo para diminiur o placar. Reginaldo Júnior avançou pelo meio, sem marcação, e bateu com perigo, aos 19 minutos. A resposta foi imediata, com Vandinho, mas também para fora.

O time acriano marcou seu primeiro gol aos 23 minutos, quando Adriano Narcizo recebeu lançamento logo, da esquerda, dominou já tirando Jonathan da jogada e bateu para o gol, diminuindo o placar. Em seguida, Wellington Fajardo fez a terceira e última alteração no Manaus FC/AM, com Jean Carlos substituindo Negueba. Zé Marco também queimou sua terceira e última mudança, tirando Wilson e colocando Nesso.

O Galvez/AC ensaiou uma leve pressão. Aos 32 minutos, Pedro Balú tabelou com Nesso e arriscou, com a bola desviando na zaga e saindo em escanteio. Após a cobrança, Renato pegou o rebote, da entrada da área, mas bateu por cima do gol. Quatro minutos depois foi a vez de Reginaldo Júnior surgir no ataque, como elemento surpresa, cabeceando com perigo, assustando.

O sufoco terminou aos 42 minutos, em contra-ataque de três contra três, com Hamilton tocando, na linha do meio de campo, para Sávio, aberto na esquerda, cruzar na medida para Jean Carlos bater de chapa, com estilo, marcando o quarto gol.

Nos acréscimos, aos 47 minutos, Adriano Narcizo fez fila pela direita, deixando para trás Hamilton, Vandinho e Martony, e bateu à esquerda de Jonathan, voltando a marcar para o Galvez/AC. Um minuto depois, Igor faz longo lançamento para Hamilton, que domina na grande área e rola com estilo para Jean Carlos dar números finais à goleada do Manaus FC/AM, líder absoluto do Grupo A02 da Série D 2019 e a 15 jogos invictos.

Ficha Técnica:
Manaus FC/AM 5-2 Galvez/AC
Sábado, 11 de Maio de 2019, às 17 horas (de Manaus/AM)
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão - Série D 2019
Segunda Rodada da Primeira Fase - Grupo A02
Árbitro: João Ennio Sobral/RJ
Assistente 1: Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sá/RJ
Assistente 2: Daniel de Oliveira Alves Pereira/RJ
4º Árbitro: Freddy Rafael Lopez Fernandez/AM
Analista de Campo: Raimundo Nonato da Silva/AM
Renda: R$ 2.775,00
Público pagante: 183 (433 presentes)
Cartões amarelos: Neném 19 minutos do primeiro tempo. Matheus Andrade 24, Panda 28 e Thiago Spice 48 minutos do segundo tempo.
Gols: Matheus Oliveira 24 e Derlan 40 minutos do primeiro. Matheus Oliveira 8, Adriano Narcizo 23, Jean Carlos 42, Adriano Narcizo 47 e Jean Carlos 48 minutos do segundo tempo.
Manaus FC/AM: Jonathan; Igor, Thiago Spice, Patrick (Martony 28/1º) e Negueba (Jean Carlos 23/2º); Panda, Derlan, Vandinho e Hamilton; Rossini e Matheus Oliveira (Sávio 17/2º). Treinador: Wellington Fajardo.
Suplentes: Milton, Bruno Saul, Pelezinho, Martony, Ezequiel, Jean Carlos, Vitinho, Ivan e Sávio.
Galvez/AC: Thiago Rocha; Pedro Balú, Reginaldo Júnior, Renato e Thiago Santos; Wilson (Nesso 27/2º), Neném, Geovani (Matheus Andrade 15/2º) e Daniego (Ciel no intervalo); Adriano Narcizo e Marcelo Brás. Treinador: Zé Marco.
Suplentes: Gabriel, Nesso, Cristian, Ciel, Binho e Matheus Andrade.

Com cordiais,
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

sábado, 11 de maio de 2019

[SÉRIE D 2019] - Fast Clube/AM vence São Raimundo/RR na estreia

Teófilo Benarrós de Mesquita
Fotos: Antônio Assis/FAF

Manaus/AM - Novo time. Novo treinador. Nova realidade. Após passar 12 jogos sem vencer, da sétima rodada da Primeira Fase do Campeonato Amazonense 2019 até o segundo jogo da Decisão, o Vice-Campeão Amazonense, Fast Clube/AM, mudou tudo. Trouxe (de volta) o treinador Aderbal Lana e 9 reforços, dos quais 7 já foram titulares na estreia do Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão, a Série D 2019.

Em campo, 4 remanescentes, a dupla de zaga Guigui e Carlinhos Rocha, o meia William Saroá e atacante Ronan. Do Princesa do Solimões/AM, o meia Thiago Bigo (que disputou a Série D 2018 pelo Manaus FC/AM). E do Nacional/AM, de onde veio Lana, seis novos titulares: o goleiro André Regly, os laterais Paulo Rossíneo (pela direita) e Bernardo (na esquerda), o volante Felipe Eduardo e os atacantes Ray e Romarinho.

O adversário, finalista do Roraimense 2019, não atuava desde o final do mês de abri e veio com quatro desfalques: o zagueiro Siri, o meia Anderson e os atacantes Raí e Monga, artilheiro do time.

Com uma formação extremamente ofensiva, o Fast Clube/AM manteve mais posse de bola nos primeiros minutos da partida, quase sempre sufocando o Mundão. Porém, a primeira chance real de gol só aconteceu aos 7 minutos, quando Paulo Rossíneo desceu pela direita e cruzou nos pés de Ronan, que furou na hora do arremate. Willian Saroá pegou a sobra e encheu o pé, com a bola desviando na zaga.

O Fast Clube/AM voltou a atacar com perigo aos 11 minutos, em jogada individual de Romarinho que rolou para Bernardo encher o pé, de fora da área, com Diego mergulhando no canto direito para fazer difícil defesa. Dois minutos depois o São Raimundo/RR assustou, em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo, de Kayo, com Paulo cabeceando com muito perigo, livre de marcação, mas por cima da meta de André Regly.

O goleiro André Regly fez ligação direta, aos 15 minutos, com Ray ganhando a disputa aérea e a bola sobrando para Romarinho, dentro da área, que chutou cruzado, com ninguém aparecendo para desviar, na extensão da área. Na sequência, aos 17 minutos, Ronan toca para Paulo Rossíneo, na direita, que recua para Thiago Bigo, dentro da área. O chute saiu fraco, mas houve desvio para escanteio.

Parecia que o gol do Fast Clube/AM era apenas uma questão de tempo. E assim, aos 19 minutos, Romarinho recebeu de Bernardo na esquerda, deixou dois adversários na saudade, entrou na área e acabou derrubado pelo terceiro marcador, com pênalti marcado. Na cobrança, no minuto seguinte, Willian Saroá bateu forte, no meio do gol, com Diego pulando para o lado direito.

Mais tranquilo com a vantagem, o Fast Clube/AM continuou com mais posse de bola e dominando a parte, invariavelmente no campo de ataque. Aos 36 minutos, em outra boa jogada de Paulo Rossíneo pela direita, Ray girou o corpo mas pegou fraco após o cruzamento, com Diego defendendo com facilidade.

Em boa jogada individual de Ygor, aos 40 minutos, o São Raimundo/RR ganhou falta perigosa, na entrada da área. Luã cobra tirando da barreira e André Regly espalma a escanteio, voando no ângulo superior esquerdo. Aos 45 minutos, Thiago Bigo cobrou escanteio pela direita e Carlinhos Rocha surgiu de surpresa, de cabeça, como uma flecha, quase ampliando, com a bola saindo com perigo, à esquerda de Diego.

No lance seguinte, aos 47 minutos, Marcos Felipe recebe na entrada da área mas demora muito para finalizar, permitindo que a marcação chegasse e travasse a conclusão. Mas a primeira etapa terminou com a vitória parcial do Tricolor de Aço.

O segundo tempo começou com boa chance do São Raimundo/RR, aos 3 minutos, em jogada individual de Ygor, que tocou par Kayo arriscar de fora da área, para boa defesa de André Regly. Ronan pedalou em cima do adversário, aos 7 minutos, após receber de Ray, avançou, entrou na área, mas bateu por cima da trave, com muito perigo.

Porém, a ducha de água fria veio aos 11 minutos. Ricardinho recebeu de Belão, deu um drible desconcertante em Paulo Rossíneo e, cara a cara com André Regly, bate colocado, no canto esquerdo, empatando a partida. O gol desestabilizou a equipe amazonense e o time visitante passou a ter mais ação em campo.

Foi o suficiente para que Aderbal Lana começasse as substituições, buscando readquirir o domínio da partida. Aos 14 minutos, tirou Thiago Bigo e colocou Ramonzinho em campo. Nome do jogo, Romarinho faz fila, passando por três marcadores e, mesmo tendo a chance de conclusão, rola para Ray, que erra o domínio de forma bisonha, aos 19 minutos... A senha para ser substituído, logo a seguir, pelo volante Igor.

Em seu primeiro lance, aos 23 minutos, após cobrança de falta longa da esquerda, Igor surgiu com liberdade, após falha de marcação da defensiva adversária, e cabeceou de dentro da pequena área, com Diego salvando no reflexo, à queima-roupa, milagrosamente. Em resposta, Ricardinho faz jogada pelo meio e toca para Marcos Felipe, impedido na esquerda.

Satisfeito com o empate, o São Raimundo/RR passou a administrar o resultado, valorizando a posse de bola. Em sua terceira e última alteração, Aderbal Lana tornou o Fast Clube/AM ainda mais ofensivo, tirando Willian Saroá e colocando Cassiano, aos 30 minutos, partindo para o tudo ou nada.

E o arisco atacante já começou dando trabalho, em boa jogada pela direita e passe para Ronan, que bateu para fora. Paulo Rossíneo pegou um rebote frontal, aos 32 minutos, mandando um balaço, raspando a trave esquerda de Diego, com muito perigo. Seis minutos depois, novamente de cabeça, Igor teve outra grande chance, após cobrança de escanteio de Ramonzinho pela esquerda. Na resposta imediata e aproveitando falha de Bernardo pelo lado esquerdo, João Paulo recebe na meia lua e bate colocado, para defesa segura de André Regly.

O goleiro Diego salvou a meta duas vezes seguidas, na mesma jogada, aos 42 minutos. Depois de roubada de bola de Cassiano, Romarinho recebeu bom passe, entrou na área e bateu cruzado e forte, com o goleiro espalmando com dificuldade. No rebote, Cassiano bateu para nova defesa de Diego, fechando o ângulo.
A vitória surgiu aos 45 minutos, pela persistência, na terceira tentativa de cabeçada de Igor no jogo. Ramonzinho cobrou escanteio pela direita e Igor, desta vez quase sem sair do chão, cabeceou para o fundo das redes, garantindo a vitória tricolor na estreia da Série D 2019. Na comemoração, no meio da torcida, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso da partida.

Ficha Técnica:
Fast Clube/AM 2-1 São Raimundo/RR
Terça-feira, 7 de Maio de 2019, às 20 horas (de Manaus/AM)
Estádio Ismael Benigno, a Colina, em Manaus/AM
Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão - Série D 2018
Primeira Fase - Grupo A01
Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso/PA
Assistente 1: Márcio Gleibson Correia Dias/PA
Assistente 2: José Ricardo Guimarães Coimbra/PA
4º Árbitro: Freddy Rafael Lopez Fernandez/AM
Delegado: Lázaro D'Angelo Pinheiro/AM
Analista de Campo: Reginaldo Vasconcelos Noronha/AM
Renda: R$ 2.430,00
Público pagante: 233 (308 presentes)
Cartões amarelos: Ray 31 e Paulo 44 minutos do primeiro tempo. Belão 9, Ricardinho 26, Igor 28, Kayo 33 e Ramonzinho 47 minutos do segundo tempo.
Expulsão: Igor (pelo segundo cartão amarelo) aos 45 minutos do segundo tempo.
Gols: William Saroá 20 minutos do primeiro tempo. Ricardinho 11 e Igor 45 minutos do segundo tempo.
Fast Clube/AM: André Regly; Paulo Rossíneo, Guigui, Carlinhos Rocha e Bernardo; Felipe Eduardo, William Saroá (Cassiano 30/2º) e Thiago Bigo (Ramonzinho 14/2º); Ronan, Ray (Igor 23/2º) e Romarinho. Treinador: Aderbal Lana.
Suplentes: Oliveira, Rondinelli, Antony, Igor, Ramonzinho, Cassiano e Caio Jonh.
São Raimundo/RR: Diego; Paulo, Luã (André Alves 37/2º), Alan e Kaio; Maranhão, Igor, Belão e Ricardinho; João Lucas (José Júnior 21/2º) e Marcos Felipe (João Paulo 29/2º). Treinador: Francisco Moura Viana.
Suplentes: Marcos Aurélio, André Alves, Vicente, Benício, João Paulo, Yuri, José Júnior, Matheus Moura e Gustavo.

Com cordiais,
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quarta-feira, 8 de maio de 2019

[BOM DIA MUSICAL] - Tempo Bom, com Chico da Silva

Teófilo Benarrós de Mesquita
Foto: Facebook de Chico da Silva
www.facebook.com/chicodasilvacantor

Manaus/AM - Pela segunda vez, ele está no Bom Dia Musical do Blog do Teófilo, Ano X, em Homenagem aos seus 74 anos de Vida, celebrado nesta quarta-feira (08/05).

É autor e intérprete de grandes sucessos do Samba e do ritmo amazonense dp Boi Bumbá, como É Preciso Muito Amor, Pandeiro É Meu Nome, Esquadrão do Samba, Cantiga de Parintins, Sonhos de Menino, Tudo Mudou, Dinorá, Convite à Roberto Carlos, Vermelho (do Boi Garantido), Domingo de Manaus, Diário de Um Boêmio, Deus Menino e Barba Azul, dentre tantos.

Nasceu em Parintins/AM, a Ilha Tupinambarana, em 1945, batizado como Francisco Ferreira da Silva e ultrapassou as fronteiras culturais de nosso Estado como Chico da Silva.

Quem em 2019 não nos falte um papagaio prá soltar, uma chegada na lagoa com os amigos, um bate bola no campinho improvisado no quintal...!!!

Copie esse link para escutar Tempo Bom - https://www.youtube.com/watch?v=WqGtGMP9eZw

Daquele tempo de menino ainda tenho no meu peito muita saudade (...) E não faltava um bate-bola no campinho improvisado no quintal.

Daquele tempo de menino
Ainda tenho no meu peito muita saudade
Rodar peão, estilingue no pescoço e papagaio pra soltar

Mamãe me acordava cedo
Menininho toma banho e vai se aprontar
Vou ficar lhe vigiando e no caminho da escola
Você vê se dá um jeito de não se sujar

E sempre com os meus amigos
Uma chegada na lagoa não fazia mal
E não faltava um bate-bola no campinho
Improvisado no quintal.

De tudo que chegou primeiro
minha primeira namorada se perdeu de mim
e só ficou minha viola, meu cavaco, meu pandeiro e tamborim!!
Que tempo bom!

Que tempo bom, que não volta nunca mais... (2x)


Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita


terça-feira, 7 de maio de 2019

[CLUBES DO AMAZONAS] - Multicampeão, Ediglê assume Coordenação da Base do Nacional/AM

Do Site Oficial do Nacional/AM
https://www.nacionalfc.com.br/


Manaus/AM - Dono de um currículo que o faz referência por onde passa, Ediglê Quaresma Farias, sempre mostrou o gostinho que queria ter conquistado mais dentro de campo, mas, tudo tem seu tempo e sua oportunidade e, aos 39 anos, o zagueiro que conquistou Libertadores e Mundial com o Internacional/RS decidiu que era hora de pendurar as chuteiras... O cearense escolheu o São Raimundo/AM para dar um ponto final a carreira do qual levou tantas alegrias aos seus torcedores.

“Último clube que atuei foi o São Raimundo/AM, em 2018. Clube que me ajudou bastante, inclusive a sair de Manaus/AM, por isso, decidi encerrar minha carreira aqui”, lembrou.

Os títulos conquistados por ele fazem os olhos de muito aspirante a jogador de futebol se encher de esperança, pois o agora professor Ediglê, que completa 41 anos de idade no próximo dia 13/05, assumiu um papel de dar oportunidades a quem tem talento e almeja conquistar o mundo, igualmente ele fez.

“Quando decidi parar, comecei a trabalhar com base aqui no Amazonas, na Escola Furacão e na Escola Inter. A gente desenvolveu um trabalho bacana, conseguiu colocar alguns jogadores fora do Estado”, contou.

Conhecido por sua postura dentro de campo, o defensor é referência para o Nacional/AM, pois já defendeu as cores do clube e por isso, foi escolhido para trabalhar com a base. Ediglê foi contratado para assumir o posto de Coordenador de Base no Leão da Vila Municipal. Ele revela sua expectativa com o convite já aceito.

“Surgiu o convite para poder ajudar o Nacional/AM nessa área de coordenação e minha expectativa é de poder fazer o Nacional/AM a ser o que era a um tempo atrás, um clube que revelava e exportava muitos jogadores. Então, a gente vem nesse intuito de poder resgatar isso no clube”, destaca.

Questionado sobre a sua nova profissão, o ex-zagueiro faz questão de expor o quanto se identifica com os garotos da Base e não economiza elogios a Comissão Técnica que está à frente do elenco nacionalino.

“A gente se identifica com esses garotos, sabe de onde veio e tem consciência disso. A gente conhece bastante jogadores, até porque vem trabalhando há um tempo na Base, tanto eu, quanto o professor José Ribamar, professor Pedro, professor Raphael e tem feito essa mescla, um ajudando ao outro. O Nacional/AM está em boas mãos”, ressalta.

Como voz da experiência, Ediglê, ao falar da importância da base na vida de um atleta, não hesita e resume: “Base é tudo”.

“A base é o que vai te sustentar, te dar uma visão do futuro. Então, sempre que você começa embaixo e começa bem, você tem todas as chances de ter uma carreira de sucesso, com obediência técnica, obediência tática, obediência nas situações extra campo, no colégio, com a Família, tudo isso faz parte da base e aqui a gente vai passar esses ensinamentos e esperamos ter sucesso”, completa destacando os pontos que serão trabalhados na base do Mais Querido.

CARREIRA VITORIOSA
Ediglê começou a carreira no Ferroviário/CE. Passou por Baré/RR, Ceará/CE, Nacional/AM, Rio Negro/AM, Americano/RJ e Flamengo/PI, até que chegou ao São Raimundo/AM, em 2002. Depois foi para o Atlético/RR, e voltou para o Tufão em 2004, quando foi Campeão Estadual e disputou Série B do Brasileirão. Depois foram três anos de sucesso no Internacional/RS que levaram o atleta para Portugal. No retorno, passou por mais 10 times brasileiros. No Amazonas, o zagueiro ainda levantou as Taças em 2016 e 2017, por Fast Clube/AM e Manaus/AM, respectivamente. Ele estava inativo desde que deixou o Gavião do Norte, no primeiro turno do Estadual, até retornar ao São Raimundo/AM, em 2018, onde encerrou a carreira.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

[KART INDOOR] - Eduardo Corrêa é o Campeão da Seletiva Regional

Texto e Foto: CB Sports/Divulgação
Manaus/AM - Vitória da persistência. O piloto Eduardo Corrêa (foto da postagem) foi o Campeão da Seletiva Regional Manaus/AM de Kart Indoor, se habilitando a participar de um dos principais torneios de kartismo amador brasileiro.

A conquista veio sem muitas dificuldades, na Final, realizada neste domingo (05/05) na Pista Speed Kart Indoor, em Manaus/AM.

A Seletiva Regional foi uma parceria entre a CB Sports e o Kartódromo Internacional de Betim/MG. Organizado pela CB SPORTS/Speed Kart Indoor, a Seletiva foi realizada de janeiro a abril, na Pista Speed Kart Indoor, localizada no Manaus Plaza Shopping.

Com cordiais
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita


[SÉRIE D 2019] - Manaus FC/AM estreia com vitória fora de casa

Teófilo Benarrós de Mesquita

Manaus/AM - Em 2018, o Acesso bateu na trave. E, depois de conquistar o Tricampeonato Amazonense, o Manaus FC/AM começou tudo de novo, do zero, na trajetória nacional. Neste sábado (04/05), o Gavião do Norte estreou no Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão 2019, a Série D. Mesmo jogando fora de casa, em Macapá/AP, derrotou o Santos/AP por 2-1, largando bem na competição. De quebra, completou 14 jogos sem perder, sequência que começou na última rodada da Primeira Fase do Campeonato Amazonense 2019.

No Manaus FC/AM, o auxiliar Souza comandou o time, em razão do licenciamento do treinador Wellington Fajardo para tratar de problemas particulares em Minas Gerais. No Santos/AP, foi o primeiro jogo da temporada, já que o Campeonato Amapaense ainda não começou a ser disputado. Pior: a última partida foi disputada em agosto de 2018. Pior ainda: Acosta, Renatinho, Preto Barbacena e Fabinho Paulista não foram regularizados a tempo e desfalcaram o time.

Em campo, o jogo começou em ritmo lento, estudado. A primeira jogada ofensiva, de fato, foi construída aos 10 minutos, em conclusão que desviou em Thuran e saiu em escanteio. No minuto seguinte o Manaus FC/AM voltou a chegar, em cobrança de falta de Rossini que Rhedson defendeu. Aos 18 minutos, Matheus Oliveira fez boa jogada individual e caiu na área, pedindo pênalti. E foi tudo, até a parada técnica para hidratação dos jogadores, aos 27 minutos.

O Santos/AP teve sua primeira jogada perigosa somente aos 34 minutos, quando o lateral Diego recebeu pela direita, livre, dentro da área, mas pegou muito embaixo da bola, isolando-a por cima de meta de Jonathan. Nos descontos, aos 46 minutos, Denilson cobrou falta na área e a bola atravessou toda a extensão, até chegar ao goleiro Jonathan, sem que ninguém do Santos/AP aparecesse para tocá-la.

No segundo tempo, aos 5 minutos, Matheus Oliveira apareceu com perigo novamente, batendo cruzado, forte, com perigo, raspando a trave. A partir dos 11 minutos, começaram as substituições. Édson Porto agiu em dose dupla, trocando Luciano Marba e Adriano por Jean Marabaixo e Bruninho, respectivamente. Cinco minutos depois, o interino Souza tirou Matheus Oliveira e colocou Sávio.

Aos 19 minutos, Bruninho tentou o cruzamento e Sávio jogou o corpo em direção à bola para fazer o corte, cedendo escanteio. Panda, sete minutos depois, teve boa chance, em cobrança de falta frontal, na risca da grande área, batendo com muito perigo, enquanto Rhedson, batido no lance, rezava para a bola não entrar... Na sequência, o Santos/AP fez a última alteração, com Michel entrando no lugar de Denilson.

Quando parecia que o placar caminharia para o zero a zero, Derlan recebe cruzamento, domina e ajeita com a cabeça e bate para o gol, abrindo o marcador, aos 30 minutos. Com a vantagem, Jean Carlos entrou na vaga de Rossini, cinco minutos depois. O segundo gol, de novo com Derlan, surgiu aos 38 minutos, de cabeça.

No lance seguinte, aos 39 minutos, Jean Marabaixo, de cabeça, quase diminuiu. Na segunda tentativa, aos 45 minutos, novamente de cabeça, Jean Marabaixo marcou. Apesar dos cinco minutos de acréscimos, não deu tempo para empatar.

Ficha Técnica:
Santos/AP 1-2 Manaus FC/AM
Sábado, 4 de Maio de 2019, às 15 horas (de Manaus/AM)
Estádio Milton de Souza Corrêa, em Macapá/AP
Campeonato Brasileiro da Quarta Divisão - Série D 2018
Primeira Fase - Grupo A02
Árbitro: Wesley do Couto Leão/PA
Assistente 1: Luis Diego Nascimento Lopes/PA
Assistente 2: Rafael Ferreira Vieira/PA
4º Árbitro: Edielson da Silva Azevedo/AP
Analista de Campo: Orlando Carlos Magno dos Santos/PA
Renda: R$ 1.680,00
Público pagante: 123
Cartões amarelos: Panda 35 minutos do primeiro tempo. Lessandro 2 e Otávio 35 minutos do segundo tempo.
Gols: Derlan 30, Derlan 38 e Jean Carlos 46 minutos do segundo tempo.
Santos/AP: Rhedson; Diego, Thuran, Adriano (Bruninho 11/2º) e Batata; Lessandro, Otávio, Willian Fazendinha e Denilson (Michel 26/2º); Jari e Luciano Marba (Jean Marabaixo 11/2º). Treinador: Édson Porto.
Suplentes: Graúna, Eduardo Felipe, Michel, Márcio, Bruninho, Fábio Vinícius, Jean Marabaixo, Jhackson, Patrick e Hiasco.
Manaus FC/AM: Jonathan; Igor, Thiago Spice, Patrick e Negueba; Panda, Derlan, Vandinho (Vitinho 42/2º) e Hamilton; Rossini (Jean Carlos 35/2º) e Matheus Oliveira (Sávio 16/2º). Treinador: Souza (interino).
Suplentes: Milton, Pelezinho, Martony, Ezequiel, Jean Carlos, Vitinho e Sávio.

Com cordiais,
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita

quinta-feira, 2 de maio de 2019

[CAMPEONATO AMAZONENSE 2019] - Manaus FC/AM, o primeiro tricampeão amazonense do século

Texto: Site Oficial do Manaus FC/AM
http://manausfc.com.br
Foto: Antonio Assis/FAF

Manaus/AM - O Manaus FC/AM é Tricampeão Amazonense. Dono da melhor campanha da competição, o Gavião do Norte empatou com o Fast Clube/AM por 0-0 neste sábado (27/04), no Estádio Ismael Benigno, a Colina, placar suficiente para garantir o terceiro título estadual do clube, que se tornou a primeira equipe a conquistar por três vezes consecutivas o Barezão neste século.

A Taça coroou a campanha irretocável do Manaus FC/AM a partir do momento em que o técnico Welington Fajardo assumiu a equipe. Com ele no comando, o Gavião perdeu apenas uma vez, empatou outras quatro e venceu oito vezes. O agora Tricampeão Amazonense terminou o Campeonato Amazonense 2019 com 13 jogos de invencibilidade.

Com cordiais,
Saudações Fastianas!
Teófilo Benarrós de Mesquita